Dobradiça: Arte visual em discussão

Sábado de muito movimento, para quem vivencia as artes plásticas, fazendo, admirando, discutindo. A partir de hoje (16/10), a capital pernambucana sedia o Dobradiça – 1º Encontro do Circuito Independente de Artes Visuais do Recife. O evento gratuito ocorre na Galeria Maumau, no bairro do Espinheiro

E contará com realização de palestras online e presenciais, oficinas, intervenções artísticas e discussões sobre a importância da manutenção dos coletivos de arte. As inscrições para participação nas atividades seguem abertas por meio do Instagram da Galeria Maumau (@maumaugaleria) ou pelo site www.maumaugaleria.com.

No sábado, de 9h às 17h, o Coletivo Pão e Tinta – de muita atuação na arte urbana da cidade – apresenta Introdução às técnicas artísticas.  A oficina e intervenção terá orientação de Mila Barros, ShellOsmo e Cigana. No domingo (17), das 9h às 11h, Victor Limår, do Coletivo Carni, oferece a Prática de dança afro contemporânea.

O primeiro fim de semana do projeto Dobradiça se encerra com a oficina e intervenção Risco dobrado, das 14h às 18h, com Bruna Raphaella e Vi Brasil, do Grupo Risco!. A partir das 16h30, haverá uma sessão com transmissão online aberta ao público. Nascido em Curitiba, o artista visual, ativista cultural, pesquisador, crítico, curador e produtor Newton Goto (foto) abre a série de palestras, na terça (19), às 19h, por meio de videoconferência, com o tema Circuitos autônomos nas artes visuais: reflexões, articulações, desejos, ativismos.

Para Goto, um evento como o Dobradiça assinala uma das muitas ações que devem ser trabalhadas a fim de reconstruir tramas e redes de diálogo, de sociabilidade e de produção reflexiva e prática que afirmem a riqueza e a diversidade da cultura brasileira, sua memória e contemporaneidade atreladas ao espírito de liberdade e de engajamento social. “Especialmente num momento de intensa destruição das instituições e políticas públicas brasileiras protagonizada pelo próprio (des)governo federal, com forte impacto negativo nas políticas públicas para as artes e culturas”, enfatiza o artista. O  Dobradiça  é financiado pelo Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura-PE) e está inserido no Sistema de Incentivo à Cultura (SIC-PE), do Governo de Pernambuco.

Leia também
Grafitagem na pista de skate na praia
Grafitagem contra o vandalismo
Grafitagem inibe pichadores no Recife
Vamos de arte urbana no Olha! Recife
Grafite estimula o empreendedorismo
Colorido degradê na Ponte do Pina
Os novos artistas da pandemia
Rafa Matos: Plante amor, colha o bem
Pina ganha novo espaço cultural no Pina
Mercado criativo no Espinheiro
Mudanças malucas no Espinheiro
Passa Disco agora é no Espinheiro
O “rio” de João Cabral na Passa Disco
Consumo consciente na XepaCult

Serviço
O quê: Dobradiça – 1º Encontro do Circuito Independente de Artes Visuais do Recife
Quando: De 16 e 24 de outubro, com atividades online presenciais
Onde: Galeria Maumau
Quanto: Gratuito
Programação completa: www.maumaugaleria.com 

Texto:  Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Divulgação

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.