História: Coleção “Pernambuco na Independência” é lançada no Museu do Estado, nas Graças

 História: Coleção “Pernambuco na Independência” é lançada no Museu do Estado, nas Graças

Compartilhe nas redes sociais…

Nesta semana, marcada por comemorações do 7 de Setembro, que tal mergulharmos com profundidade nos meandros que conduziram a então colônia de Portugal ao Grito do Ipiranga? Até porque aquele fato histórico não surgiu do nada, e resulta de um longo processo que findou por levar Dom Pedro I a declarar a Independência. Pernambuco, para os que não sabem, “foi o epicentro da mais importante contestação à ordem colonial em toda a história da monarquia portuguesa”.

Pelo menos, é o que explica George Cabral, Coordenador Científico da Coleção Pernambuco na Independência, projeto da Cepe Editora, que lança cinco títulos sobre o assunto, às 19h da noite dessa terça-feira (5/9), no Museu do Estado de Pernambuco. “Em realidade, os diversos Brasis daquele momento projetaram diferentes processos de independência. Alguns destes projetos de Nação eram muito mais vanguardistas que aquele capitaneado pelo príncipe português que se tornaria o nosso primeiro imperador”, comenta o historiador (foto abaixo).Então, nada como mergulhar na nossa história, de tantas vanguardas e tradições libertárias.

Coordenador Científico da Coleção Pernambuco na Independência, George Cabral destaca detalhes da nossa história

Ainda não tive tempo de ler os cinco, mas vai ser fácil devorá-los, como aconteceu com os volumes de outra Coleção da Cepe, igualmente esclarecedora sobre o nosso estado, a Terra Pernambucana, que é simplesmente imperdível. Entre os títulos da Coleção Pernambuco na Independência que serão lançados hoje encontram-se obras esgotadas, como a Biografia de Gervásio Pires Ferreira, de Antônio Joaquim de Mello, publicado pela primeira vez em 1895, por um contemporâneo do biografado. Gervásio Pires (1765-1836) é mais lembrado hoje por ser nome de rua no bairro da Boa Vista, do que por ter sido um dos principais personagens do processo da independência em Pernambuco. Ele presidiu a Junta de Governo da Província e se destacou como grande negociador na Confederação do Equador (Revolta que aconteceu em Pernambuco, em 1824).

Os outros quatro títulos são: Pernambuco: Da Independência à Confederação do Equador (de Barbosa Lima Sobrinho); O Patriotismo Constitucional (de Denis Bernardes); Fontes para a História da Independência do Brasil em Pernambuco (organizado por Félix Cabral e Josemir Camilo de Melo); Seleta de Nilo Pereira – História e Personagens (organizado por  George Cabral). Eles vêm se somar a cinco outros, lançados em 2022, que – com certeza – interessam a todos aqueles que querem se aprofundar na rica história de Pernambuco, de tantas tradições libertárias. São eles: 1821 – A Revolução Liberal em Goiana e a queda do General Luiz Rego (Josemir Camilo); Liberais e Liberais: Guerras Civis em Pernambuco no século XIX (Socorro Ferraz); Pernambuco e a Independência do Brasil: Olhares do nosso tempo (organização de George Cabral); A propósito da Independência e do Império (Escritos de Gilberto Freyre); Obra Seleta- História (Oliveira Lima). Sobre a Coleção,  George Cabral destaca o seu “valor único”. E explica:

 “É a maior iniciativa de publicações exclusivas sobre a Independência realizada por uma única editora no Brasil. Seus dez volumes apresentam leituras contemporâneas sobre o processo, trazem de novo ao público trabalhos clássicos esgotados e contemplam ainda a publicação de fontes primárias, ou seja, os documentos que trazem subsídios para novos estudos. Oferecemos ao público pernambucano e brasileiro os escritos de historiadores consagrados no passado e também a produção atual, que dialoga com questões presentes no debate

Abaixo, você confere informações no Serviço e outras publicações da Cepe sobre nossa História.

