Poluição provocada por agentes privados e públicos nas nossas praias é comum: Punição é necessária

Turismo predatório  é muito triste. Onde é que fica a responsabilidade social de um resort que despeja esgoto sem tratamento no mar,  naquele que é um dos paraísos do Litoral de Pernambuco? A praia dos Carneiros está em risco. Pois  de acordo com a Agência Ambiental de Pernambuco (CPRH), o “Eco” Resort Praia dos Carneiros teria praticado o crime ambiental, deixando a água salgada sem condições para banho em um bom trecho do balneário localizado no Litoral Sul. A quantidade de coliformes fecais está quase dez vezes superior  ao limite tolerado.

E a área mais atingida, segundo a CPRH é uma das mais frequentadas da Paia dos Carneiros, justamente o trecho que fica próximo à Capela de São Benedito, um dos cartões postais principais daquela praia, localizada no município de Tamandaré, a 108 quilômetros do Recife. Não é a primeira vez que crime ambiental é registrado no Litoral Sul, por parte de empresários do ramo hoteleiro. Segundo a própria CPRH, o “Eco” Resort  em questão já havia sido autuado antes por despejo de água suja no mar. Ou seja, é reincidente. Mesmo assim, a punição foi uma irrisória multa de R$ 50 mil.  Será que esse valor “paga” o prejuízo ambiental e o risco que foi imposto à saúde de banhistas e veranistas da Praia dos Carneiros?

Lamentável que águas tão cristalinas, como as de Porto de Galinhas (foto) e Carneiros sejam poluídas

Em 2020, um outro hotel do Litoral Sul, mais precisamente em Serrambi, foi flagrado quebrando recifes de corais para dar passagem à água do mar para abastecer seus aquários particulares, no qual lagostas são exibidas aos hóspedes e visitantes. Um cano de PVC foi introduzido em uma formação coralínea, que fica na Área de Proteção Ambiental (APA) Marinha Recife de Corais de Serrambi (criada em 2018) . Por determinação dos órgãos ambientais de Pernambuco, o tubo foi removido. Serrambi fica no município de Ipojuca, localizado a 57 centímetros de Pernambuco, no qual se situa, também, Porto de Galinhas, outro paraíso já afetado várias vezes com despejo criminoso de esgoto na areia da praia.

Em Porto de Galinhas, por sinal,  até o poder público – no caso, a Prefeitura – já recebeu punição por jogar esgoto doméstico na areia da praia. O problema era tão grave, que em 2022, profissionais do turismo fizeram protesto contra a poluição provocada pelo poder pública, cujo dever seria estar zelando pela preservação do meio ambiente, e não ajudando a acabar com o que a natureza nos oferece. Em Porto de Galinhas, aliás, por trás dos cartões postais da beira-mar, o que se vê é rio poluído. E, o que é pior, serviço público de esgotamento sanitário insuficiente para atender toda a população, principalmente na alta temporada, quando é comum observar-se esgotos estourados nas áreas mais frequentadas por turistas naquele balneário.

Leia também
Ministério Público questiona prejuízos ambientais em construção de hotel no Litoral  Sul
Litoral Sul sofre com ocupação irregular e tem até fraudes em licenciamento em Tamandaré
Carneiros: “É uma praia privatizada”
Praia de Carneiros tem reforço para turismo sustentável
Praia dos Carneiros ganha aliado contra turismo predatório
Porto de Galinhas: Poluição no paraíso motiva protesto de profissionais de turismo
Coral danificado por canos para alimentar lagostas de hotel em Serrambi
O inferno chegou ao paraíso
Porto de Galinhas: Confusões ambientais no Litoral Sul
Multa em Muro Alto: Ocupação irregular
Prefeitura de Ipojuca joga esgoto em Porto de Galinhas e leva multa
Crime ambiental em Maracaípe: Prefeitura de Ipojuca é acusada
Servidor federal é afastado porque fez a coisa certa na proteção ambiental

Litoral Sul: turismo sustentável?
Mais proteção para Guadalupe
Mais proteção para a APA Guadalupe
Litoral Sul terá área de proteção marinha
Comer lagosta ovada é não ter coração
Disciplina para barcos no Litoral Sul 
Acordo na justiça para algoz do marlim
Plásticos viram vilões de tartarugas 

Documentário: O impacto provocado pelo Porto de Suape no Litoral Sul
A luta pelo acesso ao mangue
Dia Internacional dos Manguezais é lembrado em Pernambuco
MapBiomas: Manguezais do Nordeste são os mais ameaçados do Brasil
Rio Tatuoca: “Rios livres, mangues vivos”
No Dia Mundial de Proteção ao Mangue, ferramenta para preservá-lo
Maracaípe: ecoturismo, manguezal e trilha flutuante
Mangue mulher: Clip mostra a vida de pescadoras do mangue na voz de Elza Soares
Mães do Mangue: Cozinha da Maré
MapBiomas: Manguezais do Nordeste são os mais ameaçados
Crime ambiental em Paulista: Prefeitura multada por destruição de mangue
Vida para o caranguejo-uçá
Deixe o mangue para o caranguejo
Começa segundo defeso do caranguejo-uçá de 2021. Não consuma!
Caranguejo-uçá: Todo mundo quer comer, na praia, no bar. Mas preservar…
Defeso: Verão sem  consumo de caranguejo a partir do dia 14 de janeiro
Defeso: Não coma caranguejo-uçá
Não consuma caranguejo-uçá: defeso
População em defesa dos caranguejos
Proibido comer guaiamum
A matança dos guaiamuns ameaçados
Guaiamuns ameaçados são liberados
Evite comer crustáceos ovados
Comer lagosta ovada é não ter coração
Resíduos deixados no manguezal são como garrote na veia: gangrena o corpo
Pescado está liberado para o consumo
Salvem tartarugas e caranguejos
Recife, mangues e “aldeões guaiás”
Capibaribe: unidades de conservação
Emlurb limpa rio e tartaruga luta para sobreviver no meio do lixo
Comunidade quer a volta do caranguejo gigante na Rua da Aurora
Estados do Nordeste se estruturam para enfrentar acidentes com óleo no Litoral da Região 
Municípios atingidos já são nove em Pernambuco
Bolotas de óleo voltam a aparecer no Litoral Sul
Manchas de óleo: Origem do novo acidente permanece mistério
Limpeza de óleo não pode acabar
Óleo em 20 praias e sete rios de Pernambuco
Óleo derramado em 2019 deixa marcas no litoral sul de Pernambuco 
Cprh assegura: praias sem risco
Desastre ambiental: viva a ação dos voluntários
Boa Viagem com piche. Que horror
Boa Viagem: #Sechegaragentelimpa
Pernambuco: 70 toneladas de óleo
 
A praia de Boa Viagem está limpa?
Língua negra em Boa Viagem
Há risco de tubarão em mar protegido?
Pernambuco: 70 toneladas de óleo
Óleo recolhido em 24h: 30 toneladas
Óleo: União é “inerte, omissa e ineficaz”
Taxa de Noronha não é roubo, mas recurso para proteger a natureza
Deixem que vivam as baleias
Colete três plásticos na areia

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Semas-PE/ e  Lubambo/ Ass.de Hotéis de Poto de Galinhas/Acervo #OxeRecife

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.