Associação de Pousadas: Está mais fácil procurar hospedagem em Fernando de Noronha

 Quem não sonha em passar alguns dias sob o sol do Arquipélago de Fernando de Noronha? São 21 ilhas, entre rochedos e ilhotas, com apenas uma habitada, onde ficam também as pousadas daquele santuário ecológico, verdadeiro paraíso tropical. Para quem quer passar lá as festas de final de ano, ainda dá tempo de se organizar, até porque os principais problemas da pista do aeroporto local já foram contornados. E quanto à hospedagem…

É que as pousadas e da Ilha fizeram um pool. E se organizaram em uma associação através da qual o turista pode fazer reservas para qualquer um dos 33 estabelecimentos associados, o que facilita – e muito – a vida do visitante, já que as informações ficam concentradas em um só lugar. Entre as que o turista pode escolher, encontram-se algumas bem charmosas, como a do Zé Maria e a Nannai. A do Zé Maria é conhecida pela localização estratégica e pela gastronomia, sendo o seu farto jantar um dos programas turísticos mais famosos entre os frequentadores da Ilha.

São 33, os estabelecimentos que integram uma associação que tornou mais fácil fazer reservas  em hotéis e pousadas.

A Associação de Pousadas de Fernando de Noronha  disponibiliza sistema de reservas e detalhes de cada empreendimento no site: www.apfn.com.br. Veja as pousadas que estão disponíveis para reservas no site: Pousada Germana, Pousada Pedra do Mar, Pousada Paraíso, Pousada Mar Aberto, Pousada Morro do Farol, Pousada Morena, Pousada Mar Atlântico, Pousada Verdes Mares, Pousada do Marcílio, Pousada Maravilha, Pousada Tubarão, Pousada Fortaleza, Pousada Beco do Noronha, Pousada Nascer Sol, Pousada Atobá, Pousada da Villa, Pousada Colina, Pousada Triboju, Pousada Malibu, Dolphin Hotel, Pousada Arquipélago, Pousada Lua Bela, Pousada Solar do Pico, Simpatia da Ilha, Alto Mar Guest House, Pousada Nannai,  Pousada Topázio, Pousada Zé Maria, Alto da Floresta, Pousada Estrala do Mar, Pousada Da Mana, Pousada Alto da Villa e Pousada Floresta Nova fazem parte da APFN.

Depois, é só curtir aquela água cristalina, com a exuberante fauna marinha, os golfinhos, tubarões, corais e tartarugas. Noronha pode receber até 560 turistas por dia. Com temperatura média de 28 graus, o Arquipélago é muito procurado em dezembro, mês que lá praticamente não chove. E nem tudo no Arquipélago se resume a praias como as de Sueste, do Leão ou do Sancho. É que o paraíso também se destaca pela gastronomia, principalmente nas comemorações de Natal e Reveillon, quando os restaurantes e hotéis capricham na cozinha.   Entre os  sofisticados pratos ofertados nesse final de ano estão os frutos do mar – peixes (como o bacalhau) e crustáceos (como a lagosta) – além de massas, saladas e doces sofisticados, como a torta de amêndoas e os damascos recheados. Além disso, conforme o #OxeRecife mostrou ontem, o Arquipélago está com uma atração a mais, que é o Forte Noronha, edificação do século 18 que foi restaurada, virou alvo de concessão a um grupo privado e está abrindo as portas em sistema de soft opening. De lá, se vê o lindo sol poente.

Nos links abaixo, você confere mais informações sobre o Forte Noronha e outras notícias sobre o Arquipélago.

Leia também
Restaurada, Fortaleza do século 18 vira nova atração turística em Noronha
Injustiça no paraíso: água e luz faltam aos mais pobres em Noronha
Novidade no Arquipélago: Remodelada, fortaleza do século 18 vira equipamento turístico
MPPE dá prazo de 24 horas, para a Gol fazer o transporte de clientes retidos em Noronha
Fortaleza dos Remédios começa a agendar festas e casamentos
Noronha: Grupo privado vai restaurar e explorar Fortaleza dos Remédios
Sessão Nostalgia: Saudade dos cinemas de rua é revivida em Noronha
Governo de Pernambuco reage à tentativa de invasão em Noronha
Sessão Nostalgia: Saudade dos cinemas de rua em Noronha
Fernando de Noronha: Perigo! Governo federal quer tomar de Pernambuco
Noronha: Política ambiental às avessas
Noronha tem trilha verde
Viva! Noronha movida a carbono zero
Taxa de Noronha não é roubo mas recurso para proteger a natureza
Noronha entra em quarentena
Noronha tem porto para enfrentar o swell
Noronha reforça o plástico zero
Golfinho atrai turista a Noronha
Deixem que vivam as baleias
Viaje pelo Brasil Selvagem Costa Brasileira
O balé noturno das raias em Noronha
Acordo na Justiça para algozes do Marlin Azul, peixe em extinção
Ministro manda oceanógrafo trabalhar na caatinga. E o Sertão já virou mar?
Peixe- leão é uma praga que chegou a Noronha
Viaje pelo Brasil Costa Brasileira sem sair de casa

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Divulgação / Associação de Pousadas de Fernando de Noronha

Continue lendo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.