Leia também
Grito do Ipiranga: Pernambuco contestador,as “independências” do Brasil, revoltas populares
Instituto Arqueológico e Cepe lançam coleção que aborda revoluções, padres guerreiros e mártires
Pedro Américo, o artista que virou “pop star”
Fenelivro tem história de vida de Pedro Américo
Teatro Santa Isabel também no Bicentenário
Forte do Brum: Bicentenário da Independência com festa, música, luzes, cores e imagens históricas
Entardecer Patriótico: Festa impecável e musical para comemorar o bicentenário
O grito dos excluídos por independência verdadeira no século 19:  Maria Felipa
O “sequestro da independência”: Como ditaduras e democracias exploram a data cívica
Revolução de 1817, “subversão” que virou orgulho dos pernambucanos
Paulo Santos: Frenesi absolutista do Brasil e a pole position de Pernambuco
O lado musical da Revolução de 1817
Entre o amor e a Revolução
Livro  mostra mania pernambucana de grandeza
Muito linda, a versão musical da Revolução de 1817
Libertário, Frei Caneca é lembrado
Museu e Frei Caneca na ordem do dia
Revolução de 1817 no Olha! Recife
Mais venerada do que a do Brasil, Bandeira de Pernambuco tem nota técnica
De Yaá a Penélope africana
Resgate histórico: primeiro deputado negro do Brasil era pernambucano
História da Revolução de 30 e a tragédia de três homens chamados João
Na Várzea: Jaqueira lembra história dos escravizados e vira memória de história de amor
Arqueólogos revolvem passado do antigo Engenho do Meio
Tejucupapo revive batalha do século 17
Senhora de Engenho, entre a Cruz e a torá tem encenações em casarão
História: Krzyszotof Arciszewski,o rival polonês de Maurício de Nassau
“Cangaço, Guerreiros do Sol,Violência e Banditismo no Nordeste do Brasil é relançado
Esgotado, livro “Estrelas de Couro – A estética do cangaço é relançado”
Livro mostra a rica vida cultural do Recife do passado
Quase Santo, Dom da Paz ganha livro com 36 história
Sítio da Trindade: Memorial da Democracia, pioneiro no Brasil ganha reforço
A Capital vai virar mar?
Sessão Recife Nostalgia: Viagem do século 21 ao 16 com livro e exposição no Museu da Cidade
Um bufão no poder: Livro analisa negacionaismo, catastofrismo e messianismo em Bolsonaro
Livro mostra passageiros da tempestade: fascistase negacionistas em tempos presentes
O levante dos camponeses
Fake news: Bacamarteiros viraram guerrilheiros
Memória e censura: quando a palavra camponês era proibida nas redações
Fortes podem ganhar título da Unesco
Fantasmas no Forte de Cinco Pontas
Caminhadas Domingueiras voltam a ser mensais: Roteiro pelo Bairro de São José
Forte do Buraco, tombado, destombado, tombado de novo, lindo e abandonado
Fortim do Bass, inédita relíquia de areia do século 17 fica em Porto Calvo, AL
Sessão Recife Nostalgia: Sítio Trindade, história, festa e abandono
Achado arqueológico no Recife: 40 mil fragmentos,cemitério e fortaleza
Bairro de São José é tema de exposição no Forte das Cinco Pontas
Forte de Pau Amarelo será ocupado

Serviço
Lançamento de novos títulos da Coleção Pernambuco na Independência
Quando: 05.09.23, terça-feira
Hora: 19h
Onde: Museu do Estado de Pernambuco (Mepe)
Endereço: Avenida Rui Barbosa, 960, Graças
Entrada franca

Preços dos livros:
Pernambuco: Da Independência à Confederação do Equador, de Barbosa Lima Sobrinho –  R$ 55,00
O Patriotismo Constitucional, de Denis Antônio de Mendonça Bernardes – R$ 95,00
Seleta de Nilo Pereira – Histórias e Personagens, organização de George Félix Cabral de Souza  – R$ 55,00
Biografia de Gervásio Pires Ferreira, de Antônio Joaquim de Mello – R$ 65,00
Fontes para a História da Independência do Brasil em Pernambuco, organização de George F. Cabral de Souza e Josemir Camilo de Melo – R$ 70,00
Combo com os 5 livros: R$ 250,00

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Cepe / Divulgação

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.