Solidariedade: Comunidade “Obra de Maria” envia ajuda ao Rio Grande do Sul

Conhecida pela sua ação humanitária – conta com 5 mil voluntários, e atua em 46 países, dos quais 24 na África – a Comunidade Obra de Maria iniciou campanha de utilidade pública para ajudar famílias atingidas pela  maior tragédia climática registrada no Rio Grande do Sul, que atinge 497 municípios, já matou mais de 150 pessoas e deixou até o momento mais de 500 mil desabrigados.

É que os missionários e voluntários das casas de missão localizadas no mundo, assim como os que atuam em paróquias, estão se mobilizando para conseguir recursos financeiros através de doações por PIX (OBRA DE MARIA – 00.303.435-0001/05 – CNPJ) para levar água mineral para as vítimas das enchentes do Rio Grande do Sul. Serão enviados fardos de água através de dez carretas, totalizando 145 mil litros.

“Não podemos deixar os nossos irmãos desassistidos num momento como esse de total devastação, um verdadeiro cenário de guerra”, adiantou Gilberto Barbosa, o fundador da comunidade. Gilberto explicou que conseguiu a doação da água mineral e o transporte foi negociado a preço de custo com uma transportadora, que levará a carga da sede da Canção Nova, em Cachoeira Paulista, São Paulo, para o Rio Grande do Sul. Segundo os cientistas, com as mudanças climáticas, a tendência é que eventos extremos tendem a se tornar mais frequentes.

O frete de cada carreta custa R$ 4.000,00, totalizando R$ 40.000,00. A conta para doação é do Banco do Brasil em nome da Obra de Maria. A agência é 3613-7; a conta corrente é 6396-7 e o PIX é o 00.303.435-0001/05 (CNPJ), Obra de Maria.   A Comunidade Católica Obra de Maria foi fundada em 1990. Tem sede na cidade de São Lourenço da Mata, no Grande Recife. E sua missão é  levar os ensinamentos da Virgem Maria para o mundo. Dentre esses ensinamentos, estão a caridade e a solidariedade como princípios básicos de trabalho e convivência. Além de ações evangelizadoras, atua em obras sociais, com a construção de creches, escolas, internatos, hospitais e centros de reabilitação, sendo reconhecido pelo Vaticano e sua maior autoridade católica, o Papa.

Leia também
RS entre as mudanças climáticas, a tragédia anunciada e a solidariedade
Donativos do Recife para Porto Alegre seguem hoje
Governadora Raquel Lyra e  Prefeito João Campos enviam ajuda ao Rio Grande do Sul
“Recifeemergênciaclimática: Em dia de sol, o Recife tem ruas inundadas
Se não cuidar, o Rio Tejipió vai virar mar. Missão holandesa estuda soluções
A capital vai virar mar? Holanda de olho nos efeitos provocados pelas mudanças climáticas
Em apenas seis horas, chuvas chegam a 60 por cento do previsto em fevereiro
O Recife entra em estágio de alerta devido às chuvas
Chuva paralisa o Recife
Mortes, desolação, dilúvio e torneiras secas
Mudanças climáticas: o Recife possui 23 bairros vulneráveis ao movimento das marés
A capital vai virar mar? Holanda de olho nos efeitos provocados pelas mudanças climáticas no Recife
Vulnerável às mudanças climáticas, o Recife pode ficar assim se nada for feito
Em apenas seis horas, chuvas chegam a 60 por cento do previsto para fevereiro
Protesto imobiliza Zona Norte pelo auxílio emergencial
Zona da Mata e debaixo d´água
Novas chuvas, mais deslizamentos e 120 mortes
Escavação preocupa na Zona Norte
Tragédia no Recife: Cestas básicas chegam mas não há fogão para cozinhar
Como ajudar bichanos e totós que sobreviveram à tragédia da chuva
Mais um totó precisando de tutor
História se repete e governo desmente boatos
A tragédia da chuva e os morros protegidos
Chuvas, heróis, bichanos e totós
Temporal: Vítimas chegam a 120
Pernambuco chora seus mortos
Bombeiros ainda buscam dez corpos
Pró-Criança ajuda populações atingidas
Óbitos passam de cem e 24 municípios estão em emergência
Tragédia: Dia de  ver o que sobrou
Chuva, alagamento e monitoramento
Rede de fast food jogou lixo no canal?
Moradores reclamam mais uma vez da sujeira da McDonalds. Fiscalização?
Temperatura amena, chuva e “estiagem” em casa
Ventos, frio e chuvas de agosto
Com chuva e sem água na torneira
Recife tem chuvas concentradas mais uma vez. Emergência climática?
Em três dias, 71 por cento de toda a chuva prevista para abril
Chuva (de seis horas) equivalente ao previsto para dez dias do mês de março
Cinco dias de chuva que valem por cinco
Temporal derruba oito árvores
Zona Norte: Ruas e garagens alagadas
Ruas inundadas e Capibaribe cada vez mais caudaloso
Lixo retirado dos canais já é 20 por cento do total coletado no Recife
Lixo oficial permanece às margens do Rio Capibaribe
Praça de Casa forte perto do fim dos alagamentos
Águas pluviais e esgoto doméstico: quando tudo se mistura sob o chão
Chuvas: Jacarés ganham ruas
Temporal: Formigueiro e ninho de João-de-barro à prova de chuva
Segunda feira de chuvas sem o romantismo dos blocos
Morros ganham parceria contra chuva
Chuva: Se precisar chame o 0800 0813400
Eventos adiados devido à chuva
Chuva adia caminhada do Forró e fecha equipamentos culturais do Recife
Urgente: Chuva fecha Jardim Botânico
Crise hídrica na conta de energia e excesso de chuva no Sertão

Exposição: O Sertão virou mar no Cais
Ministro manda oceanógrafo trabalhar na caatinga. E o sertão já virou mar?
Chuva atrapalha produção de frutas
Chuva no Sertão prejudica fruticultura 
Chuvas provocam adiamento de barqueata contra a poluição
Mudanças climáticas: o Recife possui 23 bairros vulneráveis ao movimento das marés
A capital vai virar mar? Holanda de olho nos efeitos provocados pelas mudanças climáticas no Recife
Prefeitura promete obras para reduzir impacto da chuva no Rio Tejipió

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Divulgação / Obra de Maria

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.