#RecifeEmergênciaClimática (14)

 #RecifeEmergênciaClimática (14)

Compartilhe nas redes sociais…

Mais uma via totalmente desprovida de verde, para a nossa série #RecifeEmergênciaClimática. Essa rua é a Dona Etelvina Figueiredo, que fica no bairro de Casa Forte,  juntinho a Casa Amarela. Ela não tem saída, é perpendicular à Estrada das Ubaias, e não possui uma só árvore nas calçadas.

Nem mesmo uma de pequeno porte, que pudesse melhorar o seu aspecto. O verde que nela resta, são de pequenos quintais e jardins que sobrevivem naquele espaço. Duas mangueiras são visíveis, porém no setor privado dos imóveis. Áreas públicas sem nenhuma arborização são comuns no Recife, não só em bairros – como Casa Forte e Casa Amarela – como também no Centro.

Tão estreita e sem saída como a Etelvina Figueiredo (em Casa Forte), a Florália (em Casa Amarela) tenta suprir a falta de verde com ajuda dos moradores

Foi o que motivou o #OxeRecife a acrescentar a campanha #RecifeEmergênciaClimática à #ParemDeDerrubarÁrvores, que é anterior à primeira.  A segunda faz registro de árvores degoladas ou erradicadas na cidade. Agora, só para lembrar, ali bem pertinho da Dona Etelvina Figueiredo fica a Florália, esta no populoso bairro de Casa Amarela.  A Florália também não tem saída, nem árvores. Mas ao contrário da Dona Etelvina, os moradores tentam quebrar o ar inóspito, colocando jarros e plantas decorativas nas calçadas.

O que não deixa de ser uma boa iniciativa que poderia dar um aspecto mais aprazível inclusive a locais do centro, como o Pátio de São Pedro e o Pátio do Terço. Pelo mundo, em algumas áreas históricas, além da pedra e do cal, são as flores que chamam a atenção, como a Cidade Murada, em Cartagena das Índias, na Colômbia. Já lá estive e, além da arquitetura preservada, as folhas e flores contribuem para tornar o local mais encantador. No Recife, é o contrário. Pela-se tudo e não se planta quase nada!

Leia também
#RecifeEmergênciaClimática (13)
#RecifeEmergênciaClimática (12)
#RecifeEmergênciaClimática (11): Rua Nova
#RecifeEmergênciaClimática (10)
#RecifeEmergênciaClimática (9) Rua da Imperatriz
#RecifeEmergênciaClimática (9)
#RecifeEmergênciaClimática (8)
#RecifeEmergênciaClimática (7)
#RecifeEmergênciaClimática (1)
#RecifeEmergênciaClimática (2)
#RecifeEmergênciaClimática (3)
#RecifeEmergênciaClimática (4) e Covid-19 na Festa do Carmo
#RecifeEmergênciaClimática (6)
#RecifeEmergênciaClimática (5)
#RecifeEmergênciaClimática: Depois do arboricídio, os jardins de plástico
Recife árido: Emergência Climática
Emergência climática: Recife mais verde é balela. ParemDeDerrubarÁrvores
Arboricídio mobiliza Câmara Municipal
Contra as clareiras do Espinheiro
Espinheiro quer túneis verdes
Compensação pelo arboricídio
Lei para conter o arboricídio
Emergência climática no currículo
Parem de derrubar  árvores (32)
Parem de derrubar árvores (86)
Parem de derrubar árvores (96)
Parem de derrubar árvores (165)
Cadê a sinalização? E o respeito à vida?

Texto e fotos:  Letícia Lins / #OxeRecife

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.