Festival de Teatro Rosa dos Ventres tem “Raízes e Asas, Contos e Versos sobre Elas”

Feito especialmente por mulheres, e valorizando espetáculos sobre, dirigidos ou interpretados por elas, o Festival de Teatro Rosa dos Ventres encena na noite dessa quinta-feira (7/03), o espetáculo “Raízes e Asas, Contos e Versos sobre Elas”. A apresentação começa às 20h, no Teatro Hermilo Borba Filho.

O espetáculo é praticamente uma sessão de contos em que se desdobram contos tradicionais,ou inspirados em livros mais recentes. Os contos e versos são costurados com poesias e pensamentos livremente inspirados nos livros: A Ciranda das Mulheres Sábias (Clarisse Pinkola) e Contos de Fadas & Poemas Vorazes e  Poemas para Alimentar a Alma ( Nikita Gill).

Neste último, a autora investe em nova roupagem do tradicional “era uma vez”,  dando uma versão moderna para contos que há séculos alimentam mentes e fantasias. No livro, ao invés de mulheres dóceis e homens salvadores, temos princesas destemidas que enfrentam monstros sozinhas. O espetáculo tem 60 minutos, e leva o espectador, também, a um passeio narrativo pelos quatro elementos da natureza: terra, água, fogo e ar.

Leia também
Companhia de Dança Daruê Malungo leva Ogabára Obinrin ao Recife e Olinda
Festival Rosa dos Ventres ocupa Teatro Apolo e homenageia treze mulheres
Festival Rosa dos Ventres celebra protagonismo feminino
Mulheres ganham ruas e palcos na mostra teatral Rosa dos Ventres
Rosa dos Ventres no Casarão Magiluth: teatro, dança, palhaçaria
Mulheres viram atrizes ao levar peripécias da vida real para o palc
Mês da Consciência Negra: Começa a Semana Afro Daruê Malungo com doze espetáculos
Semana da Consciência Negra: Daruê Malungo coloca cultura afro em movimento
Recordança faz residência artística e depois apresentações gratuitas em Chão de Estrelas
Medusa, Musa, Mulher: Texto de Cida Pedrosa com Fabiana Pirro no palco
Marsenal: Violetas da Aurora levam palhacinhas dos brega ao Bar Teatro Mamulengo
Corpus Diversus leva à passarela 20 modelos com padrões G e etnias diversas
Recordança faz residência artística e, depois, apresentações gratuitas em Chão de Estrelas
Acervo Recordança pesquisa memória da dança em Pernambuco
Acervo RecorDança mapeia profissionais da dança com algum tipo de deficiência
Movimento Armorial: Livro, poeira sagrado e festa, os 25 anos do Grupo Grial
O frevo inclusivo de Werison
“O ser humano encantado do frevo”
Renata Tarub: dança e inclusão social
Grupo Totem faz noite de performances no Centro Luiz Freire
Artistas desafiam a segurança e fazem espetáculo noturno no Parque Treze de Maio
Sopro d´água: Que tal lembrar o dia da água assistindo um espetáculo de dança?
Coletiva Mãe Artista faz seminário sobre maternagem
Itacuruba, Cabrobó e Limoeiro ganham paisagens oníricas ao ladodo Velho Chico e do Capibaribe
Coletivo Lugar Comum transfere espetáculo “Segunda Pele” do palco para o mundo virtual
Coletivo Lugar Comum leva Cicatriz ao Teatro Hermilo Borba Filho

Corpo Ritual: Grupo Totem comemora 35 anos abrindo inscrições para oficina gratuita
Mulheres  ganham ruas e palcos com Mostra Teatral Rosa dos Ventres
Corpo Onírico junta sonho e natureza
Acervo e memória da dança em Pernambuco
O resgate do corpo ancestral
Entranhas e estranhas marcas: Dança, fêmeas, cicatrizes
Mostra de dança acaba com três espetáculos no Santa Isabel
Conceição em Nós: Dança retrata Morro
Capoeira vira patrimônio cultural e imaterial de Pernambuco
Mostra de dança tem DNA do frevo
Relacionamento abusivo vira espetáculo de dança “Eu Mulher”
Quando a dor do câncer vira dança
Dança sobre vida depois da morte
História de Brasília Teimosa vira dança
Entra apulso no palco: “Pode entrar”
Noite flamenca na terra do frevo
Quadrilhas ganham palcos
Chico Science redivivo
O homem de mola do Guerreiros do Passo
Jornada virtual, a dança da pandemia
Violetas da Aurora em movimento
Maracatu rural: as mulheres guerreiras
A única mestra de maracatu
Capiba, o gênio da música ganha espetáculo em sete ritmos
Cecília Brennand festeja mais um acerto do Aria Social com homenagem a Capiba
Capiba: Pelas ruas eu vou volta ao palco do Teatro Santa Isabel
Depois de arrebatar 75 prêmios, A Cor Púrpura faz temporada no Teatro do Parque
Mulheres viram atrizes ao levar peripécias da vida real para o palco

 Serviço
Data: 07 de Março (Quinta-Feira)
Evento: Raízes e Asas: Contos e Versos sobre elas
Com quem: Mila Puntel e Bruna Peixoto (Tapete Voador)
Horário: 20h
Onde:Teatro Hermilo Borba Filho 
Endereço: Cais do Apolo, 142, Bairro do Recife (Antigo)
Quanto: R$ 30 (inteira) – R$ 15 (meia)
 Classificação 13 anos

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Divulgação/Festival de Teatro Rosa dos Ventres

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.