Coroa e joias novas para a Padroeira

 Coroa e joias novas para a Padroeira

Compartilhe nas redes sociais…

A festa já começou. Desde as 9h de hoje, centenas de pessoas acorrem ao bairro de Santo Antônio, para reverenciar a Padroeira do Recife, Nossa Senhora do Carmo, que em 2022 voltará às ruas com sua tradicional procissão, que ocorre tradicionalmente no dia 16 de julho, feriado dedicado à Santa. A Festa de Nossa Senhora do Carmo completa 326 anos em 2022, quando celebra, também, o centenário da Basílica do Carmo do Recife, que foi elevada à condição de Basílica Menor, em 1922, através de decreto do Papa Bento XV. O templo, no entanto, é bem mais antigo. Começou a ser construído em 1665. Já Nossa Senhora do Carmo virou Padroeira do Recife desde 1908.

A festa este ano tem como tema “Ave, Virgem do Carmo, Mãe e Imagem da Igreja, Teu povo em festa celebra o Pão da Vida”. E como lema “Todos eles perseveraram unânimes na oração, juntamente com Maria Mãe de Jesus”. A temática tem a ver com outro evento religioso, o 18º Congresso Eucarístico Nacional (CEN), que acontece no Recife entre os dias 11 e 15 de novembro, tendo como tema “Pão em todas as mesas”. Até o final da Festa, 103 missas serão celebradas no interior da Basílica e também no claustro. Além do descerramento das placas de proclamação solene e do decreto do Papa elevando a Igreja do Carmo à condição de Basília Menor, essa quarta-feira será revestida de bonitas cerimônias, como a descida da coroa e das demais joias de Nossa Senhora do Carmo (escapulário e cetro), além do manto e da coroa da imagem do Menino Jesus.  Eles aparecerão na capela central da igreja. E às 12h, haverá missa de coroação da imagem de Nossa Senhora o Carmo e também a coroação do novo manto do Menino Jesus. A nova coroa da Santa e do Menino Jesus foram especialmente produzidos para o Centenário.

A procissão do próximo dia 16 de julho está programada para percorrer as ruas do centro, a partir das 16h30. O roteiro a ser seguido: Avenida Nossa Senhora do Carmo e Martins de Barros, Praça da República, Rua do Sol, Avenidas Guararapes e Dantas Barreto. Por dois anos, o cortejo foi suspenso, devido à crise sanitária.

Confira o vídeo no canal do #OxeRecife no Youtube

Leia também
Festa de Nossa Senhora do Carmo: “Somos todos pedras vivas”
O novo manto da Flor do Carmelo
Festa do Carmo terá “lives” de shows
#RecifeEmergênciaClimática (3), Covid e Festa do Carmo
Pandemia: Festa da Padroeira começa sem direito a procissão nem igreja cheia
Pandemia:  festa da padroeira sem procissão pela primeira vez em 324 anos
Pandemia:  Procissão de São Pedro sai sem cortejo, só com o andor
Procissão dos Santos Juninos: entre a esperança e a pandemia
Procissão dos Santos Juninos vai descer o Morro só como andor
Sinos novos na Basílica do Carmo
Sessão Recife Nostalgia: a coroação da Rainha do Recife
Silenciosa relíquia dos tempos de Nassau
Exposição conta a história da Rainha do Recife
O que há de inédito nessas fotos?
Procissão tem três tios elétricos
Festa religiosa movimenta o Recife
Com Hans, entre o barroco e o rococó
A menor igreja de Olinda?
Rua da Conceição e relíquias religiosas
Uma pérola na comunidade do Pilar
A Igreja sem história
Minha tarde no Olha! Recife (1)
Basílicas, palacetes, Brasília Teimosa
Pedra, mata e paz religiosa

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Sacerdos Photo

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.