“Como pipoca no óleo quente”: Armazém do Campo exibe hoje à noite “curtinhas” pela democracia

Enquanto os aliados de Jair Bolsonaro ostentam fuzis, munições, “boiadas”, destilam ódio, fake news e discursos de extrema direita, a militância de Lula está em busca da paz, da democracia, da manutenção dos direitos civis, de um país mais justo. E usam  “armas” bem mais sadias com característica comum: a criatividade. Ela pode estar presente em postagens irônicas nas redes sociais,  em totens do presidenciável (como o Lulinha) que têm até agenda a cumprir, ou bonecos confeccionados com materiais recicláveis (como o Lulão). Lulinha e Lulão marcaram presença em bandeiraços, adesivaços, concentrações durante toda a campanha eleitoral, no primeiro e no segundo turno. Nem mesmo o cinema pernambucano ficou de fora, produzindo curtinhas em série, como “pipocas no óleo quente”, de olho na defesa da democracia. E os mini vídeos estão pipocando mesmo nas redes sociais. Até Lula, recebeu as mini produções de presente de aniversário.

Lulão (boneco menor) e Lulinha (totem maior, de terno) fizeram sucesso na campanha eleitoral. Tinham até agenda.

O ativismo cultural está movimentado. Foram treze curtinhas produzidos ao longo de três semanas, que estão circulando e fazendo sucesso nas redes sociais, sem que se saiba que são “Made in PE”. Na noite dessa sexta-feira (29/10),  os curtinhas pró-Lula e, portanto, pró-democracia, serão exibidos no Armazém do Campo, onde será colocado um telão.  O Armazém do Campo fica na Avenida Martins de Barros, 387, Santo Antônio. E, como se sabe,  virou um ponto de resistência democrática e de ativismo político e social no Recife, marcando também atuação em ações contra a fome. “Os curtinhas foram idealizados após discussões no Comitê Popular de Criação e Conteúdo, e  produzidos em regime de guerrilha cultural”, afirma a produtora Tactiana Braga. Os treze foram enviados a Lula, no dia da comemoração do seu aniversário. “Um presente para Lula, que atuou em defesa do setor cultural quando Presidente.

Entre os filmes que serão exibidos na noite dessa sexta, a dois dias do segundo turno da eleição, estão: Vote em Lula e ganhe um beijo (direção de Gus Arruda Lins); Perdeu meu voto! (direção de Vitória Vasconcelos); Vídeo Urna- Centro do Recife (Perfomance de Cláudio Ferrario; Defesa da Democracia Brasileira e Americana (Paulo de Andrade); Bolsonaro me ferrou (direção Mannu Costa); A Feira (Ana Carolina Queiroz e Mannu Costa); O Brasil precisa de você (Direção PV Ferraz e Vitória Vasconcelos); Iniciamos um novo ciclo (Argumento de Tactiana Braga e direção de Brenda Lígia e Marcelo Costa). Para a turma que faz cinema no Recife, a mostra a ser exibida na noite de hoje mostra o que tem “sido um exercício criativo dos profissionais do áudio visual pela democracia em prol da campanha de Lula”.

Em comum, os curtinhas tecem críticas à gestão de extrema-direita do ex-capitão, que deixa como herança um retrocesso em conquistas sociais, ambientais, culturais. E mesmo na cultura de paz, à medida que fomenta o ódio. Alguns curtinhas mostram muita leveza como o da moça que encontra o ex-namorado, ex-bolsonarista, o qual ganha um beijo ao confessar a ela que mudou de voto, para Lula.  Outro, mostra o tio e o sobrinho, dialogando enquanto pintam uma parede e dizendo porque votam no petista. Já um outro exibe um problema que, hoje, mexe com o bolso de todos os brasileiros: a inflação. Tem também aquele no qual o eleitor fica sabendo que “o Brasil precisa de você”, conclamando a população a optar por um país socialmente mais justo.

Os dois que figuram nessa página é “Vote em Lula e ganhe um beijo“, curtinha leve e engraçado, porém com mensagem bem interessante e totalmente politizado, claro. Se assim não fosse, não era da guerrilha cultural recifense. O outro, O Brasil precisa de você, é mais contundente. Inspira-se no retorno da fome, redução de investimentos nas áreas sociais, cortes no orçamento da Farmácia Popular e construção de habitações populares. Sem deixar de lado as críticas contra a inflação. E viva à nossa cultura, ao cinema recifense, pernambucano, brasileiro. Viva ao MCP de saudosa memória e à guerrilha cultural de 2022. Até o  próximo domingo, o #OxeRecife estará dando divulgação aos curtinhas, como “pipoca no óleo quente”. Sobre a guerrilha, o #OxeRecife procurou alguns dos integrantes – incluindo Pedro Severien, agora Severino e Tathi Almeida – mas infelizmente os celulares estavam, todos, na caixa postal. E o tempo corre…..

Abaixo, você confere outros links sobre o Brasil, Lula, Pernambuco, cinema, democracia.

Leia também
Sósia de Lula, totem Lulinha faz sucesso nas ruas do Recife e cumpre até movimentada agenda
Festa para lula vira mar vermelho
Diante da ameaça das ameaças, Marina Silva anuncia apoio a Lula de quem se afastou em 2006
Simone Tebet tenta faturar em cima da polarização
Pedro Severien, agora Severino, estreia “Fim de semana selvagem” em SP
Caetés, onde lula nasceu e tinha lombrigas ganha cistenas e água purificada com luz do sol
Humberto Costa coordena campanha de Lula no estado
Lula: Voltando porque tudo que a gente fez foi destruído
Lula faz alerta contra fake news
Lula passa dois dias em Pernambuco
Lula passa dois dias em Pernambuco
Cícero Belmar: Lula e os baobás eternos
Lula chega ao Nordeste, encontra políticos no Recife e amanhã vai ao MST
Lula aos 74, com “tesão de 20 para lutar contra a canalhada no Brasil”
Festival Lula Livre vira carnaval
Festival Lula Livre já começou
Ditadura e tortura pertencem ao passado. Estado de direito sempre.Viva a democracia
Expectativa, recomeço do horário eleitoral gratuito e a difícil decisão de Raquel Lyra: Lula ou Bolsonaro?
Institutos de Pesquisas falharam muito acima da chamada margem de erroTexto:

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: MST e redes sociais
Vídeos : Gus Arruda Lins (Vote em Lula e ganhe um beijo); O Brasil precisa de você (PV Ferraz e Vitória Vasconcelos)

Continue lendo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.