Umbuzeiro é o “refrigério” do Sertão

 Umbuzeiro  é o “refrigério” do Sertão

Compartilhe nas redes sociais…

Ela está catalogada entre as mais de 300 fruteiras nativas do nosso país.   Presente na região da Caatinga, é conhecida como o “refrigério” do Sertão. Isso por conta não só de sombra e do aconchego, mas também devido ao fruto suculento, sempre consumido para matar a sede do sertanejo. Mas não é só. Na estiagem, quando o pasto seca e as lavouras de subsistência zeram, o homem do campo chega a usar suas raízes tuberosas – que eles chamam de “batata” – para matar a fome. Como repórter, em minhas andanças pelo Nordeste,  já vi cenas em que as “batatas” eram cozidas em água e sal e servidas no almoço de famílias sertanejas.

As raízes armazenam muita água, o que permite ao umbuzeiro (Spondias tuberosa) sobreviver à seca por muitos meses. Além disso,  a árvore não é exigente com adubação, sendo portanto sua produção de baixo custo. O umbu mata não só a fome, como alivia a sede do sertanejo. Mas não é só isso. O seu fruto, o umbu,  é disputadíssimo no interior nordestino, onde é consumido em geleias, mousses, pudins e até mesmo in natura. Ou em mistura com leite e mel (ou açúcar), chamada de umbuzada. O fruto é rico em vitaminas B e C, e possui cálcio, fósforo e ferro.   Dizem até o umbu combate a diabete, a obesidade e a hipertensão.

Azedinho, o fruto do umbuzeiro, o umbu é refrescante e muito consumido no Sertão nordestino.

Natural,  portanto, que a árvore seja  reverenciada. E é o que acontece em Parnamirim, onde entre sábado (16/4) e domingo (17/4) ocorre a sétima edição da Festa do Umbu. Será na Fazenda Floresta, que fica a 60 quilômetros do centro de Parnamirim, esta por sua vez localizada a 570 quilômetros do Recife. O acesso é gratuito, pois a festa é realizada com o voluntariado e de forma colaborativa. O idealizador da  festa é o fotógrafo Lídio Parente, que viveu 20 anos no Rio de Janeiro e decidiu voltar à caatinga, em busca de vida mais saudável e próximo à natureza. Ele pratica agroecologia, agricultura familiar e desenvolve convivência com o Semiárido. Lídio luta pela preservação do umbuzeiro, árvore quase desconhecida nos grandes centros urbanos do Brasil, porém com grande potencial naquela região,  para geração de renda.

A festa em homenagem à árvore começa às 19h, com exibição do filme Na Quadrada das Águas Perdidas, dos diretores Wagner Miranda e Marcos Carvalho, estrelado pelo ator Mateus Nachtergaele (o João Grilo, do filme Auto da Compadecida). Logo depois, começam os shows, com mistura de ritmos. Tem Ivan Júnior, Neudo Oliveira, Jorge do Acordeon e As Severinas. No domingo, além da feira de artesanato e produtos locais, a programação começa logo cedo, às 10h. Com apresentação de manifestações populares da região, como o reisado (Reis do Congo, da Ilha de São Félix, em Orocó); Companhia de Dança na Pisada do Sertão; Maracatu de Baque Virado de Salgueiro. Ainda no domingo, haverá exibição do filme Semi Úmido (de Luisa Melo e Vinícius Forain). No palco, também se alternam cantores como Maciel Melo, Flávio Leandro e o artista local Sol Ferreira. O evento tem apoio da Prefeitura de Parnamirim, @ribeiradafloresta, Grupo M.Granja, Secretaria de Turismo de Orocó e Clas Comunicação e Marketing.

O #OxeRecife adora as árvores. E por esse motivo, sempre há espaço para abordá-las. Abaixo, mais informações sobre plantas da nossa flora. E também sobre algumas exóticas.

Leia também
Urucum: coloral e outros usos
Conheça a cerejinha do mato
O maior mandacaru de Pernambuco?
Raridade: Fícus que não é importunado
Fícus: imponência e força da natureza
Use o biribiri para remover manchas
Uma explosão de vida entre as rochas
Bromélias raras no Jardim Botânico
Oitizeiro, a árvore de muitas utilidades
Ucuubeira preservada rende três mais  do que vendida a madeireiras
Tukumã, a fênix da Amazônia
Você conhece essa árvore? É Chichá
Conheça melhor a juçara, palmeira nativa da Mata Atlântica
Juçaí, o açaí da Mata Atlântica
Praça de Casa Forte e o fruto misterioso
É uma palmeira? Não, é um pandanus
As mil e uma utilidades do butiá
Parece coco, fruta-pão, mas é… coité
Palma-de-Manila: a festa das abelhas
Conheça palmeiras nativas e exóticas
A exuberância do abricó-de- macaco
Flamboyanzinho cada vez mais comum
Lírio: antiguidade, talismã e mistério
Pitomba tem poder analgésico?
É verdade que piranga é afrodisíaca?
As mangas da vida
Manga rosa virou relíquia no Recife
Abundantes no verão, as mangas rosas são uma bênção para a saúde 
A festa dos ipês no Recife e no Pará
O tapete vermelho do jambo do pará
Dia da Árvore: a “vovó” do Tapajós
Viva a árvore mágica, no Dia do Baobá
Desabrochar musical da Flor do Baobá
O maior colosso vegetal do mundo
Comitê gestor para jardins históricos deixados pelo paisagista Burle Marx
Livro mostra jardins históricos do Recife
Bromélias são reintroduzidas ao ambiente natural no Recife
Orquídea extinta há meio século, orquídea rara volta à natureza
Veja a flora do Sertão em Dois Irmãos
A caatinga no Jardim Botânico
Jardim Botânico tem trilha amazônica
Por um milhão de árvores na Amazônia
O charme e o veneno da espatódea
Dia da Árvore: a “vovó” do Tapajós
Viva a árvore mágica, no Dia do Baobá
Desabrochar musical da Flor do Baobá
O maior colosso vegetal do mundo
Veja a flora do Sertão em Dois Irmãos
A caatinga no Jardim Botânico
Jardim Botânico tem trilha amazônica
Parem de derrubar árvores (45)
Fícus assassinado tem reposição
Parem de derrubar árvores (Olinda 3) Cinco palmeiras substituem o fícus assassinado
Raridade: Fícus que não é importunado
Fícus: imponência e força da natureza
Parem de derrubar árvores (164)
Parem de derrubar árvores (340)
Esso decide plantar 20 mil árvores para proteger mico-leão dourado
Coca-Cola planta 600 mil árvores
Carlos  plantou 300 árvores e é confundido com professor

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Lídio Parente e Carlos Laerte (Divulgação)

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.