Padronização em praia pode mudar paisagem de Boa Viagem

 Padronização em praia pode mudar paisagem de Boa Viagem

Compartilhe nas redes sociais…

Depois de conseguir acabar com a bagunça em que tinham se transformado as calçadas da Avenida Boa Viagem, a Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano do Recife promete, agora, organizar a areia da praia. Só que através de uma parceria público privada, com a Uninassau. Organizar a praia é bom, mas como é só uma instituição que vai se encarregar disso, meu temor é que a colorida faixa de areia se transforme em uma paisagem monótona e monocromática.

Já pensaram aquela faixa colorida, cheia de guarda-sóis ser coberta por uma só cor? E se for cinza a cor escolhida pela empresa? Iniciativa semelhante no Rio de Janeiro deu a maior polêmica. Isso porque os amantes da praia acham que o colorido das sombrinhas faz parte do patrimônio da cidade. No Recife, sinceramente, também acho. A Prefeitura precisa, portanto, esclarecer que tipo de “padronização” será essa, pois nenhuma empresa faz nada sem uma contrapartida, e provavelmente esses equipamentos ganharão cores e propaganda da “parceira”. Então, todo cuidado é pouco, para que nossa paisagem não fique descaracterizada.

Segundo a Prefeitura, até o final de janeiro,  73 barraqueiros que atuam entre as ruas Antônio Falcão e Henrique Capitulino terão barracas padronizadas e ganharão outros equipamentos, como lixeiras, cadeiras e espreguiçadeiras, mesas de apoio e até caixas térmicas. O primeiro trecho a ser beneficiado tem 850 metros de extensão. Bem que a faixa de areia está precisando, mesmo, de um freio de arrumação, principalmente no  que diz respeito ao lixo, já que muitos barraqueiros colocam os detritos entre as barracas e o calçadão, como ocorre nas proximidades do Edifício Holiday.

De acordo com a Prefeitura, até o final de janeiro – portanto em pleno verão – os 73 primeiros barraqueiros já estarão equipados. O plano é que 476 comerciantes sejam beneficiados. O “banho de loja” vai se viabilizar via “Projeto Orla”, que será implantado por intermédio da PPP com a Uninassau. O convênio já foi assinado esta semana, e prevê a aplicação de R$ 1,3 milhão, que seriam investidos pela instituição universitária. Provavelmente, em troca, a empresa utilizará os equipamentos para fazer publicidade de sua marca, a exemplo do que já ocorre com as praças adotadas.

“Esta é a primeira parceria estruturada que fazemos na areia da orla e acredito que a iniciativa vai melhorar muito a qualidade do serviço prestado à população”, afirma o titular da Semoc, João Braga. Diz que a expectativa é que, até o final de 2017, toda a extensão da orla esteja patrocinada. A iniciativa completa visa beneficiar os 476 comerciantes cadastrados que atuam na área, com cerca de 15.900 novos kits equipamentos adquiridos pela iniciativa privada, entre umbrelones (tipo de guarda-sol maior), cadeiras, mesas de apoio, espreguiçadeiras, caixas térmicas, lixeira e carroças.

(Texto e foto: Letícia Lins / #OxeRecife)

 

 

 

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.