Mestra Titinha: Mamulengos “Geração” e “Flor de Mulungu” fazem a festa em Glória de Goitá

 Mestra Titinha: Mamulengos “Geração” e “Flor de Mulungu”  fazem a festa em Glória de Goitá

Compartilhe nas redes sociais…

Fundadora de dois grupos de teatro de bonecos – o Mamulengo Nova Geração (2008) e o Mamulengo Flor de Mulungu (2020) – Edjane Lima, a Mestra Titinha, dá vida aos bonecos que confecciona. E também lhes empresta uma diferente voz. É que é Titinha é uma mulher empoderada. Ela é a mais conhecida artista dessa manifestação popular, por ter revolucionado o “discurso” dos bonecos, tradicionalmente marcados por piadas machistas, das quais ela não acha graça. Pela suas posições, a artista já virou até alvo de documentário. É famosa no Brasil e muito solicitada para eventos sobre o teatro de bonecos. O Flor de Mulungu, por exemplo, é composto apenas de mulheres, o que não deixa de ser uma exceção, já que atividade de mamulengueiro  é praticada por homens em sua grande maioria.

Agora, Titinha está à frente do Projeto ‘Mulheres Mamulengueiras – uma nova geração’, que acontece em Glória do Goitá, município localizado a  63 quilômetros do Recife e que é considerado a Capital do Mamulengo em Pernambuco. O Projeto, na verdade, é  uma grande homenagem à presença feminina na brincadeira popular. Através de oficinas, exposição de bonecos, espetáculos e encontros de mestras, as brincantes apresentam suas vivências, contam suas histórias e perpetuam seu saber, o que é muito bom. “Isso é muito importante, visto que o Mamulengo é uma expressão, assim como tantas da cultura popular, liderada predominantemente por homens”, afirma o historiador  Pablo Dantas, especialista em Cultura Pernambucana e Diretor Presidente da Associação Cultural dos Mamulengueiros e Artesãos de Glória do Goitá.

Mestra Titinha criou dois grupos de mamulengo, um só com mulheres. Discurso empoderado a deixou mais famosa.

Mestra Titinha é coordenadora geral deste projeto e tem mais de 20 anos de trabalho como bonequeira e brincante. O projeto acontece no Museu do Mamulengo de Glória do Goitá, na Rua da Matriz, 21, no centro da cidade. O museu (o melhor e mais organizado do gênero em Pernambuco) funciona em um prédio secular, que sediava no passado o antigo mercado de farinha do município. Como se sabe, Glória do Goitá é uma cidade conhecida pela produção de farinha e pela atividade de bonequeiros, cujo teatro movimentam as festas populares do interior, divertindo público de todas as idades e classes sociais.

Como já foi dito, a coordenação geral do evento é de Titinha. A produção Executiva e Assessoria de Imprensa é de Pablo Dantas, que também preside o Museu do Mamulengo de Glória do Goitá. O design do projeto é Java Araújo. Haverá intérprete de Libras (Ronaldo Lourenço) durante os encontros e apresentações. A produção fotográfica e Audiovisual tem a assinatura de Vinícius Dantas.  Oficina de Mamulengo: Genilda Félix e Tamires Nascimento.  Já a apresentação do Mamulengo Nova Geração tem a seguinte ficha técnica: Mestra, Tititinha; Contra Mestre, Bila; Mateus e Trianguleira, Jacilene Félix; Ganzazeira, Stéfane Leite; Zabumbeira, Mestre Bel; e Sanfoneiro, Tonho.  O encontro tem incentivo da Funcultura/Fundarpe – Governo do Estado de Pernambuco e apoio da Associação Cultural dos Mamulengueiros e Artesãos de Glória do Goitá – ACMAGG, e Museu do Mamulengo de Glória do Goitá.

