C&A entra na era do carro elétrico

Hoje é assim. Quanto mais ecologicamente correta for a empresa, mas chance ela tem de vender os seus produtos e de ter uma boa imagem junto ao mercado.  Não são poucas as corporações que vêm conservando florestas, protegendo animais, reduzindo a quantidade de plásticos em seus produtos e até mesmo evitando o uso de combustíveis fósseis, muito poluentes. O Brasil está cheio de bons exemplos. Na verdade, elas nada mais fazem que a obrigação de preservar a natureza até porque também poluem. Agora chegou a vez da C&A informar que no próximo trimestre começa a usar caminhão elétrico em suas entregas. Por enquanto, ainda só em São Paulo.  Infelizmente. Afinal, o carro elétrico é o automóvel do futuro.

Posteriormente, o sistema funcionará em todas as regiões do país.  A empresa pretende, assim, “construir uma moda com impacto positivo”, ao usar, “de forma inédita no varejo de moda brasileiro, um caminhão elétrico para abastecimento de produtos a fim de reduzir as emissões de gases de efeito estufa”.  Já é um bom começo. Juntamente com a Soluciona Logística (parceira estratégica de logística da marca), o projeto foi desenvolvido exclusivamente para a operação da C&A Brasil.  A partir do começo do próximo trimestre, o transporte será utilizado para atender a demanda da região metropolitana de São Paulo, tendo como ponto de partida o Centro de Distribuição Tamboré, em Barueri (SP). “A companhia prevê expandir o projeto com a compra de novos veículos, ampliação de rotas e regiões até o final de 2021”.

C&A reduzirá  emissão de carbono equivalente o emitido por mil veículos, que só 11 mil árvores neutralizariam.

Com capacidade para quatro toneladas, o caminhão elétrico (foto) realizará dois circuitos diários: do Centro de Distribuição até as lojas correspondentes à sua rota e vice-versa. O veículo tem autonomia para rodar, em média, 200 quilômetros com uma única carga de bateria e sua recarga será realizada todas as noites no próprio Centro de Distribuição da varejista. Para Toni Trajano, CEO da Soluciona Logística, investimentos como esse elevam as oportunidades do negócio e contribuem para soluções cada vez mais sustentáveis. A C&A   informa, no entanto, que o caminhão elétrico é só uma das ações sustentáveis implantadas em 2021. Entre as outras está a construção de duas usinas solares (para que suas unidades recebem energia limpa.

Com previsão de entrega no segundo semestre de 2021, as usinas abastecerão, inicialmente, 11 lojas da varejista, localizadas no Rio de Janeiro e em Brasília por 10 anos, com possibilidade de prorrogação de contrato por mais uma década e ampliação no número de unidades a receber energia limpa. Com o uso de energia solar proveniente das usinas, anualmente, a C&A Brasil evitará, a emissão de 1,8 mil toneladas de CO2, o equivalente ao plantio de 11 mil árvores ou menos 1 mil veículos, com média de 12 mil km rodados cada, circulando pelas estradas brasileiras. A varejista estima ainda uma economia potencial de cerca de R$ 20 milhões até o final do contrato, além dos ganhos ambientais, como: redução das emissões dos gases de efeito estufa e a obtenção de energia renovável.

Nos links abaixo, você pode conferir outras iniciativas para poupar o meio ambiente.

Leia também:
Poluidor, Copo plástico começa a ser banido do serviço público no Recife
Reciclagem para poupar oceanos
Dell anuncia mouse de plástico reciclado a partir de embalagens PET
Água de reuso irriga jardins do Shopping Recife e rende economia a lojistas
Óculos ecologicamente corretos feitos com plásticos colhido no mar
Mar: mais plástico do que peixe em 2050
Canudos plásticos de praia viram óculos e natureza agradece
Plásticos nas praias viram embalagens
Xô, plásticos. A vez das canecas
O lixo que virou lixeira
Reciclagem de plástico rende utensílios domésticos e corrimão nos morros
Quatro milhões de canudos a menos no mercado
Dia Internacional sem sacos plásticos. Vamos nessa?
Nestlé quer embalagem biodegradável
Campanha contra plástico rende prêmio
Maquininha de passar cartão feita com plástico reciclado do mar
250 milhões de tampinhas retiradas da natureza em seis estados
Startup faz campanha contra lixo
Prêmio de R$ 50 mil para quem no mundo melhor limpar sua comunidade
Mar: mais plástico do que peixe em 2050
Catadores tiram 5 milhões de latinhas deixadas pela folia em Olinda
Brasil tem camisa carbono zero
Lixo plástico vira cinema nas escolas
As garrafas biodegradáveis da Bacardi
Água mineral copo biodegradável
Reciclagem de esponjas poupa natureza
Boa ação na coleta de… sutiãs
250 milhões de tampinhas retiradas da natureza
Do lixo ao luxo
Pneus na guerra contra o lixo
Não jogue lixo eletrônico no Capibaribe
Troque o lixo eletrônico por plantas
A reciclagem da Renova Ecopeças

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Divulgação / C&A e Letícia Lins (floresta)

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.