Boa Viagem: “Lixo no saquinho” não resolve, é preciso lixo no sacão junto aos barraqueiros

 Boa Viagem: “Lixo no saquinho” não resolve, é preciso lixo no sacão junto aos barraqueiros

Compartilhe nas redes sociais…

Todos os anos, cumpro o mesmo ritual. Em 31 de dezembro, vou à praia, tomar um banho para deixar no mar as mazelas do ano que findou. E no primeiro dia de janeiro, volto ao mesmo local, para carregar as energias para o atravessar o ano que se inicia. Em 2024, não foi diferente. Ao chegar em Boa Viagem, bem cedinho, me deparei com limpeza no asfalto e uma multidão de garis recolhendo os detritos na areia, a herança de sempre do Réveillon.

Cansados da jornada, mas tranquilos pela certeza do dever cumprido, eles já estavam prontos para deixar o serviço, pois outra turma estava para chegar. Procurei hoje a Autarquia de Limpeza e Manutenção Urbana do Recife (Emlurb) para saber o total de lixo recolhido, mas não tive resposta.  Infelizmente. Será que contaram?  No Rio de Janeiro, o balanço foi divulgado no final da manhã da segunda-feira: 960 toneladas de lixo recolhidas nas áreas públicas de festa de réveillon. No Recife… nada. Mesmo assim, gostaria de fazer duas observações: mesmo sem números, deu para perceber que o trabalho de limpeza na virada do ano foi rápido.  A outra é sobre a falta de fiscalização da Prefeitura quanto aos barraqueiros que não zelam pela limpeza do seu pedaço. Por que isso?

Exército de garis tomou as areias de Boa Viagem e Pina às quatro da manhã, mas tem quem teime em voltar a sujar

Em Boa Viagem e no Pina, a sujeira encontrada na praia se concentra justamente na faixa da areia onde ficam as cadeiras utilizadas por banhistas e que são de propriedade de barraqueiros.  Ou seja, a campanha “Praia Limpa”  e a  estratégia adotada para a limpeza da areia ainda deixam muito a desejar. Principalmente no caráter preventivo. Nem todas as barracas possuem cestos de lixo e nem todo banhista tem educação doméstica nem cuidado para levar o seu saquinho plástico e fazer descarte em local adequado. Resultado: lixo espalhado pelo chão, incluindo os palitinhos de espeto, que sempre provocam acidentes em quem anda descalço pela praia.

O Prefeito João Campos (PSB), que tanta propaganda institucional faz das mudanças na orla, precisa dar uma andada pela praia. Mas tem que ser pé. Na areia. Fiscalizar obra no calçadão não é suficiente. Tem que andar. Ver o que acontece na areia, da mesma forma que sobre os morros. Andando. Só assim, vendo o desmantelo, talvez ele tome uma medida, porque até o momento, a sujeira provocada por ambulantes é um problema que se arrasta há anos, sem que nenhum gestor tome a devida providência. Notificação, multa, cassação da licença. Só assim. E não é difícil fazer o flagra. Pois os barraqueiros porcalhões não são todos, mas sempre são os mesmos. Jogam de tudo no chão: cascas de coco, latas, garrafas Pet, restos de comida, casas de ostras.

Esse local da foto é um ponto habitual de acúmulo de lixo na praia. Às 9h da segunda-feira (1/1/2024), o acúmulo já começava aí, bem pertinho dos mais famosos hotéis da orla da Zona Sul. Imaginem, então, no final da manhã ou início da tarde como isso não está. Feio prá gente e “lindo” para turista ver, não é?  Pelo que se observa, a campanha “Lixo no saquinho” não dá em nada. O que é preciso é lixo no sacão, isso sim. E fiscalização e punição para infratores.

Leia também
O primeiro réveillon sem praia suja
Praia: Crédito para barraqueiros e nenhuma capacitação sobre destino do lixo
Começa a Campanha Praia Limpa
“Praia Limpa” e impunidade na areia
“Praia Limpa” em Boa Viagem e Pina
Prefeitura do Recife corre com exército de garis e praias amanhecem limpas na virada do ano
Boa Viagem limpa: Ambulantes podem ser os guardiões da areia?
A praia de Boa Viagem está limpa?
Exército (de 1,1 mil pessoas) atua na limpeza do Recife nos polos de carnaval, mas praia está suja
Boa Viagem recebe novos quiosques e campanha “Praia Limpa”. Está limpa mesmo?
Boa Viagem vai virar um mar de lixo?
Em Boa Viagem, no Recife, cena incompatível com o século 21: despejo de esgoto na praia
Cadê a Praia Limpa? Em 20 minuto de coleta, um cestinho cheio de plásticos em Boa Viagem
Boa Viagem: Faltam bombeiros salva-vidas, policiais militares na orla e sobra exploração na areia
Plásticos poluem Boa Viagem
Mutirão espontâneo contra o lixo
Projeto Orla Parque entra na terceira etapa, beneficia Brasília Teimosa, mas na areia da praia…
Em Boa Viagem, cena incompatível com o século 21: Despejo de esgoto na areia
………………………
Lixo nos nos rios: 21 toneladas retiradas
Lixo retirado em canais é 20 por cento do total coletado no Recife
Plásticos viram vilões das tartarugas
Quatro milhões a menos de canudos no mercado. As tartarugas agradecem
Colete três plásticos na areia
Mar: Mais plásticos do que peixes em 2050 

Malas feitas com garrafas PET chegam ao Comitê Olímpico Brasileiro
Óculos ecologicamente corretos feitos com plásticos colhidos no mar
Canudos plásticos de praia viram óculos e natureza agradece
Plásticos nas praias viram embalagens
Reciclagem para poupar os oceanos
O fuxico que vira renda
Novidade: Moda sustentável com tênis a partir de garrafas PET recicladas
Dia Internacional sem sacos plásticos
Malas feitas com garrafas PET chegam ao Comitê Olímpico Brasileiro
Barco robô vai tirar plásticos dos oceanos
Alerta de um homem do mar
Dell anuncia mouse a  partir de plástico reciclado de garrafas PET
Reciclagem para poupar os oceanos
Óculos ecologicamente corretos feitos com plásticos colhidos no mar
Mar: mais plástico do que peixe em 2050
Canudos plásticos de praia viram óculos e natureza agradece
Plásticos nas praias viram embalagens
Xô, plásticos. A vez das canecas
O lixo que virou lixeira
Reciclagem de plástico rende utensílios domésticos e corrimão nos morros
Quatro milhões de canudos a menos no mercado
Dia Internacional sem sacos plásticos. Vamos nessa?
Nestlé quer embalagem biodegradável
Campanha contra plástico rende prêmio
Maquininha de passar cartão feita com plástico reciclado do mar
250 milhões de tampinhas retiradas da natureza em seis estados
Boa Viagem: #sechegaragentelimpa
Óleo derramado em 2019 deixa marcas praias de Pernambuco
Óleo: União inerte, omissa e ineficaz
Startup faz campanha contra lixo
Prêmio de R$ 50 mil para quem no mundo melhor limpar sua comunidade
Catadores tiram 5 milhões de latinhas deixadas pela folia em Olinda
Brasil tem camisa carbono zero
Lixo plástico vira cinema nas escolas
As garrafas biodegradáveis da Bacardi
Água mineral copo biodegradável
Reciclagem de esponjas poupa natureza
Boa ação na coleta de… sutiãs
250 milhões de tampinhas retiradas da natureza
Do lixo ao luxo

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: National Geographic (Acervo #OxeRecife) e Emlurb / Divulgação

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.