Extrema-direita faz baderna e quebradeira em Brasília e Lula decreta intervenção no DF

Domingo de muita tristeza. Infelizmente no Brasil, uma horda de baderneiros, terroristas e golpistas  que não respeita o resultado democrático das urnas invadiu hoje as sedes do Executivo, do Legislativo e do Judiciário, em Brasíia.  Os seguidores da besta-fera que (des)governou o país por quatro anos  chegaram a depredar o Gabinete da Presidência da República. Com certeza com o objetivo de desestabilizar a democracia, para abrir caminho para um golpe militar que é tudo que eles querem. Inclusive o ex-Presidente Jair Bolsonaro. Até porque o ex-capitão, que está nos Estados Unidos,  permanece alimentando as redes sociais como se Presidente da República ainda fosse.

Sinceramente, nada me surpreende vindo desse bando de marginais que defendem um golpe de estado. Nunca esqueci da colocação que ouvi de um militar, aqui no Recife, a poucos dias antes das eleições presidenciais de 2022. Ele disse assim: “Bolsonaro vai ganhar a eleição de qualquer jeito. Ele não sai do poder, porque o Brasil inteiro está armado de norte a sul para reagir”. Quantos no país ainda fazem fé nesse tipo de discurso antidemocrático? Eu sempre desconfiei desses CACs (licença de caçador, atirador ou colecionador) que flexibilizaram a compra de armas, pois achava que elas um dia seriam mal utilizadas por gente desse tipo.  Imaginem quantos “descontentes” baderneiros do gênero existem no Brasil.

E sempre achei que essa turma de extrema-direita jamais aceitaria o resultado das urnas. E que eles não ficariam parados. Resta agora às autoridades constituídas agir energicamente, para punir esse bando de vagabundos e tomar providências para evitar que isso volte a ocorrer.  Quem está financiando essa baderna? Quem financiou viagens de ônibus até Brasília, com tudo pago? Cadê o Governador do Distrito Federal? Cadê sua Polícia Militar, cujos soldados ficavam gravando cenas no celular, como se estivessem em um piquenique…. O Secretário de Segurança do DF, Anderson Torres, passeando nos Estados Unidos como seu ex-chefe, de quem foi  Ministro da Justiça e vassalo (ou ainda é?). Do Recife, e à distância, fica complicado descrever essa barbárie. Mas caso você queira saber mais,  clique em matéria para acompanhar a cobertura do UOL, que está muito boa: materia

Agora é aguardar punição enérgica para esses infratores. E que aconteça com eles a mesma coisa que aconteceu com os invasores do Capitólio, nos Estados Unidos, que não aceitavam o resultado das urnas do eleitorado americano, que baniu o famigerado Donald Trump da presidência do país que vem a ser a maior democracia do mundo. Lá, mais de 900 golpistas estão sendo processados, dos quais quase 200 já foram condenados.   O Brasil não teve nem tempo de respirar o sabor da democracia. Há apenas uma semana, Lula assumia a presidência da República, referendado pelas urnas. Mas a extrema-direita não quer saber de democracia. Quer só golpe. Basta ver as redes sociais desse povo, para ver o que eles pretendem. Foi o Presidente Lula, quem melhor definiu o bando de vândalos: “nazistas fanáticos”, “fascistas fanáticos”. E decidiu decretar intervenção no setor de segurança do Distrito Federal.

Que jeito? Afinal, as autoridades do DF foram totalmente omissas. À noite, as autoridades federais começaram a agir.  Inclusive para reter os coletivos que levaram os terroristas a Brasília. E perto de 19h já havia 150 baderneiros presos.

Leia também
Logotipo de governo lula é leve, colorida, democrática e dá recado de paz
Subida da rampa: “Mesmo longe me senti representado”
Deustchland uber alles: Slogan de Hitler inspira Brasil acima de tudo de Bolsonaro
Grupos de extrema direita invadem a sede do centro de treinamento do MST: mito e suástica
O troféu de Pinóquio é de quem?
Campanha eleitoral: falta de propostas, desrespeito ao estado laico, sordidez, pedofilia
Dia do Nordestino: #nordestecomlula contra o fascismo tropical
Mais um petista morto por um bolsonarista
Um bufão no poder: Livro analisa negacionismo, catastrofrismo e messianismo em Bolsonaro
No Recife, o grito dos excluídos: “Queremos nosso país de volta”
Entardecer  patriótico: Festa impecável  para comemorar o Bicentenário
Bolsonaro repete machismo e misoginia
Homenagem de Bolsonaro a ele mesmo: autopromoção indevida e arrogante
Eleições: Não é difícil prever o que vem por aí
Ditadura e tortura pertencem ao passado
Carta em defesa da democracia será lida na Faculdade de Direito
Notícia falsa sobre descobrimento é retirada do ar
Velório: Índios prestam comovente homenagem
Tragédia na Amazônia: Bruno Pereira e Dom Presentes
Thiago Lucas: Morte e vida Severina e a geografia da fome no Brasil 2022
Historiador Marco Mondaini: As portas do inferno continuarão escancaradas
O Grito dos excluídos e excluídas
Finalmente o que faz Bolsonaro em Pernambuco?
Bolsonaro e a derrota do voto de cabresto
Ministério Público Federal levanta dúvidas sobre morte de Cabo Anselmo e faz diligências
Peça sobre Soledad Barrett, assassinada grávida pela ditadura, em temporada na Espnha
Chalé do Sítio da Trindade muda de cor e vai abrigar o Memorial da Verdade
Memórial da Democracia, Sítio Trindade reverencia Paulo Freire
Ministério Público não quer homenagem a militar da ditadura em prédio do Exército
Nazista bom é nazista morto chama atenção em muro do Exército
Ministério Público recomenda que não se comemore o 31 de Março nos quartéis
Filme revive fatos da ditadura de 1964
Livro oportuno sobre a ditadura (que o Presidente eleito diz que nunca existiu)
Lição de história sobre ditadura no Olha! Recife

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Reprodução da Globonews

Continue lendo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.