O lixo da omissão e do oportunismo

 O lixo da omissão e do oportunismo

.

Compartilhe nas redes sociais…

O Recife é lindo, mas infelizmente está virando a cidade do lixo. Em qualquer lugar, é só o que se vê. Esperamos que com o reforço de R$ 40 milhões na arrecadação de Iptu em 2017 (com a criação da Taxa de Coleta, Remoção e Destinação de Resíduos Sólidos Domiciliares) cenas como as das fotos não voltem a se repetir. Com a omissão do poder público nessa área, já tem até gente se dizendo da Prefeitura, para vender lixeira a gente desavisada. Pelo menos duas queixas chegaram ao #OxeRecife, dando conta da “cobranças” indevidas, pela colocação desses equipamentos em áreas públicas.

Na Zona Norte do Recife, as queixas vieram dos bairros de Sítio dos Pintos e do Vasco da Gama. “Os homens vão de casa em casa com as lixeiras, e dizem que foi a Prefeitura que mandou. Vêm com pás, cimento para chumbar ela no chão. E usam macacões parecidos com os dos garis da Emlurb. Claro que todo mundo quer lixeira. Mas depois, chega a conta. E é salgada”, reclama a doméstica Gilvanda Maria da Silva. Ela foi foi surpreendida com carnê no valor de R$ 165, em três prestações de R$ 55. A primeira prestação venceu no dia 30 de janeiro. De acordo com o boleto, a empresa responsável pela iniciativa fica no município de Jaboatão dos Guararapes.

Moradores de Vasco da Gama e Sítio dos Pintos receberam essas lixeiras como se fosse da Emlurb: conta alta.
Moradores de Vasco da Gama e Sítio dos Pintos receberam essas lixeiras como se fossem da Emlurb: conta alta depois.

Gilvanda pensava mesmo que os homens eram funcionários da Prefeitura. E agora está receosa, pois teme que se não pagar o carnê que lhe foi imposto, poderá ter seu nome inscrito no SPC. A lixeira até que não é feia. Lembra um cestinho de mesa para colocar pão. Mas nem de longe parece com o padrão das lixeiras da Emlurb. Outra  pessoa que surpreendeu-se com a iniciativa foi o motorista de táxi Severo Ramos Rodrigues de Morais.

Ele diz que na Rua Carola, no Vasco da Gama, vários moradores caíram no “conto da Emlurb”. Alguns até se recusam a falar no assunto. “As pessoas contam que eles se passam por funcionários da Prefeitura, porém não querem falar nisso. Penso que é com vergonha de dizer que foram passadas para trás”, afirma. E conta que alguns moradores daquela artéria da Zona Norte se recusaram a receber as lixeiras, por achá-las muito caras. “Teve gente que até botou os caras para correr”.

Cenas como essas terminam levando os moradores a aceitarem ofertas indevidas de lixeiras.
Cenas como essas terminam levando os moradores a aceitarem ofertas indevidas de lixeiras, para acondicionar detritos.

A Autarquia de Limpeza Urbana e Manutenção do Recife (Emlurb) adverte  os moradores de bairros visitados por essas pessoas, que não autorizou nenhuma empresa a colocar lixeiras nas ruas, e muito menos a cobrar por elas.  Portanto, fiquem atentos. Se chegar alguém vestido de amarelo, na sua casa, dizendo que é da Prefeitura, e oferecendo-se para colocar lixeira na calçada, recuse a oferta se o padrão não for o mesmo da Emlurb. Como contribuintes, temos direito a lixeiras fornecidas pela Prefeitura em espaços públicos. E elas são gratuitas.

Leia mais:

BR-101 vira depósito de lixo

O Recife leva “banho” de Salvador no quesito limpeza

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife

Fotos: Letícia Lins e Severo Ramos Rodrigues de Morais ( contribuição  do leitor)

Posts Relacionados

1 Comments

  • Realmente está um descaso a situação do lixo em nossa cidade. Aí aparecem os oportunistas e se passam por funcionários da prefeitura e vendendo lixeiras à alto custo. Se passam por funcionários para que os moradores pensem ser obrigatório à compra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.