A operadora Oi é uma piada

 A operadora  Oi é uma piada

Compartilhe nas redes sociais…

Amigos e leitores queridos. Vocês já  devem ter notado que o serviço do #OxeRecife deixa a desejar nos últimos dias. Trabalhando  precariamente. Ou em casa de parentes ou roteando o celular (Tim), que está segurando o tranco, porém consumindo quase todo meu pacote de dados. Tudo por conta da Oi, empresa da qual sou cliente desde os tempos da extinta Telpe, posterior Telemar e, finalmente Oi. Oi que, segundo a saudosa jornalista Luzanira Rego era a sigla de Otário Iludido. Deve ser mesmo.

O serviço pode não ser essas coisas – como aliás de todas as outras operadoras – porém é a primeira vez que passo sábado, domingo, segunda e terça sem sinal de Internet Banda Larga nem telefone fixo.  À noite, me informaram que o serviço de banda larga seria restabelecido na quarta. Será? Já é a décima remarcação. Na terça, finalmente, apareceu um  técnico da empresa, que mexeu no “armário” da praça onde resido e, pelo menos, restabeleceu a linha telefônica. Mas Internet até o começo da noite,  nada… Nessa “brincadeira”, já são treze protocolos, dois dos quais junto à Ouvidoria da Oi, para tentar resolver o problema, pois  na minha casa são duas pessoas que trabalham em regime de home office. Sinceramente, tudo isso demanda paciência, estresse, revolta com a qualidade do privatizado serviço de telecomunicações do Brasil. Pior: A quem apelar? Antes, bastava uma falha e a gente apelava para a Anatel. A operadora se pelava de medo da agência. No meu caso, já apareceu até no domingo, para realizar o reparo necessário.

Desde sexta-feira, ser bem-vindo à Banda Larga da Oi é sinal de estresse e revolta: consumidores ao léu.

Pois agora, no governo Bozó, é preciso registrar a queixa na Ouvidoria da própria Oi (que não resolve nada) ou da operadora a ser reclamada, deixar correr prazo para, enfim,  fazer a denúncia à Agência . E é por isso que as operadoras deitam e rolam e o consumidor fica ao léu. No atual governo já se falou até em fechar a “inútil” Anatel.  Fiquei desesperada, porque se tem um serviço que sempre funcionou a contento era a Anatel. Nunca me decepcionou. Só agora, com excesso de prazos e burocracias é que a coisa piorou. Como tudo, aliás, nesse governo do ex-Capitão. Pois bem, o problema da Oi  é bem mais grave. Descobri que havia uma bronca no “armário” – onde fica um emaranhado de fios – placas, e uma parafernália eletrônica que parece, mesmo, é um ninho de rato.

Armário escangalhado da OI parece um ninho de rato. Até areia tem, enquanto. A empresa precisa cuidar do que tem.

O armário estava todo escangalhado, com as portas abertas há pelo menos quatro dias. Até areia havia no seu interior.  Mas a demora no atendimento é porque, segundo a Oi, “há serviço de manutenção da rede” na área. Voltando ao armário, pelo que entendi, uma placa queimada, justamente a da Internet Banda Larga. Liguei de novo para a Oi, pedindo a substituição  da placa danificada. “Não podemos enviar um técnico aí, porque toda a rede está passando por processo de manutenção”. Que diabo e manutenção é essa, que deixa o consumidor totalmente desprovido do serviço que ele paga todo mês para ter direito a se comunicar? Que diabo de Ouvidoria é essa que nada  resolve?

Pois vocês não sabem da maior. Os atendentes da Oi passaram a dizer que o problema é que minha residência não tem “Oi Fibra”, e que por esse motivo o sistema arcaico não funciona (embora não me desse dor de cabeça até a semana passada). “´É melhor a senhora fazer a migração, e o serviço funcionará com 400 megas”, informaram todos os atendentes.  Já cansada, pois queria era o restabelecimento do serviço,  terminei cedendo. “Está bom, então instale o Oi Fibra”, retruquei para cada um deles, já em situação de extremo estresse e desespero. Nada! Segundo a própria Oi, não há esse serviço aqui na Praça onde resido. Ou seja, a Oi não cuida do que tem e vende o que não tem.

Porém fui à casa de uma vizinha, três imóveis após a minha, e ela disse que tem Oi Fibra lá. Dá para entender?

Ah, tem mais.  A bagaceira ainda não acabou. Moro há mais de 30 anos no mesmo endereço. Mas descobri, via  Oi que, embora resida em um mesmo imóvel há tanto tempo, na verdade “moro” em três bairros diferentes: Apipucos (o real), Monteiro e Alto do Mandu. Pelo menos é o que consta de acordo com cada atendente de plantão.  Mas conforme a Oi, em nenhum desses bairros em que “moro”, há o serviço que eles ofertam: o Oi Fibra. Então, a pergunta é:  que tipo de punição sofre uma empresa que vende o que não tem? E que anuncia um produto que não pode entregar? No mínimo deveria responder por estelionato ou propaganda enganosa.

Decidi fazer a portabilidade. Mas até escolher a menos ruim, é bronca, não é? O que vocês me aconselham? Sim, o sinal da Internet voltou, na noite da terça-feira. Depois, claro, de muito estresse, pressão em cima da Oi, ligações para a Ouvidoria. Afinal, se não fosse o celular, teriam sido cinco dias sem se comunicar….

Leia  também
Operadoras ameaçam pedestres
Que tal mudar de operadora?
Fiação vira esculhambação no Recife
Descalabro na fiação e nas conexões
O revoltante apagão de fim de semana
Ninho  de fios incomoda pedestres

Texto e fotos: Letícia Lins / #OxeRecife

Posts Relacionados

2 Comments

  • A OI faliu, já está sendo fatiada entre a Claro, Vivo e Tim e os clientes dela migrarão para uma dessas 3 operadoras.
    Meu chip é da Claro, tenho o plano prezão de R$20,00 por mês, posso fazer ligações ilimitadas para qualquer operadora do país e 6GB de dados móveis.

  • já tive dor de cabeça com as faturas. sempre acima do valor… contratado. e só entra na promoção de 99.90 se for em debito automático. boleto vai pra 119 quase 120 e mesmo assim da bronca… Anatel acabou. ou vai ao Procon ou logo pra pequenas causas. estamos a mercê. se é o móvel tem lugares como Itamaracá que e horrível conceção… me parece que a claro está com boa opção. pelo menos no móvel pega bem…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.