Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico de Pernambuco é um dos mais antigos do Brasil

Tem gente que passa nas imediações do Teatro do Parque e nem percebe uma edificação antiga, do lado oposto, que deveria ser visitada por todos os recifenses e turistas que passam na cidade. O prédio é simplesmente o Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano (IAHGP), uma das mais antigas instituições do gênero no Brasil. E que está comemorando 161 anos de atuação no Estado, com celebração na nesta segunda-feira (30/01) às 19h. A cerimônia será na própria instituição, localizada na Rua do Hospício, no bairro da Boa Vista.

O IAHGP foi fundado em 28 de janeiro de 1862, no Recife, por um grupo de cidadãos preocupados em preservar e divulgar a história de Pernambuco, uma história de lutas libertárias. É o mais antigo instituto histórico regional do Brasil, e a segunda instituição dedicada à história no país, depois apenas do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. O evento de hoje à noite será aberto ao público e também relembrará os 369 anos da Restauração Pernambucana (1654), quando se deu a expulsão dos invasores holandeses do Brasil, após importantes batalhas, entre elas as dos Montes Guararapes, a mais famosa.

Margarida Cantarelli, presidente, com a diretoria do Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico de Pernambuco

O presidido é presidido pela dedicada professora e advogada Margarida Cantarelli, que também já presidiu a Academia Pernambucana de Letras. “O IAHGP é uma instituição da sociedade civil que atua como guardiã da história, dos valores e dos ideais de liberdade que forjaram a nossa trajetória e precisam ser transmitidos às gerações vindouras para a construção do futuro”,  explica ela. Margarida e a diretoria da entidade estão cheios de planos para 2023.  Uma das ações é o desenvolvimento do projeto chamado ‘História do Século XX’, resgatando acervos e documentos da história de Pernambuco no século passado. É o caso, por exemplo, da Revolução de 1930. Ou da construção do polêmico Porto de Suape, que fica no Litoral Sul, símbolo de desenvolvimento mas também de agressões à natureza e às populações tradicionais.

“Eu vou me empenhar muito neste projeto. Não podemos deixar a história recente se perder e temos conhecimento de um grande acervo deste período sob a guarda de famílias que pode ser compartilhado”, diz Margarida. E acrescenta: “Acredito no aproveitamento extremamente positivo que podemos fazer da tecnologia, através do intercâmbio de dados entre os acervos das instituições, facilitando o acesso de estudantes, pesquisadores e da população como um todo”.    A Sessão Magna comemorativa terá a participação do historiador e professor Flávio José Gomes de Cabral como orador, que fará uma “viagem” à Restauração Pernambucana, baseado em escritos inéditos, fruto de um diário pessoal de um governador colonial português que atuou em Pernambuco no período. Na ocasião, ainda serão empossados dois novos associados correspondentes, José Theodoro Mascarenhas Menck e José Joaquim da Silva Neto. E também um novo associado honorário, Roger Falcão Chacon. Todos são personalidades que atuam em associações culturais ligadas à história e ao patrimônio histórico. Posteriormente o #OxeRecife detalhará mais informações sobre o nosso rico IAHGP.

Leia  também
Academia Pernambucana de Letras comemora os 160 anos do Instituto Aequeológico
Instituto Arqueológico lamenta roubo da estátua busto de Frei Caneca
Achado arqueológico no Recife:40 mil fragmentos,cemitério e fortaleza
Academia Pernambucana de Letras comemora 122 anos
Na trilha dos holandeses, no Monte das Tabocas
Livro mostra mania pernambucana de grandeza
História: Krzysztof Arcuszewski, o rival polonês de Maurício de Nassau que dizia o que pensava
Sessão Recife Nostalgia: Maurisstad,  arcos, Boi Voador e memória
Achado arqueológico no Recife
Arqueólogos revolvem o passado no antigo Engenho do Meio, na Várzea
Antônio Gomes Neto revive o passado de Apipucos
Sessão Recife Nostalgia: Sítio Trindade, história, festa e abandono
Revolução de 1817, subversão que virou orgulho dos pernambucanos
Ameaçado, Sagrada família pode virar iep
Fortim do Bass: Inédita relíquia de areia tempos de Nassau em Porto Calvo
Silenciosa relíquia do tempo de Nassau
Calabar ainda intriga, se herói ou traidor
História: Calabar é traidor ou herói?
Olha! Recife especial teve James Lancaster, Zumbi, Nassau e Frei Caneca
Olha! Recife tem bike, museu e Nassau
Olha! Recife com Nassau, ponte e jornal
Sessão Recife Nostalgia: Conheça o Arco da Conceição com QR Code
Mais uma ponte pilhada no Recife: Agora é a Maurício de Nassau
Nassau e Ana de Ferro estão em Olinda
Amor de Nassau e Anna de Ferro
A mulher empoderada do século 17
Recife, 483 anos: bolo gigante e boi voador
Recife, 500 anos. E Amsterdam?
Boi Voador, do Recife, pode ganhar segundo prêmio nacional
Boi Voador vira bloco e faz prévia
Recife tem cortejo de bois

Serviço:
Aniversário de 161 anos do IAHGP

Data: 30 de janeiro de 2023 (segunda-feira)
Hora: 19h
Local: Cine-Auditório Ramires Cotias Teixeira – IAHGP (Rua do Hospício, 130, Boa Vista, Recife-PE)
Visitação: Segunda a sexta-feira: 9h às 12h e 14h às 16h. Sábados: 8h às 12h
Instagram: instituto_arqueologico

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Keyla Costa /IAHHGP / Divulgação

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.