Economia circular: Paulista e Riacho das Almas ganham curso de olho na sustentabilidade

A escolha dos dois municípios para sediar curso de Costura & Upcycling foi acertada. Isso porque em Paulista fica a Cooperativa Mimo de Mulher, que procura fortalecer o empoderamento feminino, através do empreendedorismo e da geração de renda. Paulista se situa na Região Metropolitana , a 15 quilômetros do Recife. Já Riacho das Almas tem um histórico de reaproveitamento de sobras geradas no Polo de Confecções do Agreste de Pernambuco, onde retalhos de jeans são recolhidos, transformando-se pelas mãos das mulheres do Daterra Project em novas tramas para confecção de roupas, calçadas, bolsas, até acessórios. Riacho das Almas se localiza a 131 quilômetros do Recife e o curso ocorre no Espaço Oportunidades, que é mantido pela Prefeitura, para gerar empregos e estimular a economia criativa.

Até a última vez que falei com a Daterra Project, as mulheres do grupo só produziam tramas, que vendiam a grifes de outros estados. É provável, portanto, que o curso seja de grande serventia para essa turma, pois poderão criar artigos que possam agregar valor ao tão importante trabalho por elas desempenhado. Entre os dias 15 e 19 de abril, Paulista receberá a designer, consultora e educadora recifense Natália Borges, para realização do curso, enquanto o mesmo será feito entre 22 e 26 de abril, em Riacho das Almas, onde o Daterra Project já ganhou até o prêmio “Moda do Futuro”, conferido por ninguém menos que a cadeia C&A. A iniciativa do curso é mais do que oportuna, pois une moda, educação ambiental  e economia criativa, com o propósito de estimular o desenvolvimento sustentável no Estado. A estilista capacitará as populações locais para o mercado de trabalho através de técnicas de costura industrial, aliadas a processos de upcycling e informações teóricas baseadas nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da ONU. O que, claro, é muito bom!

Curso ensinará mulheres de Paulista e Riacho das Almas a criar moda com reaproveitamento de materiais descartados

O curso também contará com palestras de profissionais convidados, visando abrir oportunidades para a emancipação econômica dessas pessoas. A formação está inserida na programação da edição 2024 da Semana Fashion Revolution, movimento mundial que defende uma moda mais justa e com menor impacto ambiental, a qual a educadora é embaixadora docente. Como se sabe, a indústria de confecções é uma das que mais liberam resíduos no mundo e somam muitas as iniciativas no planeta para reaproveitamento desses materiais.  curso “Costura & Upcycling” tem incentivo do Funcultura-PE e as inscrições gratuitas estão abertas no link na bio do Instagram @urd.rr. Há 20 vagas disponíveis para cada cidade, com preferência para mulheres (cis e trans) em situação de vulnerabilidade socioeconômica; comunidade LGBTQIAP+; e para a população do entorno das comunidades beneficiadas.

upcycling é um método que transforma resíduos em novos produtos, com práticas menos nocivas ao meio ambiente, criando peças de maior valor agregado e de qualidade superior às originais. A técnica não exige processos químicos, pois a reutilização dos resíduos na transformação de novos produtos é feita a partir de procedimentos manuais como recortes, costuras e mistura dos materiais.  No curso “Costura & Upcycling”, as alunas e alunos iniciarão pela introdução a conceitos de tecnologia têxtil (fibra, fio e tecelagem); conceitos, princípios e dimensões da sustentabilidade; responsabilidade socioambiental; economia solidária; impactos da indústria da moda ao meio ambiente; introdução aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e Agenda 2030; upcycling e outras soluções criativas; técnicas de costura manual; desenvolvimento da coordenação motora para a operacionalização das máquinas de costura industrial; execução de peças de baixa complexidade; empoderamento feminino; empreendedorismo e economia criativa; introdução aos conceitos de modelagem plana e moulage; aplicação dos conceitos e técnicas de corte manual em tecido plano; e execução de peças do vestuário de média complexidade através de técnicas de upcycling.  Diz Natália Borges:

 “Eu não consigo falar em moda sem falar em desenvolvimento sustentável, ou em aquecimento global e tantos outros assuntos que estão intimamente relacionados à indústria têxtil. Roupa também tem a ver com agricultura, também tem a ver com transportes, também tem a ver com petróleo e com fontes de energia não renováveis. O curso ‘Costura & Upcycling’ tem o propósito de levar esses assuntos que são tão importantes, para pessoas que têm menos acesso a eles, e que são as que mais sofrem diretamente os impactos das mudanças climáticas. A costura foi o meio que encontrei de falar sobre sustentabilidade e regeneração sem ter um peso tão teórico e elitista. Conseguimos abordar muitos temas e todo mundo acaba se identificando e trazendo um pouco da sua realidade para a sala de aula, enquanto aprende coisas novas que levará para a vida!”. 

Natália Borges, é costureira, consultora e designer com pós em Educação para Sustentabilidade e vem construindo sua trajetória estimulando a capacitação e valorização de profissionais de toda a cadeia têxtil e uma relação mais consciente com nossas roupas. É idealizadora da Urd Atelier e suas capacitações abordam temas como sustentabilidade, economia circular, consumo consciente, além de conteúdo técnico em costura. Utilizando a moda como mecanismo de desenvolvimento sustentável e educativo, já realizou oficinas em parceria com instituições no Recife, na Bahia e no Rio de Janeiro. Também é embaixadora do Slow Fashion Movement Brasil e embaixadora docente do Fashion Revolution Brasil.

Nos links abaixo, você conhece outros casos de reaproveitamento de materiais descartados em Pernambuco, no Brasil e no mundo.

Leia  também
Aproveitamento de sobras de jeans rende prêmio “Moda do futuro”
Upcycling: Moda e sustentabilidade
Artigo: Indústria têxtil, produção e economia circular, por Fabiane Pacini
Bia Pankararu, entre as laureadas da versão 2024 do Prêmio Tacaruna Mulher
Novidade: Tecidos são fabricados a partir da reciclagem de garrafas pet
Brasil tem camisa carbono zero
Novidade: Moda sustentável com tênis a partir de garrafas PET recicladas
Do lixo ao luxo
Boa ação com a coleta de… sutiãs
Economia circular: “Uma dor que o mercado de eventos enfrenta. O que fazer com o que sobra?”
Moda sustentável na Fenearte
Que tal escolher presentes sustentáveis?
Empresas fazem parceria para produção de cartões com material reciclado
Resíduos de cápsulas de borra de café são transformados em óculos para preservar a natureza
Óculos ecologicamente corretos feitos com plásticos colhido no mar 
Economia circular: Recicladas, cápsulas de café viram cadeiras sofisticadas
Cápsulas e borra de café se transformam em óculos
Empresas fazem parceria para produção de cartões com material reciclado
Reciclagem: No  The Town, embalagens de chocolate serão transformadas em móveis
Asfalto modificado com plástico reciclado dura três vezes mais do que o normal
Em expedição contra a invasão de plásticos nos oceanos, navio Plastic Odyssey chega ao Recife
PepsiCo anuncia primeira carroceria feita com embalagens descartadas
Plástico pode virar  até cadeira. O caso de reaproveitamento das canetas de insulina
Malas feitas com garrafas PET chegam ao Comitê Olímpico Brasileiro
Dell anuncia mouse a  partir de plástico reciclado de garrafas PET
Reciclagem para poupar os oceanos
Canudos plásticos de praia viram óculos e natureza agradece
Plásticos nas praias viram embalagens
Xô, plásticos. A vez das canecas
O lixo que virou lixeira
 Guimbas de  cigarro comam cerca de 300 mil toneladas de microplásticos descartados
Reciclagem de plástico rende utensílios domésticos e corrimão nos morros
Quatro milhões de canudos a menos no mercado
Dia Internacional sem sacos plásticos. Vamos nessa?
Nestlé quer embalagem biodegradável
Campanha contra plástico rende prêmio
Maquininha de passar cartão feita com plástico reciclado do mar
Lixo plástico vira cinema nas escolas
As garrafas biodegradáveis da Bacardi
Água mineral copo biodegradável
Reciclagem de esponjas poupa natureza
Boa ação na coleta de… sutiãs
Cada vez mais frequente em nossas água, plásticos viram fibras para fabricação de colchões
250 milhões de tampinhas retiradas da natureza em seis estados
Startup faz campanha contra lixo
Não jogue lixo eletrônico no Capibaribe
A Serra Pelada de Sinha é só riqueza
Dia Internacional da reciclagem: Palmas para a Cooperativa Palha de Arroz
Barco robô vai tirar plásticos dos oceanos
Catadores tiram 5 milhões de latinhas deixadas pela folia em Olinda
250 milhões de tampinhas retiradas da natureza
Aproveitamento de sobra de jeans rende prêmio: Moda do futuro
Do lixo ao luxo
Pneus na guerra contra o lixo
Troque o lixo eletrônico por plantas
A reciclagem da Renova Ecopeças
Sustentabilidade: Festival de Inverno de Garanhuns tem oficina para aproveitar sobras de papel
Empresa B: Refazenda e boas práticas
Inova Moda Digital: cursos gratuitos para empresas de confecção
Speedo Multisport anuncia linha Rerpell que repele mosquito da dengue

SERVIÇO:
Curso “Costura & Upcycling” (formação presencial)
Facilitadora: Natália Borges
Inscrições: link na bio do Instagram: @urd.rr
Vagas: limitadas (20 vagas em cada cidade)

Paulista
Datas: 15 a 19 de abril
Horário: 9h às 17h
Local: Sede da Cooperativa Mimo de Mulher
Endereço: Av. Dois, 100 – Maranguape II, Paulista – PE, 53422-070
Apoio: Cooperativa Mimo de Mulher
GRATUITO
com certificado

Riacho das Almas
Datas: 22 a 26 de abril
Horário: 17h30 às 21h30
Local: Espaço Oportunidades
Endereço: R. Drº Manoel Borba – s/n – Riacho das Almas, PE, 55120-000

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Divulgação

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.