Começa nessa quarta a Fenearte: “Loiceiros de Pernambuco – A arte da terra, poesia das mãos”

 Começa nessa quarta a Fenearte: “Loiceiros de Pernambuco – A arte da terra, poesia das mãos”

Compartilhe nas redes sociais…

Começa hoje a 23ª edição da Feira Nacional de Negócios do Artesanato, a maior do gênero na América Latina, que ocupa uma área de 25 mil metros quadrados do pavilhão do Centro de Convenções de Pernambuco. A abertura da Fenearte ocorre às 15h e o evento se prolonga até o dia 16 de julho, período em que deve ser visitado por 300 mil pessoas e movimentar R$ 40 milhões, cinco vezes a mais do que o volume investido pelos organizadores.

Os números da Fenearte falam pela dimensão do evento. São 5 mil expositores de todos os estados brasileiros e de mais 27 países de todos os continentes. Eles ocuparão 305 estandes distribuídos em 30 setores.  Pernambuco, que é um dos estados com artesanato mais rico e diversificado do país, está representado com a presença de 73 municípios, oito etnias indígenas e 40 associações. O estado ainda tem expositores no estande do Sebrae, no qual há também representações de Minas Gerais, Amazonas, Ceará, Rio Grande do Norte e Espírito Santo. Esse ano o destaque vai para a produção tradicional de cerâmicas no estado (foto acima) e até há uma expô da fotógrafa Ana Araújo sobre o assunto.

Circuito Fenearte ocupa 50 espaços do Recife e Olinda, extrapolando os limites do Cecon. Cais do Sertão é um deles

Ou seja, em 2023, o tema da Fenearte é Loiceiros de Pernambuco – Arte da Terra, Poesia das Mãos, uma homenagem à tradicional arte do trabalho cerâmico, tão impregnado na cultura do estado e que vem a ser herança dos povos indígenas. Por esse motivo, o tema está  presente na exposição de fotografias “As Loiceiras de Tacaratu – A Arte Milenar das Mulheres do Meu Sertão”, da fotógrafa Ana Araújo, que passou a infância e a adolescência naquele município, localizado a 450 quilômetros do Recife, e que é conhecido pela produção de cerâmica utilitária, saber difundido pelos pankararus que lá habitam. A expô fica no mezanino do Cecon e vale a pena ser visitada. Não só porque Ana Araújo é uma excelente profissional, como também para que as populações urbanas conheçam e valorizem aquele saber tradicional.

Também há atividades no Espaço Janete Costa (rodas de conversa e palestras, no qual continua o projeto “Conversas Instigantes”), e no qual haverá lançamentos de livros relacionados com o artesanato. A programação conta com shows diários no Palco Cultura Popular e também no Palco alternativo. A Passarela Fnearte  tem desfiles de moda (com muita coisa feita no nosso estado). E o que não falta são oficinas de artesanato: cerâmica, como a fabricação de utilitários; técnicas têxteis como o macramê e a renascença); reaproveitamento de materiais, como bordado com sacolas plásticas, e produção de instrumentos percussivos a partir da sucata.  O Espaço Gastronômico também tem novidade, com exaltação à cozinha local (Pernambuco à mesa).  Além dos restaurantes, estão previstas 16 aulas shows. A maior novidade da edição atual, no entanto, é que a Fenearte extrapola os limites do Cecon, com o Circuito Fenearte, que ocupa 50 espaços culturais do Recife e Olinda, entre restaurantes, ateliês, galerias, museus, restaurantes. O Circuito Fenearte ganhará no #OxeRecife um post à parte, com todo o serviço, para orientar o público. A Fenearte abre oficialmente às 15h, com a presença da Governadora Raquel Lyra.

Leia também
Loiceiras e circuito Fenearte com ocupação denovos espaços são novidades da Fenearte
Fenearte inclusiva: Primeira pizzaria do mundo com jovens com síndrome de Down
O movimento mangue na moda é o assunto do dia na Fenearte
Fenearte está bombando
Começa a Fenearte: A festa para os olhos
Fenearte vai bombar com manguebeat

Fenearte está bombando
Começa a Fenearte: A festa para os olhos
Fenearte vai bombar com manguebeat
Corra que a Fenearte acaba hoje
Alunos fazem aplicativo para Fenearte
A vez dos reciclados na Fenearte
Prestigie artesãos do Recife na Fenearte
Moda sustentável na Fenearte
Corra que a Fenearte acaba hoje
Ganzá inspira praça premiada
Alunos fazem aplicativo para a Fenearte
Os santos de Ribamar na Fenearte
Prestigie os artesãos do Recife na Fenearte
Dia de fazer garimpo na Fenearte
O mané gosto de Saúba
Centro de Artesanato de Pernambuco ganha livraria
Plaza Shopping ganha loja de artesanato
Que tal dar artesanato no Natal?
Artesanato baratinho no Sítio Trindade
Fenearte também é ressocialização
Dia do artesão: Viva Miro dos Bonecos
Miro e o show dos seus bonecos
A Serra Pelada de Sinha é só riqueza
São Francisco, natureza e artesanato
Dia do Artesão: Viva Miro dos Bonecos
O Mané Gostoso de Saúba
Fotógrafos documentam mamulengos
Moda pernambucana no Marco Zero
Eduardo Ferreira lança Coleção Aláfia
Combo X revive Manguebeat no Capibar

Serviço
23ª Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte)
Quando: 5 a 16 de julho
Onde: Centro de Convenções de Pernambuco
Horário: 14h às 22h – de segunda sexta-feira; 10h às 22h – sábado e domingo
Valores dos ingressos: segunda a quinta-feira – R$ 12 (inteira) e R$ 6 (meia); sexta, sábado e domingo – R$ 16 (inteira) e R$ 8 (meia)
Pontos de venda dos ingressos: bilheteria da Fenearte; Centro de Artesanato de Pernambuco (Armazém 11, s/n, Bairro do Recife); Shopping Boa Vista (Quiosque Ingresso Prime – Pito Térreo em frente a Casa Piu); Shopping Plaza (Loja Cabrolando – Piso L2 ao lado da Loccitane); Shopping Recife (Loja Ingresso Prime – Alameda de Serviço); Shopping RioMar (Quiosque Ingresso Prime – Piso Térreo em frente a Kinitos); Shopping Tacaruna (Quiosque Ingresso – Piso L1 em frente a Riachuello); Shopping Guararapes (Loja Artesanato Jaboatão – Ao lado do Game Station);  Shopping North Way Paulista (Quiosque Ingresso Prime  – Piso L1 em frente a C&A) e Shopping Caruaru (Loja Ingresso Prime – Pisto Térreo ao ao lado da Kopenhagen).

TRASLADOS
Segunda a sexta, das 13h às 23h
Sábados e domingos, das 9h às 23h
Shopping Tacaruna – serviço de micro-ônibus gratuito a cada 15 min do shopping até o Cecon-PE, e vice-versa
RioMar Shopping – serviço de micro-ônibus gratuito a cada 30 min do shopping até o Cecon-PE, e vice-versa

ACESSIBILIDADE
Pessoas com deficiência sensorial (cegas ou com baixa visão, e surdas ou ensurdecidas falantes de Libras) e pessoas neurodivergentes (com TEA, TDAH, T21, entre outros transtornos) podem participar de visita guiada com audiodescrição ou interpretação de Libras. De segunda a sexta, das 14h às 17H, e aos sábados e domingos, das 10h às 13h. Para agendar a visita, é preciso enviar mensagem de texto para o WhatsApp 81 99829-3460.

MEIA-ENTRADA
Estudantes, Idosos (Pessoas com mais de 60 anos), Jovens pertencentes à família de baixa renda (de 15 a 29 anos – com apresentação do Cartão do ID JOVEM), Pessoas Transplantadas, Doadores de Órgãos ou Tecidos, Doadores Regulares de Sangue ou Medula Óssea, Professores dos sistemas Federal, Estadual e Municipal de ensino e servidores do Sistema Estadual de Ensino, Portadores de Câncer (e acompanhante, quando necessário), Crianças entre 07 e 12 anos.
GRATUIDADE
Portadores de Deficiência (e acompanhante, quando necessário) e Crianças menores de 07 anos, Portadores da Carteira de Artesão de PE.
Obs: gratuidades precisam fazer credenciamento no balcão de informação.

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos:  Ana Araújo (foto da exposição “Loiceiras de Tacaratu) e @andreylucas / Divulgação

Posts Relacionados

2 Comments

  • Excelente texto para uma Fenearte que promete ser mais um sucesso e orgulho para PE e todo Brasil!

  • Show Letícia, precisas informações, vou ficar atento às suas informações e observações. Parabéns

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.