O Recife ganha a quarta “Praça da Infância”, mas vandalismo preocupa gestores da cidade

 O Recife ganha a quarta “Praça da Infância”, mas vandalismo preocupa gestores da cidade

Compartilhe nas redes sociais…

Fico muito feliz quando vejo uma cidade – carente de verde e espaços de lazer, como é o caso do Recife – ganhar mais uma praça. E se esta chega a uma área popular, como a UR-01, no Ibura, então a população tem mais é que comemorar. Pois, como sabemos, não são poucos os altos da cidade que não ofertam opção de lazer para seus moradores. Principalmente para a gurizada.

Neste final de semana, foi inaugurada na UR-01 a quarta Praça da Infância. Este tipo de praça – totalmente voltada para as necessidades do lazer infantil – virou um “case” de sucesso. E tanto é assim, que há pais e avós residentes em locais distantes, que se deslocam por exemplo até o bairro da Encruzilhada só para levar os pequenos para se divertir. Todas, felizmente, possuem o mesmo padrão. Sejam aquelas implantadas em áreas pobres, ou não.

Praça da Infância ganha a quarta versão, dessa vez no bairro do Ibura: vida nova para a garotada daquele alto da cidade

No Ibura, na verdade, já tinha uma praça. Mas sabem como é, não é, de praça mesmo só tinha o nome. Ao inaugurar o novo equipamento, que exigiu investimento de R$ 880 mil, o Prefeito João Campos (PSB) mostrou a diferença entre o que havia e o que a comunidade tem agora. “Aqui era um espaço que já funcionava como praça,  mas que agora tem um equipamento de qualidade, com brinquedos de primeira, novo paisagismo e ao lado de uma unidade de ensino importante”.

Depois, apelou à população: “Só peço que todos possam cuidar desse espaço, porque aqui foi investido dinheiro de vocês. Quando lançamos o programa muita gente disse que íamos fazer só nós bairros de rico. Comigo não é assim. Nós começamos a fazer na periferia da cidade para mostrar que dá certo, que funciona e que todo mundo vai cuidar do equipamento”. As ações realizadas contaram inicialmente com a demolição de mobiliário urbano, pois havia equipamentos danificados anteriormente. A Praça da Primeira Infância Maria Sampaio, como ficou denominada, possui um caminho estruturante em concreto pigmentado, uma passeio em seixo rolado, calçada toda em paver na cor natural. No círculo “planta” há três conjuntos de mesa e cadeira, com piso em paver terracota.

Tem seis carambolas giratórias na borda do círculo, e um dos círculos complementares tem dois brinquedos: um labirinto de metal e toras de madeira com diferentes alturas; no outro há um gira inclusivo (o piso de ambos é em emborrachado). Comunicações visuais como “carambola giratória” e “flor gira-gira do mandacaru” estão espalhadas pela praça. Bicicletário junto do estacionamento, bancos de madeira e alumínio estão distribuídos ao longo do equipamento. No local, um antigo posto policial abandonado foi transformado em um espaço de leitura, além de local para a Guarda Municipal.  Também ganhou mais árvores.  A primeira Praça da Infância entregue à população fica na Praça Dom Miguel Valverde, na Encruzilhada (a mais frequentada). A segunda, no Compaz Miguel Arraes, na Av. Caxangá. E a terceira unidade está localizada no bairro de San Martin.

Leia também
O Recife ganha a terceira Praça da Infância, dessa vez em San Martin
Tá Aprumado Praças entrega mais uma área revitalizada
Prefeito inaugura segunda Praça da Infância
Recife ganha sua primeira praça da Infância
Comunidade Entra Apulso vai ganhar praça
Praça  da Árvore é a primeira com jatos d´água saindo do piso no Recife
Depois da omissão desastrosa na gestão anterior, Prefeitura lança programa “Tá aprumado Praças”
Praça Miguel de Cervantes, na Ilha do Leite, sucumbe ao breu e à insegurança
Praça Miguel de Cervantes ganha calçada nova e sinalização horizontal
Parques e praças serão os locais mais frequentados na pós pandemia
Praça Tiradentes é exceção da regra
Cadê o gramado da Praça do Arsenal?
Decadência na Praça da Independência
Praça Maciel Pinheiro pede socorro
Histórica, Praça Maciel Pinheiro vive a decadência e o abandono
Praça Maciel Pinheiro: falta grama e sobra lixo
Praça Maciel Pinheiro pede socorro
Sessão Recife Nostalgia: a Praça Maciel Pinheiro de Henry Fonda e Tia Teté
Histórica, Praça Maciel Pinheiro vai de mal a pior
Praça Dom Vital parece um ninho de rato
Praça Dom Vital em petição de miséria
Praça Dom Vital fica pronta esse mês
Nova paisagem em São José
Sessão Recife Nostalgia: Quando a Praça do Derby era um hipódromo
Mobilização nas redes sociais contra abandono das praças do Recife
Projetada por Burle Marx, Praça do Largo da Paz vive a sujeira e o abandono
Praça do Arsenal de fonte luminosa
Cadê o gramado da Praça do Arsenal?
Jardins históricos. Cadê o comitê gestor:
Praça da Várzea revitalizada porém descaracterizada
Praça da Várzea passa por reforma depois de longo tempo abandonada
Jardins históricos detonados
O Sertão urbano do Recife no Benfica
Praça cada vez pior na Madalena
Reforma na Praça Solange Pinto, no entorno do Mercado da Madalena
Decadência na Praça da Independência
 Capiba merece coisa melhor do que uma praça abandonada
Praça Nelson Ferreira não é mais assim. Quer saber como ela ficou?
Praça José Vilela não é mais assim. Sofreu um atentado estético

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Marlon Diego /Divulgação / PCR

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.