Até Santa Isabel, monumento nacional, teve lampiões coloniais substituídos

Dia desses, passando com uma amiga em frente ao Teatro Santa Isabel, comentei com ela: “Que bom que o sistema de iluminação de Led do Recife não desfigurou ainda as estátuas que ficam nos jardins e manteve os lampiões coloniais das laterais da casa de espetáculo”.  As estátuas, felizmente, estão com os globos de vidro leitoso preservados. Mas, quanto ao resto, a alegria durou pouco. Como vocês podem observar na foto acima, nem mesmo o Santa Isabel, que é um monumento nacional, escapou da sanha de atentados estéticos que esse sistema de LED vem provocando no Recife. Observem que o lampião novo nada tem a ver com a qualidade da coluna de ferro. Nem mesmo a cor.

E isso já aconteceu no Parque Treze de Maio, na Praça de Casa Forte, em cais como o da Jaqueira e da Aurora. E até na belíssima Ponte Seis de Março, também conhecida como Ponte Velha. Nesta, a mudança para o sistema LED deu o que falar. Pois além da substituição dos lampiões coloniais antigos  por novos (de material muito mais ordinário), 22 foram retirados pela Prefeitura,  com seus respectivos suportes. O sumiço dos 22 lampiões e braços de ferro da antiga ponte foi parar na Ouvidoria do município,  que aceitou a desculpa esfarrapada da Emlurb, segundo a qual os lampiões e seus respectivos braços não poderiam ter sido restaurados. Como não? Tudo se restaura. Ou, pelo menos, manda-se fazer outro igual.  Ou seja, das quatro luminárias em cada poste, os órgãos públicos deixaram apenas três. Não tem argumento que justifique esse crime contra o patrimônio público. Conservar, preservar é uma coisa. Desfigurar, substituir um material antigo por um novo, de pior qualidade, é outra coisa. E vai na contramão do que se faz nas grandes cidades do mundo.

Pelo menos os globos de vidro leitoso das estátuas do Teatro Santa Isabel estão preservados. Mas os lampiões nas laterais…. (ARB)

Basta viajar para outras cidades do Brasil ou do exterior, para se observar como são valorizadas, preservadas e mantidas as luminárias tradicionais, normalmente muito mais decorativas do que as modernas e também muito mais fotogênicas. Integram a paisagem, personalizam praças, jardins, ruas, monumentos, avenidas. É comum, também,  que se arranje formas de se conciliar a eficiência de uma iluminação moderna com os modelos tradicionais.  Agora tirar, arrancar e padronizar tudo, aí já é demais.  Pois no Santa Isabel, os lampiões laterais de ferro, que eram antigos e da mesma cor do suporte também começam a desaparecer.

Vejam só a diferença entre o suporte original e a peça que recentemente foi colocada. Dá para perceber o descompasso?  Sendo o Teatro tombado pelo Iphan, é inadmissível que haja mudanças desse tipo nos seus equipamentos. O que é pior: esses lampiões novos parecem não ter a mesma segurança dos antigos, pois são surrupiados com muita facilidade. Provavelmente para venda em  armazém clandestino de ferro velho. Basta dar uma volta no Centro, por ruas como a Aurora e a do Sol, para se perceber a quantidade dos que já foram levados.  Há trechos inteiros que já estão no breu. Ou seja, nem LED nem a luz anterior, tradicional. Nesse ritmo, a economia que se faria com a iluminação de LED vai terminar dando prejuízo, com a quantidade de luminárias que vão precisar de reposição. E a Emlurb, o que diz? E o Iphan, o que faz? E a Fundação de Cultura do Recife? E o Recentro? Ninguém está vendo isso não é?

Leia também
Novas luminárias viram alvo de marginais. Estão sumindo do centro
Acabou o mistério do sumiço das luminárias da Ponte Velha
Cadê os lampiões da Ponte Velha? Eram quatro em cada poste, mas sumiram.
Linda à noite, Ponte Duarte Coelho sofre atentado estético durante o dia
Novas luminárias de LED no Recife. Por que descaracterizar nossas praças?
Praça José Vilela não é mais assim. Sofreu um atentado estético
O Recife está ficando sem elas
De olho nas luminárias da Bom Jesus
Apipucos: Adeus às antigas luminárias
Vamos salvar o centro do Recife?
Atentado estético no Cais da Jaqueira
Cais da Jaqueira ganhou manutenção mas coreto ficou ainda mais depenado
Atentado estético no Primeiro Jardim, em Boa Viagem
Luz de LED é tudo?
As últimas que resistiam
Campinhos de Várzea iluminados
Fonte luminosa na Praça do Arsenal
Joao Campos, se eu fosse você…
Pátio de São Pedro está sendo pilhado
Que horror, Pátio de São Pedro
Cadê os lampiões da Ponte Velha?

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Letícia Lins/ #OxeRecife e Andréa Rego Barros (PCR / Acervo #OxeRecife)

Continue lendo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.