Vândalos voltam a agir e desfalcam três estátuas no Centro, em bairros como Santo Antônio e Boa Vista

Sinceramente, não está sobrando mais nada mesmo, nos monumentos do Recife. Placas indicativas de bronze ou cobre estão sumindo. Todas, sem exceção. Nesta semana, fui dar um passeio pelo Centro, e percebi três furtos a mais, além daqueles todos que nós já noticiamos no #OxeRecife, que vão de quase todas as peças do Parque de Esculturas Francisco Brennand – no Marco Zero – passando por estátuas como as de Frei Caneca e do Mascate, em bairros como São José e Santo Antônio, no Centro. Até frisos em cobre do piso de pontes, já foram retirados por vândalos, como ocorreu na Ponte Duarte Coelho, que liga os bairros de Boa Vista e Santo Antônio.

Autor de projetos de monumentos da nossa arquitetura – como o Teatro Santa Isabel – Louis Vauthier está sem placa

Em um dos últimos passeios que fiz com o Grupo Caminhadas Domingueiras, fui contemplar as esculturas da Praça da República, no bairro de Santo Antônio. E notei que de frente para o Teatro Santa Isabel há a estátua de um homem, porém sem identificação nenhuma. Roubaram a placa da estátua de Louis Véger Vauthier (1815-1901), engenheiro que residiu no Recife no século 19,  quando projetou prédios que hoje são verdadeiros monumentos  da nossa arquitetura, como o Teatro Santa Isabel e o casarão da Academia Pernambucana de Letras. Também foi sob a sua orientação – já tinha retornado à Europa – que foi desenvolvido o projeto do Mercado de São José.

Prefeito do Recife por três vezes, Pelópidas Silveira também não foi respeitado. Levaram a placa do pedestal

No Bairro da Boa Vista, bem pertinho da Faculdade de Direito, o busto do poeta Olavo Bilac (1865-1918, foto superior) também está sem nenhuma identificação. A estátua já não é um primor artístico, e sem placa aí é que ninguém mesmo sabe quem é a figura homenageada na Praça que leva o seu nome, bem pertinho da esquina com a Rua do Riachuelo. O vândalos roubaram a placa e não sei como não levaram também o busto, a exemplo do que ocorreu com o do Frei Caneca, que foi furtado do local onde o herói da Revolução de 1817 foi executado. Até o momento, o pedestal da estátua permanece sem a cabeça do mais famoso herói da história de Pernambuco.

Ao passar pela Ponte Duarte Coelho, ali na esquina da Rua da Aurora com a Avenida Conde da Boa Vista, outro sinal de vandalismo, ao lado daquela escultura sem graça e desbotada de um mini galo da Madrugada. É que no local há, também, um busto do ex-Prefeito do Recife, Pelópidas Silveira (1915-2008), um dos políticos mais respeitados e admirados do Recife pela seriedade, honestidade e visão das necessidades urbanas da nossa então incipiente metrópole. Pelópidas foi Prefeito do Recife por três vezes, deixou importantes marcadas na cidade, mas nem por isso os vândalos o respeitam. Também levaram as placas (de bronze ou cobre?) que assinalava a sua importância para o desenvolvimento urbano do Recife. Nesta semana, o Prefeito João Campos (PSB) disse, em suas redes sociais, que o vandalismo provoca prejuízos anuais de R$ 5 milhões à Prefeitura do Recife. Resta saber porque, com tanta tecnologia, o Recife não dispõe de um sistema eficiente de segurança que monitore as ruas e praças em tempo real.

Leia também
Placas de bronze do Arquivo Público de Pernambuco são roubadas
Centro volta a ser pilhado no Recife: roubos da estátua de Frei Caneca e na Praça da Restauração
Fundarpe ainda não tem ideia do que vai fazer com o prédio histórico do Diário de Pernambuco
Torre da Faculdade de Direito tomba e aulas são suspensas
Torre da Faculdade de Direito vai ser removida para não cair
Depois de quase desabar, Torre da Faculdade de Direito volta ao seu lugar
Monumento Nacional, Faculdade de Direito cercada de lixo e matagal
Kleber Mendonça: “Cinema São Luiz completou 70 anos de portas fechadas”
Mais uma estátua roubada do centro do Recife: o Mascate sumiu da Avenida Dantas Barreto
Centro volta a ser pilhado no Recife
Mais uma ponte pilhada no Recife. Agora é a Maurício de Nassau
Placa em homenagem a vítima da ditadura volta à Ponte da Torre: “herói”
Atenção, Grupo Tortura Nunca Mais: Sumiu a homenagem a Cândido Pinto
Ponte Velha: caso do sumiço das luminárias já está na Ouvidoria
Pilhagem mal explicada na Ponte Velha
Cadê os lampiões da Ponte Velha?
Ponte Velha: População  reclama do “vandalismo oficial”
Três pontes em obras. E a da da Boa Vista?
Ponte da Boa Vista pede socorro
Ponte da Boa Vista ganha abraço
Ponte da Boa Vista ganha reparos
Ponte do Limoeiro sofre mudança de gosto duvidoso
Ponte da Boa Vista tem trechos no breu
Ponte da Boa Vista ganha reparos
Ponte do Limoeiro sofre mudança de gosto duvidoso
Decadência no Cais do Imperador
Pronto projeto de recuperação do Parque das Esculturas  no Marco Zero
Pátio de São Pedro está sendo pilhado
Que horror, Pátio de São Pedro
Decadência no Cais do Imperador
Torre de Cristal sai do breu, mas peças ainda estão sem reposição
Que breu é esse na Torre de Cristal?
Torre de Cristal não pode apagar: Trevas onde devia haver luzes
Depois de pilhado à exaustão, Parque das Esculturas terá segurança 24 horas
O drama do Parque de Esculturas: Proteger o patrimônio não é caro
Instituto Oficina Francisco Brennand: O Recife não merece tamanho desrespeito
Parque das Esculturas pilhado. Cadê a serpente que estava aqui?
Parque das Esculturas e indignação: “Esse post é um pedido de socorro”
Marginais roubam tudo, de escultura de uma tonelada a trator. Punição…
Arte monumental & natureza generosa
Outra obra de Francisco Brennand sofre degradação no Centro. Veja qual é

Pilhado à exaustção, o Parque das Esculturas será restaurado
Recentro é criado para cuidar do degradado centro do Recife. Agora vai?
Novas luminárias viraram alvo de marginais. Estão sumindo do centro
Ponte do Limoeiro sofre mudança de gosto duvidoso
Comunidade quer a volta do Caranguejo da Aurora
Cais José Estelita e as luminárias que restam. Será que esta paisagem vai mudar?
Ilumina Recife  sacrifica luminárias tradicionais e descaracterizam cidade
Linda à noite, Ponte Duarte Coelho sofre atentado estético durante o dia
Vamos salvar o centro do Recife?

Texto e fotos: Letícia Lins / #OxeRecife

Continue lendo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.