“Outubro Cênico” movimenta bairro da Várzea com “Circunstâncias” no Espaço Peixe Beta

 “Outubro Cênico” movimenta bairro da Várzea com “Circunstâncias” no Espaço Peixe Beta

Compartilhe nas redes sociais…

Agitadora cultural, Beta Ferralc está sempre movimentando o bairro da Várzea.  Principalmente em datas comemorativas, como carnaval, São João, Natal. No início do ano, após os festejos natalinos, ela organiza pastoris e realiza a cerimônia tradicional da Queima da Lapinha, que ultimamente tem “roubado” boa parte do público que anualmente assiste ao ritual promovido pela Prefeitura, no Pátio de São Pedro, no Centro do Recife. O curioso, no caso dela, é que a festa é comandada por “véias” de pastoril, papel geralmente desempenhado por pessoas do sexo masculino. Nesse mês, ela comanda o “Outubro Cênico”, que acontece no Espaço Cultural Alternativo Peixe Beta.

O “Outubro Cênico” consta de “Circunstâncias”,  junção de três monólogos que abordam identidade, pressões sociais, consequências e circunstâncias ligadas ao cotidiano dos indivíduos. As apresentações começaram na última sexta-feira (20) e  prosseguem na próxima (27/10), sempre às 20h, com entrada a preços acessíveis.  O primeiro monólogo trouxe “Identidade”, de Mariana Santos, que além de escrever, faz a interpretação, dirigida por Beta Ferralc. O texto, baseado em memórias, trata de situações de racismo vivenciadas na infância por uma menina de dez anos.

Em “Pedras no Caminho”, adaptação de um trecho do livro “Diário Diagonal “, de Valdir Oliveira, a atriz Beta Ferralc mostra no palco o esgotamento de um homem, circunstância do enfrentamento com as injustiças sociais. O último monólogo, “Vidas Carolinas”, é baseado em escritos de Carolina de Jesus e será vivenciado por Edna Alby, com direção de Franklin Menezes, mostrando a realidade de mulheres menos favorecidas. A montagem reúne aluna e ex-aluna da Escola Municipal de Arte João Pernambuco, localizada na Várzea, e mais uma atriz já experiente. Ao final das três apresentações haverá uma roda de conversa, um bate-papo entre o público, o elenco e os diretores.

O “Outubro Cênico” é um projeto inovador no bairro da Várzea. É desenvolvido, em parceria com a Escola de Arte João Pernambuco, e implanta uma nova dinâmica para o Peixe Beta Espaço Cultural, que desponta com propostas diversificadas para a produção cultural em seu entorno. A Várzea é um bairro cultural e historicamente muito rico será alvo do próximo passeio do Grupo Caminhadas Domingueiras. Além de grupos culturais comunitários, conta com dois grandes equipamentos culturais: a Oficina Francisco Brennand e o Instituto Ricardo Brennand.

Leia também
Inéditas “véias” de pastoril fazem cortejo de pastoras e queima da lapinha na Várzea
Boi da Mata agita a Várzea
Oficina Francisco Brennand reabre seus salões de esculturas
Escola oferta cursos gratuitos de arte: João Pernambuco
Grupo Bora Preservar revisita história no “Arruando pela Várzea do Capibaribe”
Vamos visitar o “rurbano” bairro da Várzea? História é o que não falta
A Várzea de “Nos tempos do Imperador”: Igreja ostenta a coroa na fachada
Na Várzea, jaqueira lembra escravizados e vira memória de história de amor
Secular Magitot em ruínas na Várzea
Olha! Recife:  Rio Capibaribe em dose dupla, Várzea, e Recife Mãe
Várzea também tem queima da Lapinha
Arqueólogos revolvem o passado, no antigo “Engenho do Meio”, na Várzea
Arte monumental e natureza generosa
Instituto Ricardo Brennand em festa
O ar refrigerado na mata sob  sol
No Dia da Amazônia, trilha pela Mata Atlântica
Boi da Mata agita a Várzea
Praça da Várzea: requalificada porém descaracterizada
Carlos planta 300 árvores e é confundido com professor
Inéditas “véias” de pastoril na Várzea: cortejo de pastoras e queimas da lapinha no bairro da Várzea
Pelas terras da Várzea: Volta ao passado
Principais atrações da Várzea reabrem
Carnaval da (R) existência na Várzea
Arte clássica em curso no IRB

SERVIÇO
O que: OUTUBRO CÊNICO – EM CENA: CIRCUNSTÂNCIAS

Quando: sextas-feiras – 20/10 e 27/10
Horário: 20h
Local: Peixe Beta Espaço Cultural
Endereço: Rua Francisco Lacerda, 13 – Várzea
Ingressos: R$ 20,00 – valor único
Contato: (81) 98865 3865 (Beta Ferralc)

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: PeixeBeta

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.