Parem de derrubar árvores (313), na Estrada do Encanamento

 Parem de derrubar  árvores (313), na Estrada do Encanamento

Compartilhe nas redes sociais…

Está certo. No sábado, o Diário Oficial do Município publicou decreto que institui o Programa Eco Recife que, entre outras iniciativas, prevê a eliminação de plásticos de uso único (como copos) no edifício sede da Prefeitura, iniciativa que deve ser estendida a todas as secretarias do Recife. Seria muito bom que houvesse, também, um decreto que garantisse maior proteção às árvores do Recife, que permanecem enfrentando a ação da motosserra insana e tombando como vítimas de arboricídio.

Como sabemos e como o #OxeRecife vem mostrando, a degola permanece na atual gestão com a mesma intensidade da anterior. Infelizmente. E o esforço de plantio nas áreas públicas não parece estar em ritmo acelerado, no Recife da Emergência Climática. Vejam alguns números. Na Semana do Meio Ambiente, o município sertanejo de Petrolina ganhou 7 mil mudas de árvores nativas, que irão arborizar suas áreas urbanas. Carpina – que fica na Zona da Mata –  ganhou 3 mil mudas, nativas da Mata Atlântica.  No Recife, que é uma metrópole, foram plantadas apenas 265 mudas na data comemorativa. E 200 outras foram distribuídas a populares nos postos de vacinação da Covid-19. Ou seja, 465 não é nem a metade do que se plantou no município de Carpina.

As 265 plantadas mal compensam as  253  que caíram em 2021 (devido a problemas como chuvas), mas não as que foram degoladas, como as três guilhotinadas, nesses dias, na Estrada do Encanamento.  Segundo a Emlurb, 1.516  árvores foram plantadas no Recife de janeiro ao início de junho,em 2021. Ou seja, em um semestre, as áreas públicas de nossa cidade ganharam um número de plantas menor do que daquelas duas cidades do interior. Como se isso não bastasse, todos os dias, chegam aqui no #OxeRecife reclamações de leitores quanto ao corte de árvores em áreas públicas da cidade. Um verdadeiro clamor, que só reforça a nossa campanha Parem de derrubar árvores, que está cada dia mais oportuna.

Apesar do discurso oficial quanto à sustentabilidade e a algumas práticas salutares – como zerar o uso de copos plásticos nas repartições municipais – a manutenção do verde deixa muito a desejar. Onde há uma obra pública, há sempre árvores derrubadas. Quem não lembra do que ocorreu na implantação do Parque das Graças?  A população reclama. E com razão. “A motosserra de João Campos está aqui no final da Estrada do Encanamento”, avisa uma moradora daquela importante via da Zona Norte. “Eles estão aproveitando o serviço de conserto das calçadas para derrubarem algumas árvores. Já tem um bocado de toco em exposição”, diz a leitora. O #OxeRecife esteve no local e constatou, realmente, três vítimas de arboricídio no final da avenida, bem pertinho do bairro de Casa Amarela.

Nos links abaixo, você confere outras perdas verdes no bairro do Parnamirim

Leia também
Semana do Meio Ambiente: Petrolina ganha 7.000 mudas nativas da caatinga
Semana do Meio Ambiente tem plantio de 3 mil mudas
Parem de derrubar árvores (303)
Parem de derrubar  árvores 225
Parem de derrubar árvores (292)
Parem de derrubar árvores  (294)
O Recife tem quantas árvores?
Parem de derrubar árvores (5)
Parem de derrubar árvores (7)
Parem de derrubar árvores (20)
Parem de derrubar árvores (21)
Parem de derrubar árvores (47)
Parem de derrubar  árvores (59)
Parem de derrubar árvores (83)
Parem de derrubar árvores (94)
Parem de derrubar árvores (105)
Parem de derrubar árvores (110)
Parem de derrubar árvores (134)
Parem de derrubar árvores (164)
Parem de derrubar  árvores (177)
Parem de derrubar árvores (199)
Parem de derrubar árvores  (225)
Parem de derrubar árvores (273)
Parem de de derrubar árvores. Arboricídio em  massa no Parque das Graças

Texto e fotos: Letícia Lins / #OxeRecife

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.