ExpoTear tem segunda edição no sábado (8/10) e movimenta a tarde no Poço da Panela

 ExpoTear tem segunda edição no sábado (8/10) e movimenta a tarde no Poço da Panela

Compartilhe nas redes sociais…

Vem aí mais uma edição da  ExpoTear, evento cuja primeira versão, no mês de agosto, foi um sucesso.  A iniciativa resulta de parceria entre o Território das Artes e a Livraria Cultura Nordestina, que virou um Ponto de Cultura, e que  fica na Rua Luiz Guimarães, 555, no Poço da Panela. O horário da ExpoTear será de 14h às 20h, e o acesso é gratuito. O evento tem por objetivo mostrar a criatividade de empreendedores pernambucanos, sejam artistas, artesãos, cantadores, poetas, profissionais da gastronomia. E virou mais uma oportunidade para rever e reencontrar velhos amigos, tão isolados que estivemos na crise sanitária.

Também representa uma oportunidade para fomentar na criançada o amor aos livros e à cultura, principalmente a nordestina. Ao todo, serão 23 participantes, mas a convidada dessa edição é Ester Bispo, artesã conhecida pela produção de moda, seja em confecção ou adereços (colares, faixas para chapéu, para cabelo). Ela  participa há 22 anos da Fenearte e marca sempre presença em eventos de economia criativa, inclusive no próprio bairro do Poço da Panela, onde já expôs várias vezes no Poço das Artes.  A ExpoTear terá o espaço CaféTear, com petiscos, sanduíches, bebidas e microfone aberto. Isso para performances, anúncios, cantores. Sejam profissionais ou amadores. Quer cantar? O microfone está livre, disponível para todos, poetas, cantadores.

O bordado é uma das especialidades de Ester Bispo, convidada da segunda edição da ExpoTear.

O público infantil não foi esquecido. A contadora de histórias Vera Nóbrega (foto de camisa vermelha) se apresenta com o Projeto Beijo no Livro,  que adota como slogan “Faça do livro seu brinquedo”. Além de ouvir histórias – iniciativa bem oportuna, às vésperas do Dia da Criança – a meninada ainda contará com atividades como pinturinha, modelagem, cantigas, criação de personagens. Importante: as crianças contarão com uma diversão cada vez mais rara nesses tempos de verticalização das cidades e temor de violência.

É que a meninada, hoje, vive confinada em apartamento. Não mais sabe o que significam as “brincadeiras de rua” como nos saudosos tempos de nossa infância, quando a garotada ganhava a rua para jogar bola de gude, brincar de Academia ou Amarelinha, Passarás, Quatro Cantos, Garrafão, Cabra Cega e sabia de cor cancioneiro infantil com Atirei o Pau no Gato, Seu Francisco entrou na roda, Ciranda Cirandinha. Confira a relação de demais participantes: André Inventor, Ateliê das Marias, Barbara Kreuzig, Cláudia Angelo, Cléa Rocha, Cristianne Guerra, Crochê da Ceça, Desalinho, Dilma Lacerda, Divino Aroma, Edjane Monteiro, Edson Luiz Marques, Ester Bispo, Fátima Dizeu, Fátima Mafra, Graça Vasconcelos, Lelia Fajardo, Leonardo Abreu, Leopoldina Feitosa, Lysia Inojosa, Natália Oliveira, Rosana Kitover, Vera Nóbrega. A curadoria é das arquitetas Barbara Kreuzig, Lysia Inojosa, Graça Vasconcelos e Salete Rêgo Barros. Realização do Território das Artes e Ponto de Cultura Nordestina Letras & Artes

Leia também
Poço da Panela: Cultura Nordestina tem Expotear
Feira NaFoz em Apipucos
Cultura nordestina para dar e vender
A Índia chegou na Cultura Nordestina
Apipucos: Casa Museu Magdalena-Gilberto Freyre tem feira  Na Foz
Maciel Melo: Caboclo sonhador vira garoto do calendário
As Severinas na Festa do Umbu
Umbuzeiro é refrigério do Sertão
Quilombo Águas Claras reforça tradições culturais
Com  gosto de café amargo
Festival de Cantoria e Cantadores
O florescer de Fabiana Santiago: “Eu sou o Sertão”
Ubuntu, tão longe tão perto
O replantio de Paulo Soares
Livro: Quinteto Violado, 50 anos
Josildo Sá canta em outro ritmos
Silvério Pessoa e Josildo Sá: o encontro do canavial com a caatinga
Forró transmite valores bonitos, empáticos e solidários
Carnaíba e o centenário de José Dantas
Nando Cordel: forró e música espiritual
Dedé Monteiro, o Papa da Poesia
Violeiros, cantadores e poetas em feira
Festival movimenta Sertão dos Poetas
Compre um livro e ganhe dois cordéis
Carnaíba e centenário de José Dantas
Exu faz festa para lembrar Gonzagão
Gravatá tem festival de arte e resistência
Josildo Sá: forró, frevo e romantismo
Xangai e Maciel Melo em Boa Viagem
Quinteto Violado, 50 anos
J.Borges lança três álbuns inéditos
Cais do Sertão mostra arte de J.Borges
O mundo fantástico de J.Borges
Samico: O devorador de estrelas
Exposição: O Sertão virou mar no Cais
Esgotado, livro “Estrelas de Couro: a estética do cangaço” é relançado
Lampião, bandido, herói ou história?
Lampião e o cangaço: fashion e social
No Sertão, na trilha de Lampião
Massacre de Angicos em palco ao ar livre
Duas costureiras e dois maridos: um cangaceiro e um gay
Filme gratuito na Academia Pernambucana de Letra
Livro conta lendas do Sertão
Memórias afetivas, praia do Sertão, rendas de bilro e primeiro amor
O Sertão no Coração de Pedra de Carol
O bode dançarino do Sertão
É sempre tempo de reisado no Sertão
Missa do Vaqueiro: do Sertão ao Cais
Os misteriosos tabaqueiros do Sertão
Caretas, caiporas e tabaqueiros
Cais do Sertão mostra arte de J.Borges Borges
Samico, o devorador de estrelas
Tributo a Altino Alagoano, que não era ele. Era ela: “O viulino do diabo”

Serviço
Evento: Segunda edição da Expotear
Onde: Cultura Nordestina, Rua Luiz Guimarães, 555, Poço da Panela
Quando: Sábado, 8 de outubro
Horário: Das 14h às 20h
Quanto: acesso gratuito

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Divulgação

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.