Madeira ilegal fica mais difícil

Já está bem pertinho. A partir de janeiro, as árvores de nossas matas podem ficar mais protegidas. É que o Brasil tem um novo Sistema Nacional de Controle da Origem dos Produtos Florestais (Sinaflor), que deverá funcionar como ferramenta contra o desmatamento ilegal, prática cada dia mais comum, inclusive no Grande Recife. O Sinaflor ajudará no controle de todo o processo de origem da madeira, do carvão e de outros produtos e subprodutos florestais. A fiscalização deve ficar mais rígida em todas as etapas da produção de madeira (autorização para exploração, transporte, armazenamento, industrialização e exportação).

O Sinaflor (Instrução Normativa nº 21/2014) foi desenvolvido e instituído pelo Ibama. E a partir de janeiro deve ser adotado em todos os estados. O Sinaflor permitirá a interligação dos dados dos diferentes entes federativos. A plataforma pretende agilizar a certificação dos Planos de Manejo Florestal Sustentável e oferecer mais segurança à transferência de créditos de madeira ao sistema do Documento de Origem Florestal (DOF). Para um acompanhamento real da dinâmica de desmate nos Estados, todas as informações serão integradas à base do Cadastro Ambiental Rural (CAR), conforme informação do Ministério do Meio Ambiente.

Para explicar melhor o Sinaflor, um workshop voltado para o setor produtivo e pessoas que atuam na área  (inclusive servidores públicos), será realizado na próxima quinta-feira (30), das 9h às 12h, no auditório do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis. O Ibama fica no bairro de Casa Forte, Zona Norte do Recife. No encontro, haverá debate com empreendedores (empresários da construção civil, padarias, pizzarias, calcinadoras, (que usa madeira nos seus fornos). A iniciativa do workshop é da Agência Estadual de Meio Ambiente (Cprh), em parceria com o Ibama. Os interessados em participar podem se inscrever, por meio de um link que pode ser acessado no site do órgão ambiental estadual (www.cprh.pe.gov.br).

Leia também:

“Pulmão” protegido no Grande Recife
Desmatamentos ilegais em Aldeia
Arboricídio mobiliza Câmara Municipal
Em defesa das águas do Nordeste
Riachos podem ser recuperados
Operação apreende madeira ilegal
Conhecendo a Mata Atlântica
Verde em risco em Paulista
Aprendendo a preservar a Mata Atlântica
Mais matas devastadas em Paulista

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife

Continue lendo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.