Josildo Sá, Leopoldo Nóbrega, Galo da Paz: Ligações artísticas e afetivas com Tacaratu

 Josildo Sá, Leopoldo Nóbrega, Galo da Paz: Ligações artísticas e afetivas com Tacaratu

Compartilhe nas redes sociais…

Passada a folia do carnaval e o desmonte da alegoria gigante do Galo da Madrugada, façamos um registro aqui, no #OxeRecife, sobre Josildo Sá, artista que tenho o maior respeito pela seriedade de sua carreira, pelo profissionalismo e pela versatilidade. Bom em tudo que canta, do forró ao frevo, da música romântica ao samba de latada. E que, inclusive, apresenta-se entre os dias 21 e 24 no Rio de Janeiro, dentro do Projeto Pulsar, do Sesc. O nosso artista comemora os quinze anos do Projeto Samba de Latada , com o qual percorreu o  país ao lado do saudoso maestro, saxofonista (e gênio) Paulo Moura (1932-2010).

Lembro-me de ter assistido, no Recife, à memorável apresentação da dupla. O Projeto Samba de Latada surgiu em 2006, quando o pernambucano chamou Paulo Moura para participar de suas apresentações no carnaval recifense. O “Samba de Latada” já virou até filme, que foi lançado em 2022, no Teatro do Parque. Também chamado de “samba de matuto”, o “samba de latada” é um estilo musical que passeia entre o forró e o samba.  E o show Samba de Latada volta, agora, à ordem do dia, com apresentações em palcos do Rio de Janeiro. Josildo se apresenta no Sesc Ramos (21/2, 15h),  Sesc Madureira (22/2, 15h); Sesc Copacabana (23, 19h); e no Sesc Duque de Caxias (24/2, 15h). E presta justa homenagem ao Maestro Paulo Moura, com o qual fez shows inesquecíveis pelo país  sobre o tema. Falo de Josildo para lembrar, também, sua cidade de Tacaratu que tanto traz inspiração para o artista Leopoldo Nóbrega. Como diz a gíria, está tudo junto e misturado.

“Leopoldo com cabelo curto, de cachos e carinha de menino”, segundo Roberta Jansen: começo da década passada

Vamos, portanto, falar de Josildo,  Leopoldo Nóbrega (artista responsável pela criação da alegoria gigante do Galo da Paz, símbolo do carnaval do Recife) e Roberta Jansen (Diretora de Cultura de Tacaratu, cidade sertaneja localizada em Pernambuco). É que a história dos três está interligada. Tanto que Josildo repicou em suas redes sociais uma postagem de Roberta sobre as conexões de Leopoldo Nóbrega com Tacaratu. Repetindo, o  artista plástico foi o responsável pela alegoria gigante do Galo, aquela que durante o carnaval fica na Ponte Duarte Coelho, e que esteve tão repleta de significados, fazendo o maior sucesso em 2024. E que teve uma boa parte inspirada no artesanato daquela cidade, localizada a 450 quilômetros do Recife.

A Tacaratu de Josildo e que inspira Leopoldo Nóbrega é conhecida pelas suas tradições culturais e ancestrais.  Em 2004 e 2005, Roberta e Josildo aprovaram o Projeto Arca Tacaratu no Funcultura, quando foi realizado mapeamento cultural do município. A ação terminou com dois festivais, um em 2005 e outro em 2006. O segundo contou com exposição de cem artesãos e 72 apresentações de palco, sendo 66  de Tacaratu. Esse percentual de 91 por cento, por si só, dá uma ideia da riqueza cultural do município das “loiceiras”, do tear manual, do macramê, dos saberes ancestrais do povo pankararu.

Em 2007, novo projeto foi apresentado ao Funcultura, para levar Leopoldo Nóbrega a Tacaratu, onde ele deveria implementar uma coleção de moda e sustentabilidade inspirada nos teares locais (a cidade produz redes e mantas) e no macramê, artesanato produzido pelos povos originários que ali habitam. “O projeto não foi aprovado, mas mesmo assim Josildo levou Leopoldo ao distrito de Caraibeiras. E foi inspirado no que viu nessa visita que o artista criou o cenário do show Samba de Latada, com Josildo e Paulo Moura, apresentado Teatro Santa Isabel. Depois, Leopoldo produziu figurinos para Josildo  cantar no carnaval e até na Missa do Vaqueiro”, lembra Jansen. A Missa do Vaqueiro a que ela se refere é uma cerimônia religiosa que ocorre no município sertanejo de Serrita (PE), quando vaqueiros encourados participam de uma liturgia voltada para a cultura da caatinga. Mas seus festejos duram vários dias e incluem apresentações artísticas.

