São João à antiga em Riacho das Almas

Em meio a tantas polêmicas quanto ao gigantismo das comemorações juninas, inclusive no Agreste e no Sertão  –  como em Caruaru e Arcoverde – a pequena cidade de Riacho das Almas faz festa intimista, com gostinho de antigamente e com aquele jeitinho de festa realmente do interior. Quadrilhas matutas (com vestidos de chita), muito forró pé-de-serra, animação nas vilas rurais são a marca os festejos do município, localizado a  131 quilômetros do Recife. Ou seja, um clima bem diferente do que tem sido visto nesse mês de junho no nosso estado: quadrilhas que parecem escolas de samba, forró estilizado, invasão de artistas “estrangeiros” e cachês milionários.

E lá há  umas manifestações bem bonitinhas. Uma delas é a Caminhada do Cuscuz, que aconteceu no último domingo, quando um grupo com forró pé de serra puxou um cortejo de foliões do centro da cidade até a Vila do Rangel,  que fica na área rural e na qual residem 2 mil pessoas. O percurso foi de mais ou menos seis quilômetros. A poeira subiu com a animação do forró pé de serra no meio do terreiro. A festa foi animada pelo grupo Forró Quentão. Mas teve também a Banda Calango Aceso. O arrasta pé foi até quase o dia amanhecer. Riacho das Almas fica no Agreste de Pernambuco e tem cerca de 20 mil habitantes.

No dia 10 de junho já tinha havido a Festa do Bolo, que começou sendo patrocinada por lideranças comunitárias, e terminou ganhando apoio da prefeitura. O bolo tem 90 quilos e a distribuição das fatias é feita som o som de um forró bem animado, no bairro de Vila Esperança.  Ontem foi dia de animação no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos. Teve festa para todos, com apresentações de grupos de idosos e crianças. Tudo movido a canjica, milho assado, pamonha, munguzá, milho cozido, paçoca, cocada. A festa segue até o final do mês. Mas no dia 24, tem forró  pé de serra em três vilarejos rurais: Trapiá, Baraúnas e Vitorino. Viva São João!

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Divulgação

Continue lendo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.