Rafael Costa, egresso de escola pública, faz bonito no vestibular da USP

Em meio a tanta notícia ruim – guerra, bombardeio, refugiados, Ucrânia, Rússia, pandemia, desatinos   políticos – uma notícia boa. Ponto para Rafael Costa, 17 anos, egresso do ensino público, que passou em primeiro lugar para o curso de Medicina na Universidade de São Paulo (USP), pelo Sistema de Seleção Unificada (SISU). O jovem fará o curso em Ribeirão Preto, município localizado a 317 quilômetros da capital paulista.

Ele mora no bairro de Santo Amaro, Zona Norte do Recife. E concluiu o ensino médio em 2021, na  Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Ginásio Pernambucano (foto abaixo), localizada na Rua da Aurora. Rafael conseguiu a vaga na USP com a nota 816,4. O Ginásio Pernambucano é uma escola tradicional do Estado, pela qual já passaram figuras importantes das letras e da política: Ariano Suassuna, Clarice Lispector, Epitácio Pessoa, Celso Furtado. O colégio é o mais antigo em funcionamento no Brasil, tendo sido fundado em 1825. Mas no final dos anos 1990 entrou em decadência, até que o executivo Marcos Magalhães juntou um grupo de empresários para recuperar o colégio. Concluídas as obras, O Ginásio passou a ser a primeira escola de referência em ensino médio no Estado (Erem), com ensino em tempo integral. A experiência do Ginásio Pernambucano deu tão certo, que o modelo começou a se estender a outras escolas.

Ginásio Pernambucano, o mais antigo colégio em funcionamento no Brasil virou escola de referência: destaque na USP

A ampliação da experiência mudou até a pontuação de Pernambuco no ranking da educação brasileira. O estado ocupava antes sempre as últimas posições. Hoje, 70 por cento das matrículas da rede oficial de ensino médio do estado são em escolas do tipo Erem. E segundo o governo estadual o percentual não é de 100 por cento por ser preciso dar opção aos alunos que não querem ou não podem estudar em tempo integral. Pernambuco hoje tem 518 escolas de referência, 326 regulares, 149 indígenas e 58 técnicas. A primeira Erem, no Ginásio Pernambucano, começou a funcionar na gestão do então governador Jarbas Vasconcelos (PMDB). Mas foi durante o Governo Eduardo Campos (PSB), que o modelo começou a ser ampliado.  Recentemente, um outro aluno da escola pública, Fred Ramon, passou em nove universidades americanas. Rafael e Ramon são exemplos de dedicação aos estudos.

Rafael esteve hoje no Palácio do Campo das Princesas, onde foi recebido pelo Governador Paulo Câmara (PSB).   “Rafael é um exemplo importante de que, com educação, é possível alcançar seus sonhos. Fico muito feliz em saber que a nossa educação pública está preparando pessoas como ele, que tanto bem vai fazer a Pernambuco e ao Brasil”, ressaltou o socialista. Já o garoto afirmou que durante o período de estudo priorizou bastante a saúde mental, o planejamento e o esforço. Ainda de acordo com o jovem, a decisão em fazer medicina surgiu aos 14 anos. “Meu desejo é ajudar as pessoas e fui atrás de realizar”.  Ele se deu ao luxo de escolher  a USP “por ser uma universidade renomada, e sei o quanto me dediquei para entrar lá”.

Leia também
Fred Ramon, herói da escola pública
Cecília: Prêmio, poesia e pandemia
Cinco equipes pernambucanas na final do Festival Sesi de Robótica 2021
Tecnologia para resgate de cultura ancestral
“Nascente protegida é água garantida”
Trabalho escolar sobre vacina  faz sucesso em tempos de Covid-19
Mata destruída vira trabalho escolar
Estudante de escola pública mostra trabalho sobre sururu em Londres
Matemática: 28 alunos premiados
Robótica: rede pública em destaque
Você tem fome de quê? De livros
A volta das cartas e dos postais
Robótica leva estudantes à Hungria
Estudante de escola pública mostra trabalho sobre sururu em Londres
Rede pública: a vez da robótica 
Escola pública representada no Peru
Alunos “derrubam” 70.000 concorrentes
Estudantes de Escola Pública embarcam para Nova Iorque (Genius Olympiad)
Alunos de escola estadual em Bezerros desenvolvem aplicativo para Fenearte
Alunos fazem aplicativo para Fenearte 
Drama da Paixão: aplicativo para turistas
São João: estudantes criam aplicativo
Na contramão do governo Bolsonaro
Criança Alfabetizada: destaque na educação dará prêmio a prefeitos
Os idiotas úteis e o idiota inútil
Pet vira barreira para reter lixo em canal

Alunos lançam livro na Bienal
Mustardinha: Ecobarreira vai ao Paraguai
Jardim do Baobá: Ribe do Capibaribe
Os pequenos escritores do Recife
Livros artesanais são destaque em escolas públicas do Recife
Alunos fazem livros sobre 20 bairros
Livro em quadrinhos sobre Santo Amaro
Você tem fome de quê? De livros
Mensagens positivas em muro de escola
Criança Alfabetizada: destaque na educação dará prêmio a prefeitos
Os idiotas úteis e o idiota inútil
Artur é professor nota mil
Mirtes professora nota dez
A menina que salvava livros

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Letícia Lins/ #OxeRecife e Aluísio Moreira / SEI

Continue lendo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.