Após transtornos como morte do marido e cirurgia do filho, Raquel Lyra voltou hoje às ruas

 Após transtornos como morte do marido e cirurgia do filho, Raquel Lyra voltou hoje às ruas

Compartilhe nas redes sociais…

Depois dos contratempos – a morte do marido (empresário Fernando Lucena) no dia do primeiro turno da eleição, e a cirurgia de emergência do filho de doze anos, João  – a candidata do PSDB à sucessão estadual, Raquel Lyra, retomou hoje a campanha de rua. E se prepara para um grande ato, no domingo. Será o Pernambuco de Coração, a partir das 10h, na Arena Caruaru, que fica no KM 64 da BR 104, naquele município, na Região Agreste.

Neste sábado, Raquel percorreu o mercado e o comércio de Nova Descoberta, na Zona Norte do Recife. A candidata mais agradeceu o apoio da população e reforçou os compromissos do seu futuro governo para unir Pernambuco. No primeiro turno, Raquel engajou-se à campanha presidencial de Simone Tebet (MDB), porém tem se mantido neutra no segundo, sem declarar apoio a Luiz Inácio Lula da Silva ou a  Jair Bolsonaro,

A posição de Raquel motivou uma série de críticas nas redes sociais. E também passou a ser explorada pela propaganda eleitoral gratuita de sua adversária, Marília Arraes, que tenta o governo estadual pelo Solidariedade e conta com o apoio de Lula. A neutralidade de Raquel, no entanto, não é inédita. Também não declaram voto para presidente no segundo turno: Eduardo Leite (PSDB-RS), ACM Neto (União Brasil – BA), Pedro Cunha Lima (PSDB-PB) e Rodrigo Cunha (União Brasil -AL).

Hoje a Justiça Eleitoral concedeu liminar à campanha de Raquel, ao proibir veiculação de vídeos que tentam confundir o eleitorado, atribuindo vinculação política entre Raquel e Bolsonaro. Nesta semana, a tucana divulgou um vídeo no qual reafirma sua posição de “independência” e intenção de “unir Pernambuco”. E,  neste 15 de outubro, Dia dos Professores, no entanto, não foi uma boa data para Raquel, que tem enfatizado muito seus planos na educação. Professores de Caruaru – onde ela foi prefeita – divulgaram uma carta aberta com críticas à sua gestão na área e a direitos não respeitados da categoria profissional. Também criticaram o fato da Prefeitura do município – localizado a 130 quilômetros do Recife – não ter tido concurso para o magistério municipal na sua gestão. O que não acontece, aliás, desde 2010 ali. Até fechar esse post, a agenda de Marília Arraes do sábado e do domingo não havia sido enviada pela sua assessoria.

Leia também
Festa para Lula vira mar vermelho no centro do Recife
Campanha esquenta em Pernambuco com denúncia de fake news
Raquel retoma campanha após missa de sétimo dia 
Expectativa, recomeço do horário eleitoral gratuito e a difícil decisão de Raquel Lyra: Lula ou Bolsonaro?
Institutos de Pesquisas falharam muito acima da chamada margem de erro
Marido de Raquel  Lyra tem ataque fulminante e morre no dia da eleição

Eleições 2022: PSB ocupa ruas com bandeiras mas caminho não será fácil
Longe dos caciques políticos, caciques indígenas fazem coletivo para disputar mandato
Com  candidato a governador em baixa, proporcionais do PSB omitem nome de Danilo
Pedestre rejeita propaganda do PSB nas ruas e é confundido como eleitor de Bolsonaro
Sem Eduardo Campos nem Miguel Arraes, PSB adota estratégia do morto carregando o vivo
Na caça ao voto, candidatos precisam aprender a separar o que é público e o que é privado
Mulheres lideram corrida sucessória
Mulheres lideram corrida sucessória para o governo e para o senado em Pernambuco
Eleições: Teatrinho em feira chega à Várzea
Eleições 2022: PSB ocupa as ruas com bandeiras mas caminho das urnas será difícil
 João Campos contraria pesquisa e é eleito com 56,27  por cento dos votos
Machismo, baixarias, cães raivosos e o exemplo das ruas no Recife
Marília cai em um dia e sobe no outro
TCU: 10.000 candidatos receberam auxílio emergência, treze em Pernambuco
Marília cai em um dia e sobe no outro
Ibope: João Campos joga pesado e reverte vantagem de Marília
Debate: Campanha do ódio
Direita pede votos para João Campos porque “Lula tem pacto com o demônio”
Campanha vira lavagem de roupa suja
PSB: Dá para acreditar? Nunca fez nada pelo Recife e quer ser prefeita
Segundo turno começa a esquentar temperatura. Debate foi só o inicio
A virada de Marília Arraes
A nova cara da Câmara Municipal
João Campos deve disputar segundo turno com a prima Marília
Eleições municipais, 2020: Pernambuco tem 1.140 fichas sujas

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Américo Nunes / Divulgação

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.