Sesc: Cinema “Made in PE” percorre sete cidades com exibições gratuitas

À medida que se reduzem os números da pandemia e a vacinação avança, a produção cultural começa, também, a ocupar o seu espaço. Tivemos um 2020 só quase de lives, que depois avançaram para o sistema híbrido e, finalmente, iniciativas que estimulam o reencontro entre as pessoas. O que é bom, pois o calor humano é necessário para o viver bem.

No ano passado, as exibições de filmes – inclusive os pernambucanos – foram praticamente limitadas a canais exclusivos, por assinatura, ou redes sociais. Mas 2021 não vai ser igual ao ano que passou. O Sesc Pernambuco está anunciando a Mostra Sesc de Cinema, que tem início no próximo dia 8 de novembro, com 43 sessões gratuitas distribuídas por sete municípios: Recife e Jaboatão dos Guararapes (Região Metropolitana); Caruaru e Garanhuns (Agreste); Arcoverde, Triunfo e Petrolina (Sertão). Que pena que a Zona da Mata ficou de fora.

Muribeca, de Alcione Ferreira e Camilo Soares é um dos filmes pernambucanos exibidos pelo festival Sesc: Made in PE

São vinte e uma produções cinematográficas “made in PE” que serão exibidas, dentro da programação estadual da Mostra Sesc de Cinema, projeto nacional de incentivo aos profissionais de audiovisual, fruição artística e de formação de público. Os trabalhos, inscritos via edital do projeto e selecionados após curadoria técnica, estão pautados em eixos que discutem, evidenciam e documentam questões relacionadas a territórios e conflitos sociais, pessoas LGBTQIA+, feminismo, indígena, videoarte, dança, música e ficção.

Das 21 produções, só uma será exibida nacionalmente ( O bem virá, de Uilma Queiroz).  A mostra contempla curtas, longas e documentários que serão apresentados e aprofundados com a realização de debates. “Olhar um filme é como querer ver atrás da porta. É entender a inquietação que antecede até mesmo o tema, reconhecer os desafios da produção e nos lembrar que fazer cinema é uma atividade política importante”, comenta a realizadora audiovisual e uma das curadoras da Mostra, Cynthia Falcão. Além de estar nas exibições e conversas, o público vai poder participar do Prêmio Celso Marconi, nome que homenageia o crítico e cineasta pernambucano referência no Brasil.

A iniciativa vai eleger, por votação popular, três filmes, que serão licenciados para exibição nas unidades do Sesc em 2022. A votação vai acontecer de 26/11 a 10/12 pelo https://mostrasescdecinemape.sescpe.com.br/mostracinema. Em Triunfo – a cidade mais bonita do Sertão do Pajeú – a exibição será em um local icônico: o velho Cine Theatro Guarany, uma das relíquias arquitetônicas do interior de Pernambuco.

Estão na programação:  Os últimos românticos do mundo (Henrique Arruda, foto no alto da página); Muribeca (Alcione Ferreira & Camilo Soares (foto central);  Fé na Reza (Duda Cordeiro, foto quadrada)  Colômbia (Manuela Andrade), D-20 Vermelha (Djaelton Quirino), Uma força extraordinária (Amandine Goisbault); Contos de amor e crime (Natali Assunção); Angustura (Caio Sales); Pipoca Moderna (Helder Lopes); Fé na reza (Duda Cordeiro), Tornar-se monstro ou humana (Catarina Almanova); Inabitável (Matheus Farias e Enock Carvalho); Thinya (Lia leticia); Marie (Leo Tabosa); Fragmentos de Gondwana (Adalberto Oliveira); Ethxô Nandudya (Fernando Matos, Narriman Kauane, Raryson Freitas, Tayho Fulni-ô e Thales Matos); As vezes que não estou lá (Dandara de Morais); Cinema Contemporâneo (Felipe André Silva);  Território Suape (Cecilia da Fonte, Laercio Portela, Marcelo Pedroso); Sobre as águas (Laura Castor); e Sobre Olga (Thayná Almeida). Além deles, terá o longa O bem virá (Uilma Queiroz).  o único de Pernambuco a integrar a etapa nacional da Mostra.

Leia também
Filme sobre esquizofrenia ganha dois prêmios
Luciano Torres ganha prêmio internacional: botija, beato e besta fera
Cinema: Túlio Beat, da Bacurau Cultural leva Botija à Itália e à Inglaterra
Cotidiano de Água Fria, no Recife, vai a dois festivais de cinema
Cineclube ao ar livre em Apipucos
Farmácia viva e audiovisual: produção coletiva em Apipucos
Cineclubes: a conexão Brasil – Alemanha
Apipucos tem Movimenta Cineclubes: mudanças climáticas em discussão
Bairros ganham Movimenta Cineclube
A Cineasta luta pela sede da Aurora Filmes
Cinema vai à escola e praça em Tabira
Cinema, rio e bicicleta em discussão
Esplendor e o cinema para cegos
A história do menino que processa os pais por o terem colocado no mundo
Muito bom “Uma casa à beira mar”
Filmes made in PE para ver em casa
A lenda do “muso” sem cabeça
Boneca malamanhada assusta em Casa Forte: “Irmã do boneco assassino”
Recife dos fantasmas tem “Guia de assombrações para crianças corajosas”
Assombrações no Mês das Crianças
Fantasmas no Forte das Cinco pontas
Moreno: Uma história de assombração
Baobá, rio, assombração e La Ursa Tours
Assombração mobiliza Academia
Zoo noturno mal assombrado, ui, ui
Assombrações no Zoo: De Cumadre Fulozinha à Motosserra Insana
Assombrações em Dois Irmãos. Vamos?
Casa Forte: Cultura geek e assombrações
Sessão Recife Nostalgia: O Parque Amorim e a lenda do Papa-Figo
Cidade Assombrada, no Olha! Recife
Mais assombração no Olha! Recife
Fantasmas de minha vida sem mim
Dia de caminhadas no Recife e em Olinda
Cobogó das artes solta os vampiros em Sete luas de sangue
Olha! Recife e Mamam : lendas urbanas
Filme “Recife Assombrado” chega ao Canal Brasil

Serviço
O que: Mostra Sesc de Cinema
Quando: A partir de 08/11

Quanto: gratuito
Programação presencial e virtual e endereços:
https://mostrasescdecinemape.sescpe.com.br/mostracinema

Programação
Caruaru
08/11, às 17h30: D-20 Vermelha | Fragmentos de Gondwana | Sobre as águas | Tornar-se monstra ou humana. Local: Armazém da Criatividade
09/11, às 17h30: Sobre Olga | O bem virá. Local: Armazém da Criatividade
10/11, às 19h30: Uma força extraordinária | Fé na reza | Thinya | As vezes que não estou lá. Local: Sesc Caruaru
11/11, às 19h30: Contos de amor e crime | Pipoca moderna. Local: Sesc Caruaru12/22, às 19h30: Colômbia | Inabitável | Marie | Cinema Contemporâneo | Os últimos românticos do mundo. Local: Sesc Caruaru

Arcoverde (Sesc Arcoverde)
16/11, às 19h: Sobre as águas | Contos de amor e crime | D-20 Vermelha.
17/11, a partir das 15h: Fé na reza | Cinema Contemporâneo | Os últimos românticos do mundo | Muribeca.
18/11, a partir das 15h: Uma força extraordinária | Marie | Fragmentos de Gondwana | Território Suape.
19/11, a partir das 15h: Tornar-se monstra ou humana | Ethxô Nandudya | Sobre Olga | Pipoca moderna.
20/11, a partir das 15h: Inabitável | As vezes que não estou lá | Colômbia | O bem virá.

Jaboatão dos Guararapes (Cine Teatro Samuel Campelo)
16/11, às 19h: Ethxô Nandudya | Fragmentos de Gondwana | Sobre as águas | Uma força extraordinária.
17/11, às 14h30: Muribeca. Às 19h: Thinya | Angustura | Pipoca moderna
18/11, às 14h30: D-20 Vermelha | O bem virá. Às 19h: Tornar-se monstra ou humana | Colômbia | Marie | Inabitável | Cinema contemporâneo
19/11, às 19h: Fé na reza | Contos de amor e crime | As vezes que não estou lá.

Petrolina (Cineclube Janela 353)
22/11, às 19h: Fragmentos de Gondwana | Sobre as águas | Ethxô Nandudya | Angustura
23/11, às 19h: Fé na reza | Uma força extraordinária | Thinya.
24/11, às 19h: D-20 Vermelha | O bem virá.
25/11, às 19h: Cinema contemporâneo | Tornar-se monstra ou humana | Colômbia | Marie | Inabitável
26/11, às 19h: Sobre Olga | As vezes que não estou lá | Contos de amor e crime | Os últimos românticos do mundo

Triunfo (Theatro Cine Guarany)
22/11, às 13h: O bem virá.
23/11, às 13h: Muribeca
24/11, às 13h: Pipoca moderna.
25/11, às 13h: D-20 Vermelha | Fé na reza | Ethxô Nandudya.
26/11, às 13h: Contos de amor e crime | Inabitável | Colômbia | Marie.

Casa Amarela (Sesc Casa Amarela – Cineclube Coliseu)
23/11, às 15h: Ethxô Nandudya | Angustura | Sobre Olga. Às 19h: Fé na reza | Uma força extraordinária | Contos de amor e crime.
24/11, às 15h: Cinema contemporâneo | Marie | Tornar-se monstra ou humana | Colômbia. Às 19h: Muribeca.
25/11, às 15h: Os últimos românticos do mundo | Inabitável. Às 19h: Pipoca moderna.26/11, às 15h: Fragmentos de Gondwana | Sobre as águas | Thinya. Às 19h: Território Suape.

Garanhuns (CPC Garanhuns)
29/11, às 19h: Sobre as águas | Fragmentos de Gondwana | Território Suape.
30/11, às 19h: Contos de amor e crime | Fé na reza | Uma força extraordinária | Angustura | As vezes que não estou lá.
01/12, às 19h: Ethxô Nandudya | Thinya | Muribeca.
02/12, às 19h: D-20 Vermelha | Sobre Olga | O bem virá.
03/12, Às 19h: Colômbia | Tornar-se monstra ou humana | Marie | Cinema contemporâneo | Inabitável | Os últimos românticos do mundo.

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Divulgação / SESC

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.