População reclama de falta de conservação de Mural de Lula Cardoso Ayres no antigo Aeroporto

O primeiro aviso veio por Agenor Tenório, companheiro de caminhadas e leitor do #OxeRecife. Ele não deixa passar em branco um mural mal conservado, uma estátua pilhada, uma placa de bronze que as autoridades esqueçam de recolocar no lugar. E me envia pelo WhatsApp uma foto do mural do artista Lula Cardoso Ayres (1910-1987), que está se degradando a cada dia. O mural fica no antigo Aeroporto dos Guararapes e não é o único do artista que  precisa de atenção maior das autoridades. E que exige restauração.

De acordo com o engenheiro Lula Cardoso Ayres Filho – herdeiro do artista – o antigo terminal possuía cinco painéis assinados pelo pintor, mas três deles foram destruídos no século passado durante uma reforma na edificação, ainda na gestão do então Governador Marco Antônio Maciel (1940-2021). Sobraram dois trabalhos. Em 2021, eles  foram tombados pela Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe). Ou seja eles passaram a ser de propriedade pública, porém a responsabilidade pela manutenção seria da Aena, empresa que comprou o terminal aeroviário.

Entre os que foram tombados, o  primeiro é o mural da foto acima, que fica na última parede do antigo aeroporto, próximo ao embarque do Portão B. “O outro é perto do extinto Café Palheta”, lembra Lula segundo o qual os três outros painéis anteriores à reforma (e que foram destruídos) ficavam no primeiro andar.  No domingo, novas imagens do painel começaram a circular em redes sociais, denunciando o descaso e exigindo providências da Aena, atual proprietária do Aeroporto. “Quando foi construído o novo terminal, o então Presidente da Infraero, Carlos Wilson Campos (1950-2009), levou para lá o mural de Francisco Brennand, mas os dois de papai ficaram porque o propósito era transformar o antigo aeroporto em um centro cultural”. O que, na verdade, nunca ocorreu. Também falou-se que as instalações antigas serviriam de ponto de apoio às novas, e que as duas obras de arte estariam salvas.

Museu do Estado acolhe expô sobre modernistas de Pernambuco, incluindo Lula Cardoso Ayres.Mostra se encerra em 25/9.

 

Mas a primeira promessa não se cumpriu, e a segunda está perto de naufragar, a julgar pelas condições do antigo terminal. “Secretaria de Cultura, Iphan, etc. Tudo (servidores) dentro de uma sala com ar condicionado, discutindo o sexo dos anjos, produtividade tangenciando zero”, reclama Agenor, autor de várias denúncias sobre descaso de nosso patrimônio, já publicadas aqui no #OxeRecife. Agenor reclama que os servidores visitam outros países, tiram fotos para botar no Instagram, “mas enquanto isso ninguém pega numa vassoura e num espanador para pelo menos proteger da poeira a obra de Lula Cardoso Ayres”.

Segundo o filho do artista, os murais que não foram destruídos “são recuperáveis e podem ser restaurados”. Em uma cidade em que se rouba quase um parque inteiro – como aconteceu com as peças de Francisco Brennnand no Parque das Esculturas do Marco Zero – todo grito de alerta é pouco. E o do #OxeRecife fica aqui, para que as obras de Lula Cardoso Ayres não desapareçam. Afinal, já perdemos  65 das 79 peças de Francisco Brennand no Parque das Esculturas, o busto de Frei Caneca (em frente ao Forte das Cinco Pontas), as seculares placas de bronze da Ponte Maurício de Nassau e da Praça do Pirulito, a estátua do Mascate (na Av Dantas Barreto), e partes das esculturas de Abelardo da Hora (como a do Maracatu).  No caso do mural de Lula Cardoso Ayres só não foi roubado ainda porque é na parede. Se fosse um painel de ferro ou bronze, já teriam levado para derreter e vender no ferro velho…  Fora alguns murais que deixou pela cidade, obras de Lula Cardoso Ayres podem ser vistas na exposição “Semprenunca fomos tão modernos”, que recebe visitação até o dia 25 de setembro, no Museu do Estado, no bairro das Graças.

Leia também
Mais uma estátua roubada do centro do Recife: o Mascate sumiu da Avenida Dantas Barreto
Centro volta a ser pilhado no Recife
Mais uma ponte pilhada no Recife. Agora é a Maurício de Nassau
Placa em homenagem a vítima da ditadura volta à Ponte da Torre: “herói”
Atenção, Grupo Tortura Nunca Mais: Sumiu a homenagem a Cândido Pinto
Ponte Velha: caso do sumiço das luminárias já está na Ouvidoria
Pilhagem mal explicada na Ponte Velha
Cadê os lampiões da Ponte Velha?
Ponte Velha: População  reclama do “vandalismo oficial”
Três pontes em obras. E a da da Boa Vista?
Ponte da Boa Vista pede socorro
Ponte da Boa Vista ganha abraço
Ponte da Boa Vista ganha reparos
Ponte do Limoeiro sofre mudança de gosto duvidoso
Ponte da Boa Vista tem trechos no breu
Ponte da Boa Vista ganha reparos
Ponte do Limoeiro sofre mudança de gosto duvidoso
Decadência no Cais do Imperador
Pronto projeto de recuperação do Parque das Esculturas  no Marco Zero
Pátio de São Pedro está sendo pilhado
Que horror, Pátio de São Pedro
Decadência no Cais do Imperador
Pronto projeto para recuperação do Parque de Esculturas no Marco Zero
Torre de Cristal sai do breu, mas peças ainda estão sem reposição
Que breu é esse na Torre de Cristal?
Torre de Cristal não pode apagar: Trevas onde devia haver luzes
Depois de pilhado à exaustão, Parque das Esculturas terá segurança 24 horas
O drama do Parque de Esculturas: Proteger o patrimônio não é caro
Instituto Oficina Francisco Brennand: O Recife não merece tamanho desrespeito
Parque das Esculturas pilhado. Cadê a serpente que estava aqui?
Parque das Esculturas e indignação: “Esse post é um pedido de socorro”
Marginais roubam tudo, de escultura de uma tonelada a trator. Punição…
Arte monumental & natureza generosa
Outra obra de Francisco Brennand sofre degradação no Centro. Veja qual é

Pilhado à exaustção, o Parque das Esculturas será restaurado
Recentro é criado para cuidar do degradado centro do Recife. Agora vai?
Novas luminárias viraram alvo de marginais. Estão sumindo do centro
Ponte do Limoeiro sofre mudança de gosto duvidoso
Comunidade que a volta do Caranguejo da Aurora
Cais José Estelita e as luminárias que restam. Será que esta paisagem vai mudar?
Ilumina Recife  sacrifica luminárias tradicionais e descaracterizam cidade
Linda à noite, Ponte Duarte Coelho sofre atentado estético durante o dia
Vamos salvar o centro do Recife?

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Redes sociais

Continue lendo

One comment

  1. Excelente como sempre esse seu alerta Letícia! Você cumpre como ninguém seu papel de jornalista e cidadã! Um descaso absurdo que as autoridades tem que resolver!! Obrigado!!
    👏👏👏👏

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.