Extrema direita dissemina fake news culpando MST pela destruição do relógio doado a Dom João VI

Os extremistas de direita cometem seus crimes, golpeiam a democracia, depredam o patrimônio público e colocam a culpa na esquerda. Foi assim em  1981, durante a ditadura, quando uma bomba explodiu antes da hora no Riocentro (Rio de Janeiro),  onde 20 mil pessoas assistiam a um show da MPB, em comemoração ao Dia do Trabalho. Por conta do “acidente” com o artefato, um terrorista morreu e outo ficou ferido. Eram: um sargento e um capitão do Exército, respectivamente. Assim, o feitiço virou contra o feiticeiro e descobriu-se que a extrema-direita arquitetara o ato de terror para culpar a esquerda “subversiva”. Os terroristas que invadiram a Praça dos Três Poderes, em Brasília, já culparam os “infiltrados” do PT” e a “esquerda” pela barbárie de 8 de janeiro. Agora, a mais recente vítima das fake news é um jovem militante do MST do Paraná.

Extrema direita divulga fake news em que o terrorista e “bolsominion” da foto é apontado como militante do MST

Sua imagem vem sendo divulgada e associada a aquele vândalo que destruiu o relógio do século 17, fabricado do por Balthazar Martinot e que foi um presente da corte francesa a Dom João VI . Além de destruir uma peça rara, o vândalo ainda tentou quebrar as câmeras de segurança. Ele que vestia uma camisa preta, com a foto de … Jair Bolsonaro, ex Presidente da República, que não reconhece a derrota eleitoral, estimulando o golpe e disseminando notícias falsas, para desacreditar as instituições republicanas. O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST- que é historicamente ligado às esquerdas e ao Presidente Lula – divulgou uma nota através de suas redes sociais na qual denuncia “a circulação de uma montagem falsa em que um jovem do MST teria participado dos atos terroristas do dia 8 de janeiro, em Brasília”.

“O jovem Sem Terra que aparece na montagem é militante do MST do Paraná, estudante, e mora com a família em um acampamento. Não divulgaremos seu nome ou local de moradia para evitar uma exposição e um risco ainda maior à sua imagem”, diz o MST. Fisicamente parecido com o terrorista que destruiu o raro relógio, o sem terra vem sendo sua imagem associada à do golpista. “Por essa você não esperava”, diz a postagem criminosa. Mas é falso que ambos sejam a mesma pessoa.“É uma montagem grosseira, que mostra, mais uma vez, a utilização da mentira como uma das principais armas da extrema-direita brasileira. Neste caso, a tentativa é de ofuscar a gravidade dos crimes absurdos de invasão e depredação do Palácio da República, da sede do Supremo Tribunal Federal e do Congresso Nacional. O MST pede que não compartilhe a mentira.

“Vamos denunciar esse absurdo! Se você ver esta montagem circulando nas redes sociais, não comente nem compartilhe, para evitar novos engajamentos e crescimento do alcance da fake news. O que devemos fazer é DENUNCIAR O PERFIL OU A PÁGINA, para que seja retirada do ar por disseminação de conteúdo falso”. Por meio do Coletivo de Direitos Humanos do MST, o caso será levado à justiça, para responsabilizar “as pessoas que postaram esta mentira”. Após a vitória de Lula, também houve ataque da extrema-direita à uma das sedes do MST em Pernambuco, inclusive com pichação da suástica, símbolo do nazismo. “O MST defende a democracia e cobra a responsabilização dos vândalos, dos mandantes e dos financiadores dos atos antidemocráticos do dia 8 de janeiro.
Sem anistia! Basta de violência!

O vândalo que aparece na foto, aquele que destruiu o relógio doado pelo Rei Sol a Dom João VI finalmente foi preso. O golpista sem noção, que provocou grandes prejuízos ao patrimônio públicona barbárie na Praça dos Três Podees, no dia 8 de janeiro, foi preso finalmente, na segunda-feira, dia 23 de janeiro.

Leia  também
Extrema direita faz quebra quebra em Brasília e Lula decreta intervenção no Distrito Federal
Terroristas em Brasília: Atentado contra a democracia e contra o patrimônio cultural do país
Logotipo de governo lula é leve, colorida, democrática e dá recado de paz
Subida da rampa: “Mesmo longe me senti representado”
MST mobiliza assentamentos e sociedade para levar mesa de natal farta aos famintos
Grupos de extrema direita invadem a sede do centro de treinamento do MST: mito e suástica
Lula chega ao Nordeste, visita políticos e vai ao MST
Deustchland uber alles: Slogan de Hitler inspira Brasil acima de tudo de Bolsonaro
Grupos de extrema direita invadem a sede do centro de treinamento do MST: mito e suástica
O troféu de Pinóquio é de quem?
Campanha eleitoral: falta de propostas, desrespeito ao estado laico, sordidez, pedofilia
Dia do Nordestino: #nordestecomlula contra o fascismo tropical
Mais um petista morto por um bolsonarista
Um bufão no poder: Livro analisa negacionismo, catastrofrismo e messianismo em Bolsonaro
No Recife, o grito dos excluídos: “Queremos nosso país de volta”
Entardecer  patriótico: Festa impecável  para comemorar o Bicentenário
Bolsonaro repete machismo e misoginia
Homenagem de Bolsonaro a ele mesmo: autopromoção indevida e arrogante
Eleições: Não é difícil prever o que vem por aí
Ditadura e tortura pertencem ao passado
Carta em defesa da democracia será lida na Faculdade de Direito
Notícia falsa sobre descobrimento é retirada do ar
Velório: Índios prestam comovente homenagem
Tragédia na Amazônia: Bruno Pereira e Dom Presentes
Thiago Lucas: Morte e vida Severina e a geografia da fome no Brasil 2022
Historiador Marco Mondaini: As portas do inferno continuarão escancaradas
O Grito dos excluídos e excluídas
Finalmente o que faz Bolsonaro em Pernambuco?
Bolsonaro e a derrota do voto de cabresto
Ministério Público Federal levanta dúvidas sobre morte de Cabo Anselmo e faz diligências
Peça sobre Soledad Barrett, assassinada grávida pela ditadura, em temporada na Espnha
Chalé do Sítio da Trindade muda de cor e vai abrigar o Memorial da Verdade
Memórial da Democracia, Sítio Trindade reverencia Paulo Freire
Ministério Público não quer homenagem a militar da ditadura em prédio do Exército
Nazista bom é nazista morto chama atenção em muro do Exército
Ministério Público recomenda que não se comemore o 31 de Março nos quartéis
Filme revive fatos da ditadura de 1964
Livro oportuno sobre a ditadura (que o Presidente eleito diz que nunca existiu)
Lição de história sobre ditadura no Olha! Recife

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: redes sociais

One comment

  1. Parabéns ao OxeRecife pela reportagem esclarecendo sobre mais uma fake news de terroristas golpistas! É preciso que o jornalismo ético esteja atento à veiculação de notícias mentirosas que têm como objetivo a desestabilização de nossa democracia. Louvemos esse espaço de jornalismo ético e corajoso e que cumpre com sua missão de defesa de nossa democracia!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.