Agora é nacional: Mulher exercendo mesmas funções dos homens deve ter salário igual

Olhem aí, as mulheres se movimentando, em benefício de todas. A bancada feminina na Assembleia Legislativa de Pernambuco acaba de apresentar projeto de lei que proíbe a discriminação salarial por razões de gênero no Estado.  A iniciativa, mais do que justa e merecida, é da deputada  Socorro Pimentel (UB), porém em coautoria com a bancada feminina.

Socorro representa as mulheres na  Mesa Diretora da Casa, e contou com o apoio das demais parlamentares para o projeto de lei. Juntas, elas representam cinco partidos: Simone Santana (PSB), Débora Almeida (PSDB), Dani Portela (Psol), Rosa Amorim (PT) e Gleide Ângelo (PSB). O projeto já foi publicado no Diário Oficial do Legislativo nesta quarta-feira e segue para análise nas comissões.

Cientista política convocada para a sessão dedicada ao Dia Internacional da Mulher, Priscila Lapa não citou números de Pernambuco, porém lembrou a situação no Brasil. “Somos 52,5 por cento do eleitorado brasileiro e 51,1 por cento da população nacional, mas somos minoria nos espaços de tomadas de decisão”. E acrescentou: “Se não somos representadas nesses locais, tem alguém decidindo por nós em questões que nos afetam”.

Socorro afirmou que a iniciativa  “é uma demonstração da bancada feminina da Alepe da luta pelos direitos das mulheres no estado”. E ratificou: Essa deve ser uma luta da coletividade, pois homens e mulheres devem combater o racismo estrutural que ainda permeia a sociedade”.  No Dia Internacional da Mulher esse tipo de disparidade – ainda muito comum no mercado –  é agora assunto para discussão nacional. O Presidente Lula assinou hoje Projeto de Lei que estabelece igualdade de salário para homens e mulheres que tenham as mesmas funções no trabalho. Agora, o assunto segue para análise no Congresso Nacional.

Leia também
Além de Pernambuco, MST elege mais cinco deputados
Assembleia Legislativa pode proibir homenagem a ideias ou pessoas de extrema direita
Assembleia Legislativa faz curso gratuito de tecnologia para idosos
Assembleia volta ao virtual
Concurso de redação sobre o Legislativo
Assembleia vai ter orelhão virtual. Você sabe o que é?
Assembleia Legislativa retoma ações presenciais com precauções
Cama de frango dá confusão no interior
“Fala Pernambuco”: Demandas chegam ao Governo de Pernambuco
Deficit de abastecimento Falta d´água afeta pujança da avicultura
Lei sem jurisdiquês no celular
Corona: votação remota na Alepe
Os múltiplos  papéis do parlamentar
Projeto da Assembleia ganha prêmio
Câmara abre microfone para o povo
Frevo,  rock e hardcore na Assembleia

Justiça substitui audiência por registro audiovisual
Servidor federal é afastado porque fez a coisa certa
A pandemia deixou a justiça mais ágil?
Calçadas acessíveis no Cais do Apolo
Justiça anula nomeação de “antropólogo sem qualificação”  para a Funai
Ministro manda oceanógrafo trabalhar na caatinga. E o Sertão já virou mar?
Servidor federal é afastado porque fez a coisa certa

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Alepe / Divulgação

Continue lendo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.