Dia das Mães é também Dia dos Filhos

O Dia das Mães – que se comemora no domingo – devia ser, também, o Dia dos Filhos. Pois são muitas as alegrias que nos dão. No meu caso, começaria pelo caçula Thiago, o único que ainda reside comigo. E que, quando criança (com cinco ou seis anos), costumava dizer: “Você merece o Oscar da boa mãe”. Ainda hoje, vive a me brindar com exageros como  “você é um anjo”e “você é minha rainha”. De Juliana, a filha do meio, tenho vários bilhetinhos guardados: “Te amo, Mamy”. E de Joana Carolina, a mais velha, fica sempre na mente a frase que nunca esqueço: “Mãe, você é minha melhor amiga”. Então, vale sim, a pena ser mãe.  É muito gratificante. No meu caso, além de mãe, avó de Henrique, Alice e César (gêmeos), Maria Letícia e Carlinhos.  Os três primeiros, de Joana com meu genro, Fernando Amorim. Os dois últimos de Juliana, com Carlos Augusto Costa.  Os genros são hoje, também, como se fossem filhos.

Durante toda a minha vida tive uma profissão de risco. Viajava sempre a trabalho, por estradas às vezes perigosas. E também , de barco ou avião. Temia um acidente fatal em uma dessas viagens, que me tirasse o direito de ver os filhos crescerem. Mas Deus é grande, e atendeu às minhas preces.  Felizmente, mesmo com o pé na estrada e diante de algumas ameaças que todo repórter recebe por conta da natureza do ofício,  pude, então, cumprir essa missão, uma das muitas que a vida nos oferece.  Esse Dia das Mães, em plena pandemia, será um dia de muito cuidado, de cautela e, sobretudo, sem beijos e abraços. Ou de abraços limitados. Pois o distanciamento é necessário, porque o coronavírus está ai, contaminando e ceifando vidas.Ou seja, uma situação bem diferente daquela vivenciada em 2017 (foto superior), com todo mundo bem à vontade.  Também é o Dia em que o comércio fatura bem, porque todo mundo gosta de presentear aquela que lhe deu a vida, ou que lhe “pôs no mundo”, como dizia a minha mãe, já falecida.

Reuniões em família estão mais raras devido à pandemia mas ocorrem em datas especiais. Outubro de 2020.

Mas se minha mãe se foi, eu tenho uma segunda mãe, maravilhosa, minha Tia Conceição, que aprendi a amar desde pequena, pelo carinho e atenção que sempre me dedicou. Desde o início da pandemia que não a visito, por precaução. Morrendo de saudade. Nesta semana, ela me enviou de presente um potinho com compota de banana, aquele doce com a fruta cortada em rodinhas que ela faz como ninguém, e que sabe ser o meu preferido. Claro, esqueci o regime,  e detonei o doce com todo gosto, saboreando cada colherada. Cancão, como os sobrinhos a chamam, é uma pessoa maravilhosa, que, para mim, merece ser lembrada nesse dia tão cheio de significados. Ela tem seus próprios filhos, netos e bisnetos. Mas que trata sobrinhos como se fossem, também, filhos seus.

Quanto aos presentes, os shopping centers estão cheios de promoções, de sugestões, de vitrines decoradas com corações. Em todos os lugares, há presentes criativos de sobra, como as cestas com café matinal, um jarro com flores (orquídeas, rosas, lírios), sementes para plantar, peças de artesanato, um bolo gostoso ou até mesmo um sonho de valsa com um cartão bonito. Tudo vale a pena, “quando a alma não é pequena”, como dizia o poeta Fernando Pessoa.  E quando envolve emoção e sentimento. Quem quer dar peças feitas manualmente, pode escolher de muito bom gosto no Centro de Artesanato de Pernambuco, que mantém uma lojinha no Plaza Shopping, na Zona Norte do Recife. As peças contam com boa curadoria  e entre as artesãs, quase todas são mães.

Foto antiga, feita pela amiga Paula Simas, em momento de descontração do trio de filhos em casa, Apipucos

No Plaza Shopping, onde fica uma de suas lojas, há uma mini exposição de peças produzidos por diversos artistas pernambucanos nas três entradas do mall (Pisos L1, L2 e L3) até domingo (9/5). O mimo especial também incentiva/apoia a arte produzida no estado. Já o Shopping Tacaruna preparou uma ação especial para o público que for ao mall comprar os presentes para o Dia das Mães ou ainda que optar fazer as compras pelo Tacaruna Online, plataforma de vendas digital do Tacaruna (www.tacarunaonline.com.br). Além das compras, os clientes também poderão presentear as respectivas mães  com um presente exclusivo através de uma promoção compre e ganhe.

De 29 de abril até enquanto durar o estoque, o cliente que efetuar compras nas lojas participantes da promoção “Dia das Mães 2021”, no valor igual ou superior a R$ 250,00, ganhará um kit com copo de acrílico, canudo, nécessaire e caixa personalizada. Para retirar o kit no Tacaruna, é necessário apresentar as notas fiscais das compras no balcão de trocas, localizado na Praça de Eventos do mall. A participação na promoção é limitada a um brinde por CPF. O Shopping Recife e o RioMar também estão cheio de dicas. E até facilidades para quem prefere  fazer compras virtuais, para evitar o risco de aglomerações.

Já a Prefeitura do Recife preparou uma surpresa para as mães que preferem um programa ecológico, como visitar  o Jardim Botânico do Recife, no domingo a elas dedicado. As primeiras 100 mães que visitarem o Jardim Botânico do Recife (JBR) serão presenteadas com mudas de plantas ornamentais e medicinais. Entre as primeiras, a Dracena Vermelha,  Dracena Baby, Dracena Verde, Dracena Variegatum e Viuvinha. Já as mudas medicinais serão: Artemísia, Capim Santo,  Erva Cidreira, Erva Babosa e Alho do Mato. Além da homenagem, a iniciativa levará mais beleza, harmonia e cor para a casa dos visitantes através do cultivo das mudas doadas.

Nos links abaixo, você pode conferir outras reportagens sobre Mãe.

Leia  também:
No Dia das Mães, Vovó Cici (80) vai da Bahia ao Rio de Janeiro, visitar a sua (de 104)
Entre a pandemia e o Dia das Mães
Frevioca no Dia das Mães
Com shopping centers fechados, Dia das Mães vai ser no delivery
Dia das Mães: Programa ecológico
Dia das Mães: Presidentes criativos
Dia das Mães: Canto, piano, violão
Parada Criativa no Dia das Mães
Artesanato para o dia das Mães
Mãe por todas
Preguiça salva filhote de incêndio, mesmo queimada na boca, pelos e nariz
Preguiça, mãe heroína perde bebê depois de proteger o filho do fogo
Bebê preguiça órfão arranja mãe adotiva no Parque de Dois Irmãos

 

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Álbum de família

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.