Leia também
Grupo Giramundo marca nova data para apresentações do miniteatro ecológico no Recife
Turnê do Grupo Giramundo chega ao Recife
Grupo Giramundo, 50 anos: Viagem com miniteateo ecológico por quatro dos seis biomas do Brasil
Parceria entre Museu do Mamulengo e Galpão das Artes rende os primeiros frutos
Mestre Titinha ganha documentário
A trágica morte de Mestre Saúba
Mamulengos contam a própria história
Mamulengo Risadinha é o primeiro grupo infantil do teatro de bonecos
“Vaquinha” para presépio de mamulengo em Glória do Goitá
Mais mamulengo menos Barbie
Cultura popular: Galpão das Artes e Museu do Mamulengo firmam parceria
O adeus de Zé de Vina
Em meio a tanta tristeza só mesmo um mamulengo para nos fazer sorrir
Zé de Vina, mestre mamulengueiro ganha homenagem em Glória do Goitá
Mamulengueiros tradicionais se rendem ao mundo virtual
Bonecos fazem a festa em Casa Forte
 Dia do Artesão: Viva Miro dos Bonecos
Resgate do mamulengo pernambucano
Fotógrafos documentam mamulengos
“Para tocar o coração das pessoas”
A festa mágica dos bonecos
Poço das Artes: Música e Mamulengos
Zona Norte tem  Bossa Nova, samba, jazz e mamulengo
Mamulengo, fado, choro e economia criativa
Tacaruna: Exposição de “bonecos gigantes de Olinda” que, no entanto, são do Recife
Bonecos gigantes: Não confunda alhos com bugalhos
Bonecos gigantes: Crise de identidade
A festa do trio de bonecos gigantes
Bora Pernambucar chega ao fim com encontro de bonecos gigantes
Zé Pereira festeja cem anos no Recife
A Zé Pereira, com festa e com afeto
Mão Molenga no Ricardo Brennand
Sesc prorroga expô do Mão Molenga
Mão Molenga é um sucesso
O Mané Gostoso de Saúba
Galpão das Artes e brinquedo popular
Galpão das Artes faz a festa em Limoeiro

Olinda entra na festa dos bonecos
Aos 62, boneca Barbie vira verde e é feita com plástico reciclado
Galpão das Artes ganha livro
Galpão das Artes e outras instituições ganham condecoração Paulo Freire
Histórias  para voar chegam ao Recife
Cultura Popular:  Galpão das Artes e Museu do Mamulengo firmam parceria
Começam as visitas guiadas ao menor museu do mundo
Galpão das Artes traz de volta o teatro de lambe-lambe
Galpão das Artes ganha prêmio, melhora a sede e ajuda famílias carentes
Pandemia: Galpão das Artes faz live para ajudar circos em crise no interior
Galpão das Artes faz a festa em Limoeiro
Galpão das Artes faz concurso de desenho
“Se eu soubesse escrever”
Galpão das Artes e brinquedo popular
O menor museu do mundo
Não perca “O Peru do Cão Coxo”
Teatro: Baile no Recife e o Peru no interior
Livro: Pernambuco  é campeão em manifestações culturais registradas pelo Iphan

Serviço
Projeto Mulheres Mamulengueiras – Uma nova geração 
Onde: Museu do Mamulengo de Glória do Goitá, Rua da Matriz, 21, Centro (antigo Mercado de Farinha)
Quando: Até o final de fevereiro
Quanto: Acesso gratuito inclusive às apresentações de teatro de mamulengos

Programação:
Apresentação do Mamulengo Nova Geração

Dias 26 de janeiro e 16 de fevereiro de 2023
Horário – 15h

Oficinas de mamulengo
Dias 13 de janeiro e 10 de fevereiro de 2023
Horário: 9h às 12h 

Exposição de bonecos
Até fevereiro de 2023
Horário : De terça a sábado – 8h30 às 11h30 e 13h30 às 17h. 

Encontro de mestras
Dia: 22 de janeiro de 2023, às 15h). 

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos:David de Oliveira / Museu do Mamulengo de Glória do Goitá / Divulgação

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.