Prepare-se para reviver a história do “Boi Voador” no Recife. Encenação é no domingo, 17, de graça

Tem história mais divertida  do que o “Boi Voador”, que alimenta o imaginário popular desde o século 17? Ela está presente em livros didáticos, nos de história, nos compêndios sobre o Recife Flamengo e até hoje diverte crianças e adultos. E ainda mais se for uma representação teatral do episódio. E se acontecer na rua e de graça, melhor ainda. Pois é o que se verá no próximo domingo (17/3), quando a apresentação do espetáculo “Boi Voador” ocupa pela quarta vez a Praça do Marco Zero, para reviver essa história que, ao contrário do que muitos pensam, não é lenda não. Aconteceu mesmo. E o boi voou.

Na apresentação, o público terá a oportunidade de ver se o conde Maurício de Nassau cumprirá a promessa de fazer um boi voar. O espetáculo teatral visita o século 17, mostrando ao grande público, fatos e personagens marcantes do período da dominação holandesa em Pernambuco, então administrado por Maurício de Nassau. Ele é o, personagem central da trama, chega para governar a Nova Holanda, como era chamado o Brasil em 1637. Neste importante momento da história de Pernambuco, o conde veio acompanhado de inúmeros intelectuais, causando antes mesmo da sua chegada, muitos questionamentos e certa ansiedade na população local.

Espetáculo leva a população a reviver o século 17 de Maurício de Nassau e sei “Boi Voador”

No século 21, em cena 90 atores e bailarinos do teatro pernambucano irão contar as grandes obras que o então governador Nassau realizou em Pernambuco. A maior e mais questionada na época e que gerou a lendária história do “Boi Voador”, é a Ponte do Recife, (que é “construída” durante a encenação do espetáculo). Tudo para reviver a história, segundo a qual Maurício de Nassau estava sem recursos para concluir a ponte. Então, cobrou entrada prometendo que faria um boi voar. Só não disse que o boi era de mentira. Mas o Recife inteiro foi lá, conferir a versão apresentada por ele. E  não só aprovou a diversão, como o “pedágio” rendeu dinheiro suficiente para concluir a obra.

O espetáculo “O Boi Voador” promove uma imersão histórica e inusitada aos espectadores. Promovido pela Prefeitura do Recife, a encenação é da Métron Produções, O “Boi Voador” acontece, em apresentação única, no próximo  às 18h do domingo. O espetáculo, encenado na rua, tem texto e direção de Ruy Aguiar, ator, diretor teatral e dramaturgo, que optou por abrilhantar ainda mais o empreendimento cultural com novas cenas, músicas e danças da época. E já integra o calendário cultural do Recife.

Em cena, 90 atores e bailarinos do teatro pernambucano irão contar as grandes obras que o então governador Nassau realizou em Pernambuco, assim como a controvertida ponte. Na encenação,  o conjuntoa arquitetônico do Recife Antigo faz parte da cenografia. Em 2024, ressalte-se a introdução de projeção de mapping para aprimorar o cenário. O evento do  “Boi Voador” já recebeu Prêmio Nacional do Turismo 2019, realizado pelo Ministério do Turismo, na categoria Melhor Iniciativa de Aproveitamento do Patrimônio Cultural para o Turismo – Iniciativas de Destaque. A ação é boa mesmo: valoriza nossa história, alimenta ainda mais o imaginário popular e trata-se de um bonito espetáculo. Tem até Maurício de Nassau e sua equipe chegando ao Marco Zero de barco.

E no sábado (16) tem programação no Parque da Macaxeira, que vai receber a Exposição de material militar, armamento bélico e cães de guerra do Exército Brasileiro. O evento inicia às 10h e segue até as 20h. Entre os equipamentos em exposição ao público estarão motos, trator, bote, caminhão, viaturas, entre outros. Ainda haverá atividades para divertir a criançada assim como uma Feira Artesanal e Gastronômica.

Mais informações sobre o “Boi Voador” e sobre aniversários do Recife, no links abaixo.

Leia também
Recife 487 anos: Festejos atraem multidões e visitação ao maior navio de guerra da América Latina
Começam as comemorações dos 487 anos do Recife
Recife, 486 anos: programação inclui “Boi Voador”, Viva Guararapes e Bloco das Flores
Recife, 483 anos: bolo gigante, boi voador, mangbeat e carnaval
Recife 482 anos. Vamos de Boi Voador?
Boi Voador, do Recife, pode ganhar segundo prêmio nacional
“Boi Voador vira bloco e faz prévia
Sessão Recife Nostalgia: Boi Voador e Marisstad 
Turista, placa apagada e Boi Voador
Recife tem cortejo de bois e Boi Voador
Olha! Recife: Rio, ponte e Boi Voador

Serviço
Recife 487 anos / Programação do fim de semana
Sábado (16)
10h – Exposição dos Armamentos e Apresentação de Orquestra e passistas
17h às 18h – apresentação da Banda de Música do Comando Militar do Nordeste
18h às 19h- apresentação da Seção de Cães de Guerra do 4° Batalhão de Polícia do Exército
Onde – Parque da Macaxeira, Zona Norte do Recife

Domingo (17)
Espetáculo “O Boi Voador”
Onde: Marco Zero
Hora: 18h

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Andrea Rego Barros / PCR / Acervo #OxeRecife

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.