Zona Norte: Ruas e garagens alagadas

Está difícil. Qualquer chuvinha, e o Recife alaga, o trânsito congestiona e a mobilidade fica totalmente comprometida. É verdade que algumas obras que foram realizadas ao longo do ano passado e início deste ano já começaram a surtir efeito. Mas em algumas, a água passou a escoar de um lado mas acumula no outro.

A Praça de Casa Forte é um exemplo. Antes da intervenção ali realizada, ficava impraticável qualquer automóvel entrar na Praça, para quem vem pela Avenida Dezessete de Agosto, no sentido cidade subúrbio. Era temerário entrar  à direita, para chegar na Praça. Alagava tudo, ninguém passava. Nem de carro nem a pé.

Ou seja, o problema foi solucionado parcialmente. De um lado sim (onde foram feitas obras de drenagem) e do outro não (onde não foram feitas). Quem reside na Praça e precisa sair dela para pegar a Avenida Dezessete, não consegue fazer em paz porque atualmente a área fica tão alagada quanto ficava antes o outro lado. Na última sexta-feira, a área estava um desastre para quem precisava sair da Praça.

Outra rua que melhorou depois do serviço de drenagem e desentupimento de galerias pluviais foi a Guedes Pereira, que fica entre os bairros de Casa Amarela e Parnamirim. Em outros invernos, houve prédios que os carros boiaram nas garagens.  Uma temeridade. No último temporal, segundo relatam moradores, a Guedes encheu, mas a água escoou logo que a chuva parou.

Mas parece até que o “rio” da Guedes Pereira mudou de lugar. Nas duas maiores precipitações pluviométricas do mês passado, a Rua Estrela – que é paralela à Guedes Pereira – virou um mar. Houve prédios cujas garagens ficaram inundadas. Em um deles, os elevadores passaram três dias sem funcionar, porque a água invadiu seus poços.  Teve gente que precisou subir ou descer 20 andares de escada. Complicado, não é, principalmente para idosos, obesos, mulheres grávidas. Está bom da Emlurb passar na Rua Estrela, para fazer o que já fez na Guedes Pereira. Teve gente que passou dois dias sem conseguir sair de casa. No caso da Estrela, já foi protocolado na Emlurb (22041432) solicitação para desentupimento de galeria e obras de drenagem, se for o caso.

Leia  também:
Em três dias, 71 por cento da chuva prevista para abril
Temporal derruba oito árvores
Praça de Casa forte perto do fim dos alagamentos
Águas pluviais e esgoto doméstico: quando tudo se mistura sob o chão
Chuva (de seis horas) equivalente ao previsto para dez dias do mês de março
Cinco dias de chuva que valem por cinco
Chuvas: Jacarés ganham ruas
Segunda feira de chuvas sem o romantismo dos blocos
Morros ganham parceria contra chuva
Chuva: Se precisar chame o 0800 0813400
Eventos adiados devido à chuva
Chuva adia caminhada do Forró e fecha equipamentos culturais do Recife
Urgente: Chuva fecha Jardim Botânico

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto do leitor

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.