Projeto musical “Tapioca com Shark” movimenta o Poço das Artes, no Poço da Panela

 Projeto musical “Tapioca com Shark” movimenta o Poço das Artes, no Poço da Panela

Compartilhe nas redes sociais…

O nome é curioso. Tapioca com Shark. E remete a uma das iguarias de nossa típica cozinha. Porém  de comida, só mesmo o nome. O Tapioca com Shark consiste em um trio formado em 2018, que executa peças eruditas   e populares do século 18 ao 21.

Detalhe: os seus integrantes  voltam-se para a execução de música de câmara para violão. Na noite dessa sexta-feira (23/09),  Sérgio Deslands, Abraão Marreira e Hugo Rocha (foto acima) se apresentam no Poço das Artes, no Poço da Panela, a partir das 20h30m.  De quebra, ainda chamaram Emanuel Santana, para enriquecer o show com sua flauta. E hoje é dia de sextar….

Poço das Artes: Célia Gomes e Gidália Santana vão interpretar contos e cantos que mexem com o imaginário popular.

O Tapioca com Shark é formado por professores instrumentistas,  e as apresentações sempre têm caráter educativo, já que o tipo de música que eles curtem normalmente não encontra o espaço merecido na midia nem nos palcos da cidade. Mesmo o violão sendo um dos instrumentos mais populares no país e estar entre os que mais representam a cultura brasileira. O repertório de hoje será dedicado  a compositores nordestinos, como Hermeto Pascoal, João Pernambuco (1883-1947),  e Antônio Madureira. Zoca, como é mais conhecido, foi um dos responsáveis pela identidade musical Movimento Armorial,  liderado por Ariano Suassuna (1927-2014).

O Poço das Artes fica na Rua Álvaro Macedo, 54, Poço da Panela (a mesma rua da Venda de Seu Vital). O couvert da sexta custa R$ 25 em espécie ou via PIX. Reservas pelo WhatsApp (81) 998171464. O Poço das Artes abre às 19h na sexta e 18h no sábado. Além das comidinhas que costuma servir, hoje e amanhã haverá ostras frescas e vivas (da Ostramar). No sábado, 24/9, haverá o show Noite de Contos e Cantos, com Célia Gomes e Gidália Santana.  O couvert é R$ 20 em espécie, e a apresentação da dupla é às  19 h. O encontro é tecido com a poesia de contos populares e músicas brasileiras, que invocam a força do imaginário popular.

Leia também
Poço das Artes: jazz, mpb, música portuguesa
Coletivo Bárbara Idade: teatro gratuito
Coletivo Bárbara Idade: Estórias de Vida
Coletivo Bárbara Idade sobre ao palco
Poço das Artes  tem música e sábado literário
Poço das Artes tem Chorinho da Roça
Poço das Artes retoma programação musical
Poço das Artes retoma noitadas musicais
Poço das Artes faz repeteco com música de cinema
Poço da Panela: jazz, cinema e prêmio
Música no Palácio tem tributo a Nat King Cole
Música de Cinema no Festival de Inverno
Clássicos, MPB e música de cinema
Música de cinema para todos
Noite de chuva com música de cinema
Música de cinema nessa quarta
Concerto com clássicos de cinema
Saudosismo dos musicais lota palácio
Musical com Mágico de Oz no Plaza
Clássicos, trilhas de cinema e Tom Jobim
Poço das Artes tem clássicos brasileiros
Índios, urbanos e divinos no Poço
Poço das Artes tem blues e jazz
Orquestra Pernambucana de Clarinetes anima Poço
Blues no Poço da Panela
Contracantos e contraventos no Poço
Chorinho e jazz “nordestino” no Poço
Maísa e dois rodrigos: álgebra musical
Poço das Artes movimenta Zona Norte
Música sem fronteiras no Poço das Artes
Geraldo Maia, voz e violão no Poço
Blues, jazz e Bossa Nova no Poço
O Poço das Artes de Clarissa Garcia
Dorival Caymmi, Amor e Mar no Poço
Pérolas para Jobim no Poço da Panela
Geraldo Maia, voz e violão no Poço
Chorinho com Duo Sensível no Poço

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Divulgação / Poço das Artes

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.