Gado transportado como “sardinha em lata” é apreendido na BR-101

Sabem aquela expressão que as pessoas costumam usar, quando se referem à má qualidade do transporte coletivo que carrega pessoas “como gado”. Pois nem o gado merece ser levado para canto nenhum espremido, como se fosse “sardinha em lata”, para usar mais uma expressão bem popular. Pois olhem para a foto acima.  Pobres bois, além de magérrimos, eram conduzidos de forma totalmente inadequada. E, claro, muito sofrida.

Felizmente a Polícia Rodoviária Federal apreendeu a “carga”, o que aconteceu na BR-101, no município de Igarassu, na Região Metropolitana do Recife. “Os animais estavam em espaço bastante inadequado e alguns foram pisoteados durante o transporte”, informa a PRF. A carga foi encontrada porque a PRF recebeu denúncia de que um reboque estava parado na rodovia por causa de um pneu furado. E atrapalhando o trânsito.

Os animais saíram de Caruaru  (PE) – a 130 quilômetros do Recife – e se destinavam a Alhandra (PB) – a 40 quilômetros de João Pessoa.  A equipe emitiu um boletim circunstanciado de ocorrência (TCO) por maus tratos para o motorista, cuja identidade não foi revelada. Também foi providenciado um transporte adequado para os bovinos. Sofrimento no transporte de bois não chega a ser um fato inédito no Nordeste nem no Brasil.

No caso do flagrante em Pernambuco, foram cinco os bois que eram carregados como sacos de batatas.  Mas recentemente nós publicados aqui no #OxeRecife o relato de defensores de animais sobre o transporte precário de gado vivo para corte por navio. E não são cinco, mas milhares. Tudo em meio a um mar de dejetos e urina que além de impor sofrimento aos animais, ainda espalha  mau cheiro tão grande pelos portos por onde os navios ancoram, que até geram protestos. E tanto é assim que recentemente houve mobilização na África do Sul, porque a população local não suportava o fedor exalado de embarcação que levava 30.000 bois, literalmente mergulhados no mijo e na merda.

Leia também
Carta pede fim de transporte insalubre de bois vivos do Brasil para exportação
Resgate de ursa biliar confinada em pequena jaula põe fim a sofrimento de 20 anos
Morre de câncer leão que teve as garras arrancadas
Com triste história, Sena comemora aniversário como o chimpanzé mais idoso do Brasil: 66 anos
Tamanduá bebê leva tiro  na orelha
Árvores queimadas quase matam tamanduá
Maldosamente descartados após a Páscoa, coelhos ganham futuro menos sobrio
Preguiça,mãe heroína, perde bebê depois de proteger filho do fogo
Preguiça salva filhote de incêndio, e queima boca, pelos e focinho
Acordo na justiça para algozes de Marlim Azul
Mudanças climáticas provocam mortes de botos
Pedreiro salva capivara empurrando carro de mão por oito quilômetros
Ameaçado de extinção, lobo-guará é alvo de projeto de conservação
Natureza: Sistema de Avaliação de Risco da Fauna Brasileira (Salve) é lançado
O refúgio das preguiças perdidas
Natureza: Com pesca proibida, baleias jubarte podem chegar a 25 mil em águas brasileiras
Não ao abate de jumentos

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: PRF/ Divulgação e

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.