Festival “A Letra e a Voz” muda de lugar

O Festival Recifense de Literatura A Letra e Voz entra em sua décima quinta edição, mudando de lugar. Ao invés da Avenida Rio Branco, onde sempre ocorria, transfere-se para o Cais da Alfândega, em 2017. E começa nessa quinta-feira, tendo como tema a Revolução Pernambucana, que completa esse ano seu bicentenário. Para os que não lembram, a Revolução eclodiu no Brasil colônia, a partir da então capitania de Pernambuco.

Além das tradicionais sessões de autógrafos com escritores conhecidos, a programação desse ano conta com recital de poesia, apresentação musical, espetáculos de dança e teatro. E também com palestras sobre os desdobramentos da Revolução de 1817 na literatura, no cinema e na política brasileira. O festival vai até domingo (27), e é realizado pela Prefeitura do Recife, através Secretaria de Cultura e Fundação de Cultura Cidade do Recife.

A cerimônia de abertura está prevista para as 18h dessa quinta-feira, com execução da Suíte 1817. A peça foi criada pelo instrumentista Múcio Callou,  para flauta, violoncelo, violão e contrabaixo. Ele a compôs inspirado na Revolução Pernambucana. A execução será de Rogério Acioli, Leonardo Guedes, Múcio Callou e Fernando Rangel. Na sequência, haverá ainda o lançamento do 1º Edital da Coletânea de Ensaios sobre o Recife, que selecionará 10 trabalhos sobre passagens históricas importantes do Recife. Eles comporão a publicação.

Às 19h, uma mesa redonda protagonizada pelos escritores Paulo Santos de Oliveira e Cláudio Aguiar tratará da Revolução de 1817 como inspiração literária, Terá a mediação da também escritora e magistrada Margarida Cantarelli, atual Presidente da Academia Pernambucana de Letras. Para finalizar a primeira noite do festival, às 20h, o livro 1817 Amor e Revolução, de Paulo Santos de Oliveira e Desenhos de Pedro Zenival será autografado. Cláudio é autor da peça de teatro O Suplício de Frei Caneca. E Paulo escreveu A Noiva da Revolução, que agora tem versão em quadrinhos. Confira a programação de hoje.

Serviço:
Festival A Letra e a Voz
Local: Cais da Alfândega
Progrmação de hoje:
18h- Solenidade de Abertura XV Festival Recifense de Literatura – A Letra e a Voz
19h- 1ª Mesa: A Revolução de 1817 como Inspiração literária. Participantes: Paulo Santos de Oliveira e Cláudio Aguiar. Mediadora: Margarida Cantarelli
20h- Sessão de autógrafo do livro 1817 Amor e Revolução, de Paulo Santos de Oliveira

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Andréa Rego Barros / Divulgação / PCR

Continue lendo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.