Reciclagem: No “The Town”, embalagens coletadas de chocolate serão transformadas em móveis

Já era tempo de todas as empresas que marcam presença em grandes eventos, assumirem a sua parte no que diz respeito à responsabilidade social. E ambiental, claro. Pois, hoje, qualquer marca tem que estar associada a algum tipo de esforço para a sustentabilidade. Como o #OxeRecife sempre externa preocupação, também, com esse lado tão importante em nossas vidas, sempre chegam informações de empresas que transformam seus resíduos em algo útil. Há casos aqui já publicado sobre garrafas PET que se transformam em asfalto, canudinhos recolhidos em praias que viram óculos escuros,  sobras de jeans das quais surgem novas tramas, restos de decoração de eventos que viram móveis. Tem até cápsula de café expresso que se transforma em mobília italiana. E sofisticada…

A última notícia que nos chega diz respeito ao megaevento The Town, festival de música que aconteceu em São Paulo, nos últimos dias 2, 3, 7, 9 e 10 de setembro. Informa a KITKAT®, que fez uma parceria com a Yattó, esta uma empresa que oferece soluções em economia circular. Assim, as embalagens (flexíveis) de chocolate da primeira, coletadas na chamada Cidade da Música, vão se transformar em móveis de “madeira plástica”, com design especial, que posteriormente serão doados para ONGs paulistanas apoiadoras da causa LGBTQIAP+, Casa 1 e Casa Florescer. Tem mais: Cada peça de mobiliário será acompanhada por uma placa contendo um QR Code, permitindo que os interessados rastreiem a trajetória do resíduo desde a coleta até sua transformação.  

Embalagens de chocolates consumidos no The Town serão recicladas e transformadas em mobília a ser dada para ongs.

“Nossa ação vai além do The Town, e nos permite mostrar de maneira tangível que um pequeno gesto, como reciclar uma embalagem de chocolate, pode se transformar em um benefício duradouro para as comunidades locais”, comenta Gabriela Varela, Consumer Marketing Manager de KITKAT®.  A marca pertence à Nestlé, empresa que – como outras grandes multinacionais – poluem o ambiente países com embalagens plásticas e de outros materiais, em várias partes do mundo. “Ações como de KITKAT®, relacionadas à reciclagem, são muito importantes, pois, além de evidenciar que é possível reciclar embalagens flexíveis, também destacam a seriedade da marca em relação ao tema. A inovação do festival não se limitou apenas à experiência, mas também ao cuidado com o consumidor e ao seu olhar atento para o meio ambiente”, ressalta Luiz Grilo, Diretor Institucional e de Novos Negócios da Yattó.

KITKAT® é uma marca global da Nestle®, lançada no Reino Unido em 1935. Com seu famoso slogan ‘’Have a Break, Have a KitKat’’, hoje está presente em mais de 80 países, combinando o tradicional chocolate Nestlé® e wafer crocante. Lançada no Brasil em 2011, KITKAT® oferece ao público os tradicionais sabores Milk, White e Dark, além de edições limitadas e produtos inéditos, também vendidos nas lojas KITKAT Chocolatory.  Falta à KITKAT®, no entanto, informar quais as outras ações ambientais da empresa, assim como à Nestlé. E também ao The Town,divulgar todas as ações ecologicamente corretas implantadas durante o Festival.

Nos links abaixo, você confere iniciativas para reduzir a quantidade de resíduos na natureza, e também problemas por eles provocados.

Leia também
Asfalto modificado com plástico reciclado dura três vezes mais do que o normal
Em expedição contra a invasão de plásticos nos oceanos, navio Plastic Odyssey chega ao Recife
Plástico pode virar  até cadeira. O caso de reaproveitamento das canetas de insulina
Novidade: Tecidos são fabricados a partir da reciclagem de garrafas pet
Malas feitas com garrafas PET chegam ao Comitê Olímpico Brasileiro
Dell anuncia mouse a  partir de plástico reciclado de garrafas PET
Reciclagem para poupar os oceanos
Óculos ecologicamente corretos feitos com plásticos colhido no mar
: mais plástico do que peixe em 2050 
Canudos plásticos de praia viram óculos e natureza agradece
Plásticos nas praias viram embalagens
Xô, plásticos. A vez das canecas
O lixo que virou lixeira
Do lixo ao luxo
Reciclagem de plástico rende utensílios domésticos e corrimão nos morros
Quatro milhões de canudos a menos no mercado
Dia Internacional sem sacos plásticos. Vamos nessa?
Nestlé quer embalagem biodegradável
Campanha contra plástico rende prêmio
Maquininha de passar cartão feita com plástico reciclado do mar
Brasil tem camisa carbono zero
Lixo plástico vira cinema nas escolas
As garrafas biodegradáveis da Bacardi
Água mineral copo biodegradável
Reciclagem de esponjas poupa natureza
Boa ação na coleta de… sutiãs
Cada vez mais frequente em nossas água, plásticos viram fibras para fabricação de colchões
Economia circular: Cápsulas de café viram cadeiras sofisticadas
250 milhões de tampinhas retiradas da natureza em seis estados
Startup faz campanha contra lixo
Não jogue lixo eletrônico no Capibaribe
A Serra Pelada de Sinha é só riqueza
Dia Internacional da reciclagem: Palmas para a Cooperativa Palha de Arroz
Barco robô vai tirar plásticos dos oceanos
Catadores tiram 5 milhões de latinhas deixadas pela folia em Olinda
250 milhões de tampinhas retiradas da natureza
Aproveitamento de sobra de jeans rende prêmio: Moda do futuro
Do lixo ao luxo
Pneus na guerra contra o lixo
Troque o lixo eletrônico por plantas
A reciclagem da Renova Ecopeças
Sustentabilidade: Festival de Inverno de Garanhuns tem oficina para aproveitar sobras de papel
………………………………
Resíduos deixados no manguezal são como garrote na veia: gangrenam o corpo
Guimbas de cigarro deixam 300 toneladas anuais de microplásticos na natureza
Novidade nada ecológica no carnaval de 2023 no Recife: famigerados confetes de plástico
Alerta de um homem do mar: Oceanos sufocados, Planeta sem ar
Do lixo recolhido no recife, 20 por cento vem de canais

Cadê a Praia Limpa? Em 20 minutos, um cestinho cheio de plásticos
Dia Internacional sem plásticos. Vamos poupar a natureza
Plásticos viram vilões das tartarugas
Nuvens de plástico no Capibaribe
Mar: mais plástico do que peixe em 2050
Plásticos poluem Boa Viagem
Mutirão espontâneo contra o lixo
Plásticos viram vilões das tartarugas
Colete três plásticos na areia

Prêmio de R$ 50 mil para quem no mundo melhor limpar sua comunidade
Catadores tiram 5 milhões de latinhas deixadas pela folia em Olinda
250 milhões de tampinhas retiradas da natureza
Do lixo ao luxo
Pneus na guerra contra o lixo
Troque o lixo eletrônico por plantas
A reciclagem da Renova Ecopeças

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: The Town / KITKAT®

Continue lendo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.