Concurso: Fotografe a natureza

Pernambuco possui nada menos de 89 unidades de conservação estaduais, sendo 44 de proteção integral e 45 de uso sustentável.  Entre as de proteção integral, encontram-se três estações ecológicas, cinco parques estaduais, 35 refúgios da vida silvestre e um monumento  natural,  a Pedra do Cachorro, que fica na região Agreste de Pernambuco e espalha-se por três municípios: Brejo da Madre de Deus, Tacaimbó e São Caetano.

Entre as de uso sustentável, encontram-se 21 áreas de proteção ambiental, sendo a APA Aldeia Beberibe a mais conhecida pelos moradores da Regiâo Metropolitana do Recife, onde ainda restam fragmentos de Mata Atlântica, com preservação de nascentes. A APA Aldeia Beberibe possui 31.634 hectares e se estende por sete municípios: Recife, Abreu e Lima, Araçoiaba, Igarassu, Paudalho, Paulista e São Lourenço da Mata. Há, ainda, oito reservas de florestas vivas, quinze reservas particulares do patrimônio natural e uma área de relevante interesse ecológico. Ou seja, verde, ainda resta em todas regiões do estado e importante é ajudar a preservá-las. Para sensibilizar a população, foi criado Concurso de Fotografias “Unidades de Conservação no Meu Caminho”, que em 2021 entra em sua segunda edição. A iniciativa é da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), por meio da Unidade de Gestão das Unidades de Conservação (UGUC).

A natureza rende sempre belas fotografias. A desta flor foi de exposição da Mata da Pimenteira: flora nativa.

As inscrições já estão abertas, e podem  ser feitas até as 23h59 do dia 25 de novembro. O certame vai premiar as melhores imagens sobre as belezas e riquezas das unidades de conservação, administradas pela CPRH. As inscrições são gratuitas e feitas exclusivamente por meio do perfil oficial da CPRH no Instagram @cprh.pe (https://www.instagram.com/cprh.pe/?hl=pt-br.)  O concurso faz parte da V Semana das Unidades de Conservação da Natureza: horizonte de possibilidades, evento que ocorre no período de 22 a 28/11. Segundo o diretor presidente da CPRH, Djalma Paes, a ideia é que, por meio, dos registros fotográficos, a população pernambucana seja estimulada a conhecer as áreas de conservação do estado, bem como ser sensibilizada sobre a importância da preservação desses ambientes.

O II Concurso de Fotografias contempla duas categorias: Fauna Nativa e Flora Nativa. Para concorrer, o participante deverá observar as seguintes regras do regulamento, tais como, inscrever e postar apenas uma foto no Feed do seu perfil no Instagram, colocando na legenda o nome completo do autor da foto, a categoria em que deseja concorrer e a unidade de conservação onde foi feito o registro, além de adicionar as hashtags: #IIConcursoFotografiaUC #VSemanaDasUCPE e marcar @cprh.pe na postagem, para que seja efetivada a inscrição. Mais informações podem ser obtidas no regulamento completo, disponível no link: https://drive.google.com/file/d/1k3dAgl5vOCbyoaiC87bJF6MCMFCQqHCZ/view?usp=drivesdk. Os três  primeiros colocados de cada uma das categorias serão contemplados com um kit com publicações/livros doados pela Biblioteca Pública do Estado de Pernambuco. De acordo com o gerente da Unidade de Gestão das Unidades de Conservação (UGUC), Gleydson Castelo Branco, além da premiação institucional, o primeiro colocado na categoria Fauna Nativa receberá um leitor de livros digitais, enquanto o vencedor da categoria Flora Nativa será agraciado com um tablet.

Leia também
Ecoverdejante: Trilhas pelas matas
As riquezas da Mata Atlântica
Mata Atlântica: Corredores ecológicos
Fórum Socioambiental apresenta projeto para a APA Aldeia Beberibe
Trilhas de novembro na APA Aldeia-Beberibe
Fórum quer Arco Metropolitano sem destruição da Mata Atlântica
Pernambuco  ganha unidades de conservação que beneficiam o Rio Capibaribe
Pernambuco ganha três novas unidades de conservação. Todas no Agreste
Três novas unidades de conservação têm animais ameaçados de extinção
Estação Ecológica Caetés e seu lindo beija-flor bandeirinha
Caetés: de lixão a estação ecológica
Risco de explosão em estação ecológica
Estação ecológica completa 28 anos
Parque Dois Irmãos triplica de tamanho
Parque Estadual de Dois Irmãos: 81 anos
Parque Estadual de Dois Irmãos concessão
Livro em defesa da Mata da Pimenteira
Nada como fotografar a natureza…
Na COP-26, Paulo Câmara promete recuperar mil nascentes de rios
Esforço pela preservação da caatinga e sequestro de carbono
Casal cria duas reservas  particulares de patrimônio da caatinga
Conheça melhor as 25 unidades de conservação da natureza no Recife
Parem de derrubar árvores (334)

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: CPRH (Acervo #OxeRecife)

 

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.