Praia do Paiva: Tartarugas ao mar!

Tartaruguinhas à vista. Foi na orla do Praia do Paiva, no Cabo de Santo Agostinho, Litoral Sul de Pernambuco. Nos últimos dias, os pequenos quelônios nasceram e seguiram logo para o mar, como manda a natureza. O local é de abundante alimentação para as tartarugas. Isso devido à barreira de corais naturais e à pouca movimentação de pessoas na praia, que tem uma grande área de restinga preservada. O Paiva sempre foi território preferido pelas tartarugas naquela região.

Há nove anos, a Associação Geral da Reserva do Paiva faz o monitoramento das desovas e acompanha a eclosão dos ovos, a fim de proteger de predadores.  Entre dezembro e fevereiro, a AGRP mapeou 32 ninhos de ovos de tartarugas e constatou que em cada ninho tinha, em média, 120 ovos, que eclodiriam depois de 45 a 60 dias. A associação faz divulgação dos nascimentos entre os moradores do bairro para que possam participar desse momento mágico de contato com a natureza, se sensibilizem e ajudem na proteção dessas espécies. Em período de desova e nascimento, quando as tartarugas recém nascidas se direcionam ao mar, é colocada uma fita na área dos ninhos para isolar e demarcar, e assim, evitar acidentes, como pisar nos animais. A entidade até preparou um caminho para facilitar a “viagem” dos filhotes dos ninhos até o mar, onde vão aprender a se virar e se defender dos predadores. Normalmente, eles se guiam pela luz do horizonte.

 

Por esse motivo, em algumas cidades o cuidado de pesquisadores e ambientalistas é redobrado. É que quando os ninhos ficam próximos ao asfalto, a luz dos carros e da cidade deixam os bichinhos desorientados e muitos morrem atropelados.   Como no Paiva a área é bem preservada, eles correm direto para o mar. A orientação da associação para quem encontrar uma tartaruga, um ninho ou qualquer outro animal silvestre, é não interagir com o bicho e acionar a AGRP através do canal De Olho no Paiva, pelo número (81) 99266.1696. Abaixo, você confere informações sobre outras espécies de quelônios.

Leia também
Após a desova, a volta para o mar
Tráfico: Jabutis ganham a liberdade
Apesar de urbana, Boa Viagem tem desova de tartarugas
Tartaruga é resgatada e passa bem
Natureza: o “passeio” das tartarugas
Emlurb limpa rio e tartaruga luta para sobreviver no meio do lixo
Salvem tartarugas e caranguejos
Tartarugas: Entre a ameaça e a salvação
Tartarugas voltam aos rios no Pará
Quatro milhões a menos de canudos no mercado. As tartarugas agradecem
Plásticos viram os vilões das tartarugas
Quase 20 mil tartaruguinhas ao mar
Jabutis trintões vão voltar à natureza
Aos 50, jabutis retornam à natureza
Jabutis: superstição e entrega
Ninhos de jabutis achados no Sertão
Prótese de casco em 3D salva jabuti
Jabutis repatriados para Pernambuco
Cágado-de-barbicha deixa cativeiro
A linda história de Miguel e do cágado Rapadura

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: AGRP

Continue lendo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.