Inspirado na cultura de Tacaratu, Leopoldo cria figurino e cenários para espetáculo “Samba de Latada”

No início da trajetória do Samba de Latada, além de cenário e do guarda-roupa dos espetáculos de Josildo Sá, Leopoldo Nóbrega produziu uma linha de 20 camisetas inspiradas nos teares de Tacaratu, para que fossem a marca do show. Em 2022, Leopoldo voltou a Tacaratu, quando Roberta diz “ter certeza” que ele “foi tocado por aquela energia do povo originário, que pôde presentear o Galo da Madrugada”, durante a confecção da alegoria gigante que é o símbolo do carnaval do Recife. O resto, todo mundo já sabe. A confecção do Galo gigante contou com participação de povos pankararus, rendeiras e artesãs de Tacaratu. As peças em macramê e a identidade de Tacaratu eram bem visíveis no galináceo gigante que virou unanimidade com todo o seu esplendor.

“Sim, o Galo Gigante da Paz tem esse jeito de Leopoldo, de fazer  a gente amar a arte e o mundo dele”, diz ela.  “São quase 20 anos de trabalhos, encontros, admiração e respeito”, acrescenta. Que bom!  Que esse trio ainda se junte muitas vezes, porque – de fato – dele só emanam coisas boas: arte, música, cultura, inspiradas em nossas raízes. A cultura e a população de Pernambuco só têm a ganhar com gente como eles. Não é não?

No vídeo abaixo, disponível no Youtube, você pode conferir cenário e guarda roupa by Leopoldo Nóbrega, do Show Samba de Latada, com Paulo Moura e Josildo Sá. E nos links seguintes, no Leia também, mais informações sobre Tacaratu, Josildo Sá e Leopoldo Nóbrega. E palmas, muitas palmas, para esse povo todo!

Leia também
Loiceiras de Tacaratu e a arte de produzir à mão os utensílios de sua cozinha ancestral e pankararu
“Loiceiras” e Circuito Fenearte – com ocupação de novos espaços – são novidades na Fenearte 2023
Josildo Sá movimenta o Poço das Artes, no Poço da Panela, na noite dessa sexta-feira
Pátio de São Pedro: Dia de sextar com Josildo Sá
Forrozeiro bom e no samba de latada, Josildo Sá levanta a poeira no Tacaruna
Josildo Sá canta em todos os ritmos
Josildo Sá e Silvério Pessoa, o encontro do carnavial com a caatinga
Depois do Galo Ancestral, que tal Leopoldo Nóbrega para idealizar os carros alegóricos do Galo da Madrudada?
Alegoria do Galo da Paz é aplaudido por milhares e balsa no rio é novidade
Alegoria do Galo está linda, imponente e politicamente correta. Mas o entorno…
“Poleiro” da alegoria gigante do Galo, Ponte Duarte Coelho perde cobre para vândalos
Corrida do Galo atrai 2 mil atletas
Alegoria gigante: Galo da Paz, cheio de mensagens e significados
alegóricos do bloco?
Qual o Galo mais bonito e o mais feio?
Alegoria do Galo e sustentabilidade
Galo tem 14 filhos no Brasil e no exterior
O Galo e suas alegorias
São João do Tacaruna tem arraial instagramável by Leopoldo Nóbrega

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos:  Divulgação / Acervo #OxeRecife e Redes Sociais

Posts Relacionados

2 Comments

  • Texto maravilhoso Letícia, ainda mais quando você exalta Tacaratu, terra que tanto amo e seus personagens! Sou suspeito para falar. Mais que a matéria está ótima, lá isso está! sem contar que você exaltou as qualidades de Josildo Sá, um excelente artista, e seu Samba de Latada, além do rico artesanato da região. Parabéns!

    • OBG, Denaldo. Essa turma merece espaço e elogio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.