Parem de derrubar árvores (387). Arboricídios em série acabam com esse verde na Zona Norte

 Parem de derrubar árvores (387). Arboricídios em série acabam com esse verde na Zona Norte

Compartilhe nas redes sociais…

Na questão verde, parece mesmo que o Recife está na contramão do mundo. Enquanto as cidades em vários continentes estão implantando corredores ecológicos em áreas urbanas e estimulando os telhados verdes – para mitigar os efeitos da crise climática – a nossa querida cidade vai seguindo, com uma selva de concreto. E assumindo, cada vez mais, a posição de capital nacional do arboricídio. Pois não há uma rua, onde não se veja um tronco degolado. Pior, a prática observa-se até mesmo nas obras oficiais.

Tivemos um exemplo dramático durante a implantação do Parque das Graças, quando centenas de árvores à margem do Rio Capibaribe foram sacrificadas, assim como boa parte do manguezal. A compensação? Até hoje ninguém sabe ninguém viu. Outro caso esquisito ocorreu durante a construção da Upinha do Poço da Panela, onde árvores antigas foram degoladas. O disparo da motosserra oficial mais recente ocorreu na Estrada do Arraial, onde umas dez árvores – talvez mais – foram erradicadas para a construção de uma creche, entre os bairros de Casa Amarela e Casa Forte. O terreno da foto acima, não é mais verde. Ficou totalmente careca, como aparece na foto abaixo. Um mini deserto!

O terreno da foto superior – antes tão verde – ficou careca, como na foto acima, devido à motosserra oficial

Será que tudo só se resolve derrubando árvores, nessa cidade? A denúncia da degola coletiva foi feita por um morador daquela via, e confirmada in loco pelo #OxeRecife. Os arboricídios ocorreram no terreno onde já funcionou um Centro Social Urbano, que foi desativado há alguns anos. “Essa área arborizada era o terreno onde funcionava o CSU na Estrada do Arraial”, informa um leitor, que mora vizinho ao imóvel, ao enviar a foto de como o imóvel era antes. “ E esse é como o terreno ficou, depois que suas árvores foram derrubadas”, afirma, sem esconder a tristeza.

Pois da janela do seu apartamento, costumava observar desde aves pequenas até as de maior porte, como gaviões. Agora…  O cidadão explica como era saudável observar as copas das árvores. “Era um terreno com árvores, fruteiras, muitos pássaros, saguis, gambás. Sem as árvores, toda essa fauna sumiu”, reclama. O #OxeRecife estave no local, mas não foi possível perceber quantas foram as vítimas do arboricídio, porque não deu para contar os tocos que sobraram. “Nas obras, as árvores são eliminadas e logo destocadas”, diz ele. No local, há placa informando que ali será construída uma creche pela Prefeitura do Recife.

Animais como esse pássaro, fotografado por um vizinho à distância, sumiram após o arboricídio coletivo

É triste que ninguém tenha pensado em aproveitar o verde ali já existente.  A creche poderia ficar no meio das sombras, com as crianças convivendo com os pássaros em meio a um bom conforto térmico. No Recife, há casos de edifícios particulares que mudam as plantas arquitetônicas originais para preservar árvores. Há experiências interessantes na Torre, no Rosarinho, na Tamarineira. Porém os nossos órgãos públicos ao invés de estimular essa boa prática, adotam péssimos exemplos. Que jamais devem ser seguidos.#Paremdederrubar árvores. Abaixo a #motosserrainsana. Abaixo o #arboricídio!

Abaixo, você  confere os casos do Parque das Graças, da Upinha do Poço da Panela. E perdas em Casa Amarela e Casa Forte. Veja no vídeo abaixo, como ficou “careca”, o antes verde  terreno onde será construída a creche municipal:

Leia mais
Parem de derrubar árvores. Arboricídio em massa no Parque das Graças
Parem de derrubar árvores (384). Arboricídios na Torre e nas Graças
Depois do arboricídio, compensação ambiental no Parque das Graças
Parque das Graças: Compensação ambiental ainda menor que o previsto
Parem de derrubar árvores (350)
Parem de derrubar árvores (348)
Parem de derrubar árvores (319) Degola grande em Casa Amarela
Parem de derrubar árvores (291)
Parem de derrubar árvores (287)
Parem de derrubar  árvores (283)
Parem de derrubar árvores (279)
Parem de derrubar árvores (278)
Parem de derrubar  árvores (271)
Parem de derrubar árvores (270)
Parem de derrubar árvores (8)
Parem de derrubar árvores (18)
Parem de derrubar árvores (30)
Parem de derrubar árvores (36)
Parem de derrubar árvores (49)
Parem de derrubar  árvores (52)
Parem de derrubar árvores (56)
Parem de derrubar árvores (85)
Parem de derrubar árvores (100)
Parem de derrubar árvores (103)
Parem de derrubar árvores (111)
Parem de derrubar árvores (42)
Parem de derrubar  árvores (116)
Parem de derrubar árvores (124)
Parem de derrubar árvores (126)
Parem de derrubar árvores (149)
Parem de derrubar árvores (144)
Parem de derrubar árvores (141)
Parem de derrubar árvores (139)
Parem de derrubar  árvores (166)
Parem de derrubar árvores (171)
Parem de derrubar árvores (187)
Parem de derrubar árvores (189)
Parem de derrubar árvores (191)
Parem de derrubar árvores (192)
Parem de derrubar árvores (205)
Parem de derrubar  árvores (219)
Parem de derrubar árvores (236)
Parem de derrubar árvores (240)
Que horror! Jardins de plástico avançam
Gramado  verde, mas… de plástico
Gramado de plástico gera protestos
Por que não uma praça?

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos e imagens do Leitor

Posts Relacionados

3 Comments

  • São as consequências tardias do desmonte das instâncias de planejamento. começou no final dos anos 90: desmonte da URB RECIFE, FIDEM, CONDEPE, SUDENE. Corpo técnico sucateado, sem poder de pressão. Agora são as consequências que estão aparecendo. Quem cuida de nossas urbanidade?

  • Triste, vergonha, absurdo, revoltante esse descaso com o verde, a vida na nossa cidade Letícia. Contramão é pouco, é o avesso do avesso.

  • Será que os dirigentes do poder público não possuem, filhos nem netos? Agem como se não tivesse amanhã e como a natureza não tivesse menor importância. Derrubam árvores, destroem habitat naturais de aves, de polinizadores etc.
    Destroem sem consciência!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.