Falta de segurança no Centro do Recife atinge de novo o Parque Treze de Maio: assaltos frequentes

 Falta de segurança no Centro do Recife atinge de novo o Parque Treze de Maio: assaltos frequentes

Compartilhe nas redes sociais…

Não tem jeito. Os nomes mudam – “Pacto pela Vida“, “Juntos pela Segurança” – mas os planos de defesa social se sucedem, e a sensação que o cidadão percebe é que está desprotegido, nas praias, nos bairros e, principalmente, no Centro do Recife, onde as pessoas vão às compras temendo surpresas como  furto de carteiras, celulares e também assaltos à mão armada.

O excesso desses tipos de ocorrência não se limita à área onde se concentra o comércio popular da cidade, como Boa Vista, Santo Antônio e São José. O problema atinge, também, as praças dessas localidades e até mesmo o Parque Treze de Maio, a maior área verde do centro. Além do furto de placas de ferro ou bronze e de peças em materiais que tenham valor de mercado, como o cobre, a onda de assaltos corre solta ali.

Morador do Centro e frequentador do Treze de Maio, o fotógrafo Genival Paparazzi já assistiu a várias ocorrências, sem que as vítimas tenham a quem apelar, pois a guarda municipal parece impotente para conter a ordem e nem sempre a Polícia Militar está por lá. “Há assaltos, consumo de drogas, moradores em situação de rua que abordam as pessoas e marginais armados, que assaltam sem dó”, diz. No evento da foto, pelo menos, a Guarda Municipal acionou a PM, que conduziu os meliantes à delegacia.

Paparazzi informa que os assaltos são comuns,  principalmente contra estudantes, idosos e mulheres. Moradores da Boa Vista relatam que durante as caminhadas, preferem deixar celular e dinheiro em casa, por conta das abordagens diárias. No dia desse assalto da foto, não tinha nenhum policial militar no Treze de Maio. Eles chegaram a chamado da guarda municipal, que presenciou o assalto. O Parque ganhará brevemente uma Praça da Criança. Mas desse jeito, fica difícil que pais e filhos se divirtam sem preocupação. Cadê o “Juntos pela Segurança”? E o “Recentro”, onde é que fica?

Aliás, nem só o Parque Treze de Maio enfrenta problemas como furtos e assaltos. São comuns, também, em Parques como Santana, Macaxeira e Caiara. Frequentadores do Parque da Jaqueira informam que ali também há abordagens frequentes. Amiga aqui do #OxeRecife teve o celular furtado enquanto caminhava . Há algum tempo, o meu filho, Thiago, colocou a bike no bicletário e foi correr.  Quando completou a primeira volta, a bicicleta já tinha sumido do local. Dá para acreditar? Isso dentro do parque, onde há guarda municipal. Mas, pelo que se vê, faz falta a presença de PMs em seu interior.

Leia também
Onze macacos são retirados do Parque Treze de Maio e podem voltar à vida selvagem
Macacos do Parque Treze de Maio ainda esperam por transferência para outros locais
Artista desafiam insegurança e fazem espetáculo no Parque Treze de Maio, no Centro
Parque Treze de Maio tem novos assaltos
Frequentadores reclamam da insegurança no Parque Treze de Maio
Pilhagem em  peças de bronze toma conta do Parque treze de maio
“Jaula” contra o vandalismo no Parque Treze de Maio
Pelos parques do Recife: Treze de Maio
O último lampião do Parque Treze de Maio
Dia de pão e paz no Treze de Maio
Treze de Maio: brinquedos com história
Exposição na Faculdade de Direito: O Recife através dos postais

Em parques famosos, ganso, patos e cisnessão atrações. No Recife, são retirados do Parque Treze de Maio

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Genival Paparazzi) / G.F.V Paparazzi / ZAP (81)995218132)/ gfvpaparazzi@gmail.com

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.