Longe do desfile macabro do coração do primeiro imperador, filme mostra um perverso Dom Pedro I

 Longe do desfile macabro do coração do primeiro imperador, filme mostra um perverso Dom Pedro I

Compartilhe nas redes sociais…

Em meio às comemorações do Bicentenário da Independência,  uma novidade. E não é o macabro desfile pelas ruas do coração em formol daquele que foi  o primeiro imperador do Brasil, e que governou o país entre 1822 e 1831. A  novidade é na telona: o filme “A Viagem de Pedro”, que tem pré-estreia nacional na noite da quarta-feira (31/08), no Teatro do Parque que, assim, recupera sua antiga vocação  de abrir espaço para o cinema. O longa é o primeiro de caráter histórico da consagrada diretora Laís Bodanzky e aborda a vida privada do polêmico Dom Pedro I, que é representado galã global Cauã Reymond.

Além da direção, Laís assina o roteiro. A produção aborda a vida privada de Dom Pedro I, retratando a viagem de navio em que o ex-imperador retorna para Portugal, em 1831, fugindo de ser apedrejado pelos brasileiros, nove anos depois de proclamar a Independência do Brasil. “A viagem” desconstrói aquela imagem de herói de Dom Pedro I, que nos ensinaram nas escolas, simplesmente como o responsável pela independência do Brasil. E o mostra, sim, como responsável por tornar o Brasil um país continental, às custas de muita opressão. Ou seja, nem há tanto motivo para se celebrar aquele que foi imperador, como vem fazendo atualmente o governo do ex-capitão  que deveria festejar os nossos heróis – como Zumbi,  José de Barros Lima (Leão Coroado) e Frei Caneca – e não os colonizadores, que tanto sugaram as nossas riquezas

Teatro do Parque vive seus tempos de esplendor e exibe filme histórico sobre Dom Pedro I. Cinema como antigamente

Após a sessão, um debate discutirá as narrativas oficiais sobre colonização e independência, reunindo a diretora Laís Bodanzky e o professor da Universidade Federal de Pernambuco Alexandro Jesus, com mediação de Rafael Nascimento. A exibição será em sessão única, na quarta-feira (31), às 19h. Os ingressos custam R$ 10 (R$ 5, a meia-entrada) e serão vendidos, a partir das 18h, na bilheteria do teatro. O Parque, que passou muitos anos fechado,  ficou deslumbrante após a reforma e restauração. Ideal mesmo para abrigar a exibição de um filme sobre a nossa história, e que aborda os tempos do império. O teatro pertence ao município.

Com produção da Biônica Filmes, Buriti Filmes e O Som e a Fúria (Portugal), em coprodução com a Globo Filmes, “A Viagem de Pedro” foi produzido por Bianca Villar, Cauã Reymond, Fernando Fraiha, Karen Castanho, Laís Bodanzky, Luiz Bolognesi, Luis Urbano e Mario Canivello. O filme chega aos cinemas de todo o país no dia 1º de setembro, na semana do bicentenário da Independência. No elenco, atores brasileiros e portugueses. “A Viagem de Pedro” ainda está restrita a festivais. Pois estreou mundialmente na 45ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e foi exibido no 23º Festival do Rio. Também em premiações cariocas, conquistou o Troféu Redentor de melhor ator coadjuvante (Sergio Laurentino) e de melhor direção de ficção (Laís Bodanzky). Em Portugal, foi lançado, no último mês de maio nos cinemas, além de ter sido exibido no 19º Indie Lisboa – Festival Internacional de Cinema, no mesmo mês. Em junho, o longa-metragem venceu o prêmio de Melhor Filme da América no Septimius Awards, em Amsterdã, e foi exibido no Brooklyn Film Festival, em Nova Iorque. Participou ainda do Latin American Film Festival, em Copenhagen, e teve uma exibição gratuita na USP, em São Paulo, seguida de debate com a diretora.

Abaixo, você confere informações sobre outro filme histórico (sobre Tiradentes) e sobre o Teatro do Parque, que no passado funcionou também como cinema.

Leia  também
Filme “Joaquim” lota cinema do Museu
Teatro do Parque restaurado
Grinaldo e sua Gadelharia Indústria Criativa: fotos, vídeos e drones
Depois do Teatro, que tal lutar pela recuperação do antigo Hotel do Parque?
Hotel do Parque em livro sobre Root
O “Hotel do Parque” sem memória
Que tal lutar pelo Teatro e também  pelo tombamento do Hotel do Parque?
Relíquias religiosas na Rua da Conceição
Resgate histórico do Beco do Camarão
Virada Cultural pelo Teatro do Parque
Teatro do Parque tem Virada Cultural
Obras recomeçam no Teatro do Parque
Teatro do Parque abre  para visitas guiadas
Teatro do Parque revive esplendor do passado
Teatro do Parque tem obras concluídas
Teatros ganham reformas durante a pandemia
Teatro jardim, o Parque terá área verde como extensão do palco
Teatro do Parque: Agora vai. Será?
Teatro do Parque será entregue em 2020
Que tal lutar pelo Teatro do Parque e também pelo Hotel do Parque?
Obras recomeçam no Teatro do Parque
Virada Cultural pelo Teatro do Parque
Teatro do Parque tem Virada Cultural
Praça Maciel Pinheiro vive a decadência e o abandono

Serviço:
Evento: Exibição do filme “A viagem de Pedro”
Sobre: A vida privada do primeiro imperador do Brasil, Dom Pedro I
Debate com a diretora Laís Bodansky e historiadores
Onde: Teatro do Parque (Rua do Hospício, 81, Boa Vista
Horário: 19h
Ingressos: R$ 5 e R$ 10 (à venda a partir das 18h na bilheteria do Teatro)

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Divulgação / A Viagem de Pedro e  Acervo #OxeRecife

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.