Começa Mostra de Cinema Espanhol no Teatro do Parque, com acesso gratuito. Confira programação

 Começa Mostra de Cinema Espanhol no Teatro do Parque, com acesso gratuito. Confira programação

Compartilhe nas redes sociais…

Nesses tempos em que a programação dos cinemas desapareceu do roteiro cultural dos nossos jornais – tanto no papel impresso quanto nas edições virtuais – não custa nada lembrar os circuitos alternativos, que também são esquecidos pelos editores e redatores de cultura dos nossos meios de comunicação. Eu mesma termino esquecendo de navegar pela Internet, só para garimpar os bons filmes. E o resultado é que já pedi uns bons programas no cinema, o que não acontecia antes, quando eu conferia a programação já “mastigadinha” nos jornais locais.

Então, um lembrete para vocês. É que entre os dias 20 e 22 de março, o Cineteatro do Parque  recebe a Mostra de Cinema Espanhol Contemporâneo, exibindo filmes que foram lançados entre 2019 e 2021, com acesso gratuito. Os ingressos começam a ser distribuídos uma hora antes de cada sessão, cujos horários variam entre 16h45 e 19h (vide serviço). Serão apresentados quatro longas durante a Mostra. Os filmes são: “La vida era eso”, “Josefina”, “Crónica de una tormenta” e “Una vez más”, dos diretores David Martin de los Santos, Javier Marco, Mariana Barassi e Guillermo Rojas, respectivamente. Todos os filmes são inéditos no Recife.

Após reforma, o Teatro do Parque virou uma agradável casa de espetáculos, que inclui gostoso jardim

E eles são mais uma boa oportunidade para frequentarmos o belíssimo Teatro do Parque, que depois de reformado virou um “brinco”, como diz a gíria.  Dá gosto ir lá, percorrer seus salões, passear pelo jardim interno. Lindo! Ele fica na Rua do Hospício, 81, Boa Vista.  Já a mostra resulta de parceria entre a Prefeitura do Recife, Instituto Cervantes e Embaixada da Espanha no Brasil. Os ingressos começam a ser distribuídos uma hora antes de cada sessão, cujos horários variam entre 16h45 e 19h (vide serviço). Filmes espanhóis marcaram a infância de minha geração, com atores que jamais esqueceremos como o pequeno Joselito (atualmente com 80 anos), que fez uns dez filmes entre 1956 e 1966, incluindo “O pequeno rouxinol” e “O rouxinol das Montanhas”.  Também jamais esqueci  a sensual Sarita Montiel (1928-2013) e a trilha sonora do filme “La Violetera”

Entre a adolescência e a idade adulta, foi a vez dos filmes inesquecíveis de Luiz  Buñuel, Carlos Saura, Pedro Almodóvar. Lembro, também, que uma vez estava em um dos cinemas do Shopping Boa Vista, que sempre exibia bons filmes às noites das sextas-feiras. E em uma certa  ocasião, após a exibição do divertido “Albergue Espanhol”, o público descobriu que um dos jovens atores estava na plateia. Foi uma agradável surpresa e ele deixou a sala sob aplausos. O filme é uma produção franco espanhola, dirigida pelo francê Cédric Klapisch. Quanto à Mostra de Cinema Espanhol Contemporâneo resulta de desdobramento da adesão do Recife à rede Cidades Cervantinas, que reúne destinos de todo o mundo, articulados pelo governo espanhol para celebrar e difundir a obra de Miguel de Cervantes (1547-1616),  autor de Dom Quixote, uma das obras primas da literatura mundial. A capital pernambucana foi a primeira e segue sendo a única cidade brasileira a integrar a rede, que existe desde 2017 e conta com 28 cidades na Europa, África e América.

Leia  também
Teatro do Parque comemora 107 anos com concerto da Banda Sinfônica do Recife
Teatro do Parque restaurado: “Uma das maiores emoções de minha vida”
Teatro do Parque abre para o público e recebe visitas guiadas
Depois do Teatro, que tal lutar pela recuperação do antigo Hotel do Parque?
História rica e memórias afetivas: Teatro do Parque ganha livro
Hotel do Parque em livro sobre Root
O “Hotel do Parque” sem memória
Que tal lutar pelo Teatro e também  pelo tombamento do Hotel do Parque
Virada Cultural pelo Teatro do Parque
Teatro do Parque tem Virada Cultural
Obras recomeçam no Teatro do Parque
Teatro do Parque abre  para visitas guiadas
Teatro do Parque revive esplendor do passado
Teatro do Parque tem obras concluídas
Teatros ganham reformas durante a pandemia
Teatro jardim, o Parque terá área verde como extensão do palco
Teatro do Parque: Agora vai. Será?
Teatro do Parque será entregue em 2020
Que tal lutar pelo Teatro do Parque e também pelo Hotel do Parque?
Obras recomeçam no Teatro do Parque
Praça Maciel Pinheiro vive a decadência e o abandono
Incluído entre os cem melhores filmes  brasileiros,Tatuagem ganha livro
Cotidiano de Água Fria, no Recife, vai a dois festivais de cinema
Cineclube ao ar livre em Apipucos
Farmácia viva e audiovisual: produção coletiva em Apipucos
Cineclubes: a conexão Brasil – Alemanha
Apipucos tem Movimenta Cineclubes: mudanças climáticas em discussão
Bairros ganham Movimenta Cineclube
A Cineasta luta pela sede da Aurora Filmes
Cinema vai à escola e praça em Tabira
Cinema, rio e bicicleta em discussão
Esplendor e o cinema para cegos
A história do menino que processa os pais por o terem colocado no mundo
Muito bom “Uma casa à beira mar”
Filmes made in PE para ver em casa
Olha! Recife e Mamam : lendas urbanas
Filme “Recife Assombrado” chega ao Canal Brasil
Cine Olinda vai ser restaurado. E o resto?

 

Serviço

 

Evento: Mostra de Cinema Espanhol Contemporâneo
Quando: 20 a 22 de março
Sessões: 16h45m e 19h
Onde: Teatro do Parque
Endereço: Rua do Hospício, 81, Boa Vista
Quanto: acesso gratuito, com retirada de ingressos uma hora antes das sessões

Filmes programados:
SEGUNDA (Dia 20)
19h – La vida era eso
2020, 109 min
Diretor: David Martín de los Santos
Sinopse: Num hospital, na Bélgica, os destinos de María e Verónica cruzam-se. As duas imigrantes espanholas se encontrarão fugindo de diferentes crises: María na onda migratória de 1970 e Verônica tentando escapar da falta de perspectivas para a juventude atual. Um vínculo se estabelece entre elas e, após um acontecimento inesperado, María partirá em busca da família de Verónica, numa Espanha muito diferente daquela que abandonou e na qual se reencontrará com o que havia deixado pendente.

TERÇA (Dia 21)
19h – Josefina
2021, 90 min
Diretor: Javier Marco
Sinopse: Juan, um agente penitenciário, observa silenciosamente, todos os domingos, a visita de Berta, mãe de um dos presos. Para se aproximar dela, comete o desatino de se fazer passar por pai de uma suposta detenta: Josefina. A necessidade de preencher o vazio em que vivem leva Juan e Berta a continuarem se encontrando, a despeito da realidade que os cerca.

Abaixo, você confere informações sobre o novo velho Teatro do Parque e postagens sobre cinema.

Leia também

QUARTA (Dia 22)
16h45 – Crónica de una tormenta
2020, 85 min
Diretora: Mariana Barassi
Sinopse: Maca, uma profissional que não acredita em hierarquias no trabalho, compete com Vargas, um jornalista manipulador, para conseguir o cargo de diretor de um importante jornal. Na noite em que Antonio, o atual diretor, conta a Maca sobre o processo de seleção, ambos terminam trancados no jornal por uma forte tempestade.

19h – Una vez más
2019, 111 min
Diretor: Guillermo Rojas
Sinopse: April volta para casa para o funeral de sua avó e, ao reencontrar sua antiga vida, começa a pensar em recuperar tudo o que deixou para trás, quando partiu para o exterior em busca de um futuro.

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Andréa Rêgo Barros/Arquivo PCR e Letícia Lins / #OxeRecife

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.