“Campinhos de várzea” iluminados

Aí está certo. Em tempo de olimpíadas, porque não apoiar as atividades esportivas, por mais informais que sejam? Todo mundo sabe que a cultura e os esportes são duas importantes ferramentas para resgatar a cidadania, principalmente de jovens que residem em regiões com grandes problemas sociais. Então, porque não apoiá-los?  A Prefeitura acaba de lançar o programa Campo no Brilho, que pretende iluminar cem campinhos de “várzea”, que movimentam os altos da nossa cidade. Tudo com lâmpada de LED, que são mais econômicas.

O primeiro campinho beneficiado foi o que fica no Alto do Eucalipto, no Vasco da Gama, Zona Norte do Recife. Os campinhos, muitas vezes, funcionam como única alternativa de lazer das comunidades dos morros recifenses. Até o mês de setembro, serão 20 campinhos contemplados. No Alto do Eucalipto foram instalados 24 projetores de LED, que lá funcionam muito bem (embora o #OxeRecife tenha restrições  ao sistema em outras áreas da cidade). De acordo com o  Prefeito João Campos (PSB) o Campo no Brilho custará R$ 4.089.600  aos cofres públicos, dos quais R$ 52 mil foram investidos no Alto do Eucalipto, que ganhou 24 projetores. Ao todo, serão 2.272 pontos modernizados. Até setembro, 20 campinhos de várzea serão atendidos, com substituição de 412 pontos de iluminação para LED.

Além do Alto do Eucalipto, até setembro serão atendidos os campos do Matarazzo (Coelhos); do Barro (Coque); da Compesa (Alto do Pascoal – Água Fria); de Chão de Estrelas (Campina do Barreto); do Futuro (Córrego da Fortuna – Dois Irmãos);  do Caxangá (Várzea); da Vila Arraes (Várzea);  Chico Mendes (Caçote);  10 de Novembro (Totó); El Salvador (Jardim São Paulo); do Hospital da Mulher (Vietnã); da Vila das Crianças (Ibura); da Vila Tancredo Neves (Ibura) e Residencial Via Mangue (Imbiribeira). Para Egline Muniz, presidente da Associação dos Clubes Esportivos Amadores de Casa Amarela, iniciativas como essa têm um poder transformador. “O esporte é muito importante na vida dos jovens. Através dele a gente tenta resgatar as crianças para evitar que se envolvam na criminalidade, no mundo do tráfico”, argumenta. 

O programa da prefeitura é fruto da parceria entre a Secretaria de Esportes do Recife e a Emlurb. A intervenção também será responsável por uma redução do consumo energético da ordem de 5,26 GWh/ano o que proporcionará economia de R$ 2.304.198,91 com os custos de consumo de energia elétrica anual.  A LED é muito boa, é mais eficiente, é mais econômica. No entanto,  a substituição tem descaracterizados locais tradicionais do Recife, como a Praça de Apipucos, o Cais da Jaqueira, a Ponte Duarte Coelho e outras áreas.

Áridos, sem gramados, campinhos de várzea ganham, pelo menos, iluminação especial.

Será que não existe tecnologia para adaptar o tradicional ao moderno? Precisa desfigurar tudo? Leia alguns casos da falta de respeito com a paisagem da cidade já noticiados aqui no #OxeRecife. 

Foram vários, os atentados estéticos em nome da iluminação de LED! Onde foram parar nossas luminárias tradicionais?

Leia também
Novas luminárias de LED no Recife. Porque desfigurar nossas praças?
Praça José Vilela não é mais assim. Sofreu um atentado estético
O Recife está ficando sem elas
De olho nas luminárias da Bom Jesus
Apipucos: Adeus às antigas luminárias
Atentado estético no Cais da Jaqueira
Atentado estético no Primeiro Jardim de Boa Viagem
As últimas que resistiam
Joao Campos, se eu fosse você…
Pátio de São Pedro está sendo pilhado
Que horror, Pátio de São Pedro
Cadê os lampiões da Ponte Velha?
Instituto Oficina Francisco Brennand: “O Recife não merece tamanho desrespeito”
Parque das Esculturas: “Proteger patrimônio não é caro”
Depois de pilhado à exaustão, Parque das Esculturas vai ter segurança 24 horas
Pobre Recife. Será que isso vai mudar?
O Recife da paisagem mutilada
Fonte luminosa na Praça do Arsenal
Sessão Recife Nostalgia: os cafés do século 19 na cidade que imitava Paris
Uma cidade boa para todo mundo
Você está feliz com o Recife?

Foto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Rodolfo Lopert / Divulgação / PCR

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.