Cartas inéditas entre Osman Lins e Hermilo Borba filho chegam ao palco

 Cartas inéditas entre Osman Lins e Hermilo Borba filho chegam ao palco

Compartilhe nas redes sociais…

Com lançamento de livro programado para agosto pela Cepe (Companhia Editora de Pernambuco), as inéditas cartas trocadas por Hermilo Borba Filho e Osman Lins  ao longo de onze anos antecipam-se à publicação. E chegam o palco no sábado (27) e no domingo (28) no Teatro Hermilo Borba Filho, que fica no Bairro do Recife.  A longa correspondência entre os dois escritores – e grandes amigos – ocorreu entre 1965 e 1976 e surpreendem pela atualidade, décadas depois.

Nas cartas, ambos falam de política, amigos, família, teatro e o amor pela arte da escrita.  A conversa “epistolar” – como Osman costumava definir  a convivência entre os dois – ocorreu devido à distância: entre as décadas de 60 e 70 do século passado, Hermilo residia no Recife, enquanto Osman morava em São Paulo.  O teor da correspondência foi transformado em espetáculo teatral, dirigido pelo pernambucano Luiz Manuel, integrante do Coletivo Caverna. O espetáculo Cartas encerra a programação da 17ª Semana Hermilo, que teve início na terça-feira. E tomara que volte depois a cartaz porque, com certeza, o diálogo entre os dois escritores têm muito o que nos ensinar. As apresentações de sábado e domingo são gratuitas, sendo que os ingressos serão distribuídos na portaria do teatro. Portanto, é bom chegar uma hora antes.

De acordo com Luiz Manuel, a ideia de montar o espetáculo surgiu assim que ele soube da existência das cartas, no fim de 2018. A partir daí, passou a ler artigos do professor Nelson Luís Barbosa, que produziu pesquisa pela Universidade São Paulo (USP) a respeito da amizade os dois amigos escritores. Para o diretor, a correspondência induz a uma reflexão muito atual sobre a realidade do Brasil e da cultura. “É como se estivessem falando exclusivamente sobre o presente, sobre fascismo, ditadura, do sacrifício em ser artista, da dificuldade de se viver desse ofício”.

E acrescenta Luiz Manuel: “é uma espécie de prova documental de que a história não é linear. Existe uma circularidade, um eterno retorno”. A julgar pelo que acontece hoje, no Brasil, Cartas é de uma atualidade gritante. A atualidade, reconhece o diretor, foi o ponto que mais o impactou, refletindo também na concepção final da peça. A encenação se desenvolve em vários quadros, classificados pelo diretor como “socos”.

O diretor explica que  “uma coisa vai puxando a outra, como  a fluidez de uma carta, a abertura do coração de alguém que quer falar para um amigo ou mesmo para alguém que não se conheça tanto, mas para a qual você tem a necessidade de mandar uma mensagem”. Cartas conquistou o prêmio de pesquisa O Aprendiz em Cena, da Prefeitura do Recife, concedido a um diretor iniciante para trabalhar com um elenco experiente. No caso, os atores Claudio Lira, Fabiana Pirro e Paulo de Pontes (foto acima, à esquerda). A iluminação é de João Guilherme, e a assistência de direção é de Gabriel de Godoy.  Alexandre Salomão e Lara Boone assinam o desenho de som, e a produção é de Naruna Freitas. O Teatro Mamulengo, Jailson Marcos e Giselle Cribari são parceiros do projeto.

Leia também:
Marcha Fúnebre de Osman Lins tem exibição no Arquivo Público

O mergulho  na obra de Osman Lins
O dia que esqueci que sou repórter
Só dá mulher em Lisbela e o Prisioneiro
Lisbela e o Prisioneiro está de volta
Cobogó das Artes tem curso de férias
Recife Literário com atitude  
O lado editor do escritor Sidney Rocha

Serviço
17ª Semana Hermilo
Espetáculo “Cartas”, dirigido por Luiz Manuel
Estreia: Sábado (27) e domingo (28), às 20h
Onde: Teatro Hermilo Borba Filho (Cais do Apolo, s/n, Bairro do Recife)
Entrada franca (ingressos distribuídos uma hora antes, na bilheteria do teatro)
Informações: (81) 3355-3321/ 3321 – (81) 99226-7221 (Whatsapp) ou centroapolohermilo.pauta@gmail.com

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Coletivo Caverna/ Divulgação